POLÍTICA

08/06/2018 as 09:46

Sem opção, PT insiste em Lula candidato e desdenha da legislação eleitoral!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

Faltando menos de dois meses para o início da campanha eleitoral nas ruas, o Partido dos Trabalhadores ainda insiste na teoria de lançar a pré-candidatura do ex-presidente Lula (PT) para comandar o País em 2018. Nada demais se o petista não estivesse condenado em segunda instância e se não estivesse preso na sede da Polícia Federal em Curitiba (PR). Para este colunista, com todo respeito à legenda, mas a “persistência” em Lula candidato vai mais além do que um movimento de resistência: virou uma questão de sobrevivência!

 

O desgaste do Partido dos Trabalhadores junto à opinião pública é absurdo! Ficou evidente nas eleições municipais de 2016 em todo o País. A legenda perdeu bastante em densidade eleitoral, perdeu tamanho e, agora em 2018, corre o risco de sofrer ainda mais baixas do ponto de vista da representatividade nacional. O reconhecimento de muitas pessoas por Lula, não é o mesmo pelo PT e boa parte de seus membros. E sem outras opções, a legenda lança nesta sexta-feira (8), e, Contagem (MG), a pré-candidatura dele à presidente da República.

 

A intenção do Partido dos Trabalhadores é clara: mantém acesa uma “chama de esperança” com o Movimento “Lula Livre”, mentem-se em evidência em todo o País e aproveita para pressionar o Poder Judiciário – que já condenou o ex-presidente – a conceder-lhe o direito de disputar a eleição. Seria surreal: o Brasil eleger um presidente presidiário? E aqui este colunista não tira os méritos e nem deixa de reconhecer o legado de Lula, mas o lançamento de sua pré-candidatura é um verdadeiro “tapa” na democracia brasileira!

 

E justo de quem mais fala e propaga a necessidade de se preservar o direito democrático de se manifestar, de se fazer representar. O PT tem consciência que Lula não pode e nem reunirá condições legais para ser candidato a presidente, mas insiste apenas para manipular as pessoas e, evidentemente, colher benefícios eleitoral durante as próximas eleições. Insistir é desdenhar da legislação! E isso em um momento quando a sociedade está mais exigente, cobrando leis mais duras e eficientes, para garantir mais ética e transparência no serviço público...

 

Veja essa!

Em entrevista ao radialista George Magalhães, na Rádio FAN FM, o vice-presidente nacional do PT, Márcio Macedo, confirmou na manhã dessa sexta-feira (8) que, mais adiante, após o registro da candidatura de Lula, em meados de setembro, o PT vai decidir se mantem o projeto ou se faz alguma alteração.

 

E essa!

Márcio Macedo deixou claro que o lançamento de hoje é estratégico, tanto para fortalecer o Movimento Lula Livre quanto para estimular pré-candidaturas petistas e de aliados em todo o País, inclusive em Sergipe. Não é à toa que Márcio já se apresenta como o “pré-candidato a deputado federal de Lula”...

 

PT na majoritária

Já em entrevista à rádio Liberdade AM, Macedo afirmou que o PT Sergipe apoia a chapa que tem como pré-candidato o governador Belivaldo Chagas (PSD). No entanto, de acordo com elo, para o partido se manter neste bloco, é preciso que o PT seja respeitado e tenha espaço na chapa majoritária.

Respeito é bom!

“Quem fundou o bloco em que se encontra hoje o governador Belivaldo Chagas foi Marcelo Déda então, é natural que o PT Sergipe apoie a chapa de Belivaldo. Porém, queremos ser respeitados e estarmos presentes na chapa majoritária, indicando nomes para disputar mandatos de senador, deputado federal e estadual nas eleições deste ano, e ajudar a montar o programa de governo. Caso não seja possível, temos outros planos, mas a opinião do PT é de aliança neste bloco que estamos”, afirma.

 

Bomba!

Em conversa informal com este colunista, a deputada estadual Goretti Reis (PSD) confirmou que para o Senado Federal, a única definição de apoio é para a pré-candidatura da vereadora de Aracaju, Emília Corrêa (Patriota). “Vamos definir o segundo voto...”, disse a parlamentar.

 

Rogério não!

Goretti não explicou, mas é preciso olhar para o cenário de Lagarto: o prefeito Valmir Monteiro (PSC), seu adversário, vota em André Moura (PSC) e em Rogério Carvalho (PT) para Senado. A família Reis não vota com o petista em hipótese alguma.

 

Exclusiva!

O juiz de Direito José Anselmo Oliveira foi interrogado nessa quinta-feira (7), no Tribunal de Justiça de Sergipe, após o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) ter anulado sua aposentadoria compulsória determinada pelo pleno do TJ no início do ano. Ao término dos embargos, o pleno julgará se mantém a aposentadoria ou se retira a condenação do magistrado.

 

Relembre

A Corregedora do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE), a desembargadora Iolanda Guimarães,  recomendou a aposentadoria compulsória do juiz José Anselmo Oliveira, por conduta incompatível da magistratura. No entendimento dela, enquanto esteve à frente Juizado Especial da Fazenda Pública o magistrado feriu a Lei Orgânica e o Código de Ética da profissão.

 

Adriano Cabral

Após reunião em Brasília (DF), essa semana, o jovem empresário Adriano Cabral (PSDB) foi convidado pelo líder do Congresso Nacional, deputado federal André Moura, e pelo senador Eduardo Amorim (PSDB) para lançar sua pré-candidatura a deputado federal em 2018.

 

Salários do Estado

O governo do Estado dá prosseguimento ao pagamento de servidores neste sábado (9), quando recebem os inativos. Recebem na terça-feira (12), os servidores lotados na Secretaria de Saúde de Fundações de Saúde - FHS, FSPH, Funesa (estatutários e celetistas), empresas públicas (Emdagro, Cohidro, Emgetis, Emsetur, Codise, Cehop e Pronese), autarquias e fundações públicas (DER, Adema, Jucese, Detran, ITPS, Fundap, Rnenascer e Fapitec), servidores da Secretaria da Educação que não tiveram pagamento no dia 30 de maio e demais secretarias, finalizando assim o pagamento referente ao mês de maio. 

 

Senador Valadares I

O líder do PSB, em nome da Mesa do Senado Federal, chamou a atenção para o Dia Nacional do Teste do Pezinho, um dos exames da triagem neonatal mais importantes para a saúde de nossos bebês. “Identificar certas enfermidades logo nos primeiros dias significa uma perspectiva de vida mais longa e com qualidade para as crianças. Com o teste, realizado entre o terceiro e quinto dia de vida, até seis doenças genéticas, infecciosas ou metabólicas podem ser encontradas”.

 

Senador Valadares II

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), aprovou projeto de lei de autoria do senador Valadares (PLS 757/2015), que define igualdade civil e a tomada de decisão para pessoa com deficiência mental ou grave. “Hoje, as pessoas com deficiência, maiores de 18 anos, tem assegurado legalmente o direito do exercício pleno da capacidade civil comum a qualquer cidadão brasileiro. O projeto reforça esse direito e garante àquela pessoa com deficiência o apoio ao exercício da cidadania sempre e quando for necessário”.

 

PSTU I

Após surpreender lançando a sergipana Vera Lúcia como pré-candidata a presidência da república, o PSTU apresenta pré-candidaturas operárias ao governo de Sergipe. Além de negra e operária, Gilvani Alves até agora é a única mulher pré-candidata ao governo nessas eleições.

 

PSTU II

Ela tem 50 anos, é petroleira e dirigente do sindicato da categoria (Sindipetro AL/SE). Trabalha no campo terrestre de Carmópolis, é muito respeitada na categoria, pela luta contra a privatização e desmonte da Petrobras, em defesa dos empregos e direitos trabalhadores e também em defesa dos direitos das mulheres trabalhadoras.

 

Djenal Prado

Para vice, o partido apresenta a pré-candidatura do operário da indústria de cimento, Djenal Prado. Ele tem 57 anos, é morador do município de Laranjeiras, onde é reconhecido por quase três décadas de ativismo político e sindical. No último período ele também teve uma atuação importante em Sergipe junto aos movimentos em defesa de emprego, pelo direito à moradia digna e no recente apoio a greve dos caminhoneiros.

 

Maria do Carmo I

Em discurso no Senado da República, a senadora sergipana Maria do Carmo Alves (DEM) defendeu a necessidade da equipe econômica do Governo, bem como os segmentos organizados, discutirem alternativas que resultem na contenção dos sucessivos aumentos dos combustíveis.  Essa questão, de acordo com a parlamentar, ficou evidenciada durante a paralisação dos caminhoneiros em todo o Brasil que trouxe sérias consequências em todas as áreas.

 

Maria do Carmo II

“Temos que trazer essa questão à luz e percebermos que os aumentos desenfreados têm transtornado a vida dos brasileiros de todas as classes e, especialmente, tem atingido os mais pobres”, disse Maria, observando que isso resulta no encarecimento de produtos e serviços essenciais, como o gás de cozinha. “Os supermercados e as mercearias ficaram com prateleiras vazias, gerando pânico na população. Sem contar com o elevado preço do botijão de 13 quilos que, em Sergipe, por exemplo, chegou a ser vendido em alguns pontos por até R$ 120”. 

 

Maria do Carmo III

O efeito da paralisação observou a senadora, foi sentido em todos os Estados e por todos os setores produtivos e demonstra quão imperativo é discutir alternativas que visem uma política mais eficiente e menos nociva, de modo a permitir que os brasileiros possam ter tranquilidade para comprar o seu combustível, o seu gás de cozinha e os produtos, especialmente, de primeira necessidade, sem sobressaltos. 

 

André Moura I

Em audiência com o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, o deputado federal André Moura (PSC) e os prefeitos de Poço Verde, Simão Dias e Frei Paulo foram despachar demandas dos municípios, além de solicitar resolução de pendências em convênios e investimentos na atenção básica. André Moura reiterou que saúde é sua prioridade nas atividades legislativas.

 

André Moura II

“Entendo que acesso à saúde, prevenção, tratamento e bem estar físico e mental devem ser garantidos através do meu trabalho como deputado. Por isso, oriento as demandas e sempre busco investimentos na área”, afirmou o parlamentar. Para Poço Verde o pleito foi ampliar prazos de convênios de obras de Unidades Básicas de Saúde (UBS) que estão com vigência quase final. O prefeito, Iggor Oliveira, agradeceu a mediação de André junto ao ministério e comemorou a prorrogação do prazo. “Temos a resposta de que as obras continuarão e em breve duas UBS estarão em pleno funcionamento”.

 

Simão Dias e Frei Paulo

Os investimentos na área têm por objetivo promover qualidade de vida da população, diminuir a lotação nos pontos de atendimento assegurando boas condições e aprimorando o sistema de saúde dos municípios. André Moura solicitou a aplicação de investimentos na atenção básica para que haja melhoria do atendimento, das estruturas e a contratação de profissionais da saúde. O ministro Occhi sinalizou que irá atender às reivindicações e disponibilizou toda a equipe técnica para auxiliar os prefeitos nos processos. 

 

Laércio Oliveira I

O deputado federal Laércio Oliveira (PP) também esteve com o ministro Gilberto Occhi e conseguiu liberar a emenda de bancada para a Secretaria de Saúde de Sergipe no valor de 50 milhões. O parlamentar conseguiu também a liberação de R$ 6,5 milhões em emendas individuais na área de saúde para 26 municípios.

 

Laércio Oliveira II

Serão beneficiados Neópolis, Tomar do Geru, Socorro, Maruim, Malhada dos Bois, Riberópolis, Boquim, Simão Dias, Umbaúba, Itabi, Santa Luzia do Itanhy, Propriá, Muribeca, Ilha das Flores, Tobias Barreto, Arauá, Divina Pastora, Canhoba, Cumbe, São Francisco, Porto da Folha, Nossa Senhora das Dores, Campo do Brito, Aquidabã, Santo Amaro das Brotas, Itaporanga, Barra dos Coqueiros e Riachão do Dantas.

 

Occhi em Aracaju

O parlamentar conseguiu ainda seis carros para o trabalho de combate de. Os veículos serão destinados aos municípios de Campo do Brito, Ribeirópolis, Propriá, Santana do São Francisco, Santo Amaro e Canhoba. O ministro Gilberto Occhi estará em Aracaju na segunda feira (11), às 9 horas, para liberar o empenho e assinar o termo de doação dos veículos, além de cumprir outros compromissos em benefício da saúde do Estado.

 

Violência

Preocupado com a incidência da violência em Sergipe, nos últimos anos, o deputado estadual Luciano Pimentel (PSB) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, na manhã dessa quinta-feira (7), para apontar deficiências no efetivo da Polícia Militar. O parlamentar apresentou uma série de números relacionados à estimativas do crime nos últimos anos e entende que a Secretaria de Segurança Pública (SSP) precisa rever a distribuição dos policiais, em especial, no interior do Estado.

 

Luciano Pimentel I

Ao fazer uso da palavra, Luciano Pimentel destacou que a questão da Segurança Pública é uma problemática nacional e lamentou que Sergipe o controle da violência tenha perdido o equilíbrio. “Há total desequilíbrio entre a sociedade e a marginalidade. Há uma necessidade grande de novos homens para o policiamento efetivo e preventivo. Em 2015 a Segurança Pública tinha um efetivo de 5.463 homens. Em 2016 eram 5.406 e, em 2017 já caiu para 5.367”.

 

Luciano Pimentel II

“Temos uma população crescente, uma violência crescente e a força policial sendo reduzida em contingente. Na Polícia Civil tivemos um pequeno crescimento entre 2015 e 2016, mas em 2017 já recomeça o decréscimo! No Corpo de Bombeiros saímos de 580 homens em 2015 para 550 em 2017. O efetivo da PM, por exemplo, em 2015 eram 4.060 e, em 2017, passamos a ter 3.872. E a maior gravidade está na distribuição desses militares pelos municípios sergipanos”, completou o deputado estadual.

 

Policiais mortos

Luciano Pimentel lembrou que, no Brasil, em 2017, 552 policiais foram mortos durante a atividade profissional e, em 2016, foram 335 fora do momento de trabalho, a maioria vítima de latrocínio. “No ano passado, em Sergipe, foram 58 mortos em latrocínios, um número bastante significativo. Foram 1.123 homicídios dolosos no nosso Estado em 2017. É um Estado pequeno ocupando um lugar de destaque negativo. E 646 eram jovens entre 15 e 29 anos”.

 

Jovens são alvo

“12 eram idosos, 105 ficaram entre os 45 e 64 anos. 313 dos assassinados estavam entre 30 e 44 anos. Temos que buscar alternativas, melhorar a educação, melhorar a formação, a qualificação profissional e a geração de emprego para que os nossos jovens possam se ocupar. A Segurança Pública em nosso Estado está em completo descontrole! Em 2015 foram 355 estupros, em 2016 foram 413 e, no ano passado, 408 registros”, acrescentou o parlamentar.

 

Efetivo

Em seguida, Luciano Pimentel alertou para a desproporcionalidade do efetivo policial nos municípios sergipanos. “Tem um projeto de lei tramitando no Senado Federal que, pela sua concepção, tem-se um policial para 300 habitantes. Pela sua formatação, eram necessários 7.625 policiais a serviço da população do nosso Estado. Em Itaporanga, onde eu alertei recentemente sobre o crescimento da violência, em um município com 54 povoados e 34 mil habitantes, seriam necessários 114 policiais, mas o efetivo disponível é de apenas 20 homens! É um policial para 1.705 habitantes”.

 

Desproporcional

“Para se ter uma ideia da desproporcionalidade, em Aracaju, eram necessários 2.167 militares, mas nós temos 3.407 homens trabalhando. Em Umbaúba, por exemplo, temo um PM para 2,5 mil habitantes! Aqui na capital a estatística é de um PM para 191 habitantes, e ainda sim temos uma violência gritante. É preciso que isso seja conversado e revisto pelo secretário de Segurança para que ele avalie os parâmetros utilizados na distribuição desses homens”, finalizou, sendo aparteado pelos deputados Antônio dos Santos (PSC) e Maria Mendonça (PSDB).

 

Ciro Simoni

Da tribuna da Assembleia Legislativa de Sergipe, o presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), o deputado estadual Ciro Simoni (PDT/RS), destacou o empenho da gestão do presidente Luciano Bispo (MDB) e de todos os parlamentares da Casa pela realização do Fórum Sergipano de Direito Eleitoral que, para ele, é um evento que ultrapassa os limites do Estado e interessa todo o território nacional.

 

Fórum da Alese I

Ao iniciar seu discurso, ele relembrou o sucesso que foi a Conferência da Unale realizada em Sergipe, há dois anos, já sob a gestão do presidente Luciano Bispo, e destacou a importância do evento atual. “O Fórum de Direito Eleitoral é um evento que interessa não apenas a Sergipe, mas é importante para o País. Estamos à beira de um período eleitoral e temos a oportunidade de discutir temas relacionados à nova legislação vigente, como o financiamento público de campanha”.

 

Fórum da Alese II

Em seguida, Ciro Simoni enfatizou que a Unale está acompanhando se as campanhas dos deputados estaduais no Brasil também serão contempladas. “Os partidos políticos fazem a discussão deste fundo eleitoral e nós estamos atentos porque se são recursos públicos, então eles devem alcançar todas as candidaturas em questão, de presidente da República, governadores, senadores, deputados federais e também de deputados estaduais”.

 

Unale de olho

“Fala-se que querem financiar apenas as campanhas de deputados federais e a Unale não vai permitir e vai verificar a distribuição desses recursos. Sem contar que vivemos um novo momento da Comunicação Digital, e pudemos presenciar isso na greve dos caminhoneiros. Vimos muitas notícias veiculadas como ‘fake news’. É preciso ver como eles vão se comportar durante este período e como a Justiça Eleitoral vai reagir. Tudo isso nós vamos poder discutir durante este Fórum”, completou o presidente da Unale.

 

Luciano Bispo I

Por sua vez, o presidente da Alese, deputado Luciano Bispo manifestou sua gratidão pelo apoio total dado pela Unale ao evento. “Quero agradecer pela presença do presidente Ciro Simone em Sergipe. A Unale foi uma parceira importantíssima para a realização deste evento, pelo tamanho que ele ganhou, tendo agora uma dimensão nacional. Fizemos uma grande Conferência aqui há dois anos e, estivemos juntos, recentemente, em Gramado (RS), com os presidenciáveis discutindo o futuro do nosso País”.

 

Luciano Bispo II

Luciano Bispo se mostrou preocupado com o desinteresse das pessoas em escolher seus representantes nas próximas eleições. “Agora em Tocantins, tivemos uma eleição com 50% de abstenções! O eleitor não quer ir às urnas! Votem em quem quiser, mas é preciso conscientizar o nosso povo. Não é possível ter uma eleição num País democrático como o nosso, com tantas abstenções. Trouxemos grandes especialistas nacionais para discutir esse assunto, a questão das redes sociais e o novo modelo de se fazer eleição. Eu fiquei surpreso com tanta modernidade e percebi que estamos bem distantes do que já se aplica por aí afora”, completou, destacando que o Fórum teve 1.300 inscrições registradas.

 

Venâncio Fonseca I

O deputado Venâncio Fonseca (PSC) também destacou a presença do presidente Ciro Simoni em Sergipe e lembrou que ele foi eleito, recentemente, para o comando da Unale, mas já era um nome aguardado há algum tempo na instituição. “Ciro tem uma vida parlamentar de seis mandatos muito ativa na Unale. São 23 anos e em muitos momentos presenciamos discussões na entidade que contaram com sua participação brilhante, um homem de um equilíbrio fantástico, inteligente e amigo”.

 

Venâncio Fonseca II

Mais adiante, Venâncio disse que o novo presidente da Unale fará falta à política brasileira. “Ele fará falta na vida pública do País, justamente em um momento como este que atravessamos. Infelizmente ele não irá disputar a reeleição, mas vai deixar a marca de sua grande contribuição para a Unale e para os que virão, no futuro, se associar a esta entidade tão querida e tão importante para o parlamento, para os legislativos. Fico feliz em fazer uma amizade com uma pessoa tão do bem quanto Ciro, que orgulha qualquer amigo”.

 

Paulinho Filho

Por sua vez, o deputado estadual Paulinho Filho (PSC) destacou o empenho da Mesa Diretora da Alese pela realização do Fórum Sergipano de Direito Eleitoral. “Quero parabenizar a Unale pelo apoio, através do presidente Ciro Simoni, mas quero reconhecer o esforço da nossa Mesa Diretora e do presidente Luciano Bispo por esse Fórum, que marcou sua gestão pela Conferência da Unale há dois anos e agora este evento, com palestras interessantes e enriquecedoras, além de serem gratuitas, trazendo especialistas renomados, sem deixar de prestigiar os advogados do nosso Estado. É um trabalho marcante da Alese, nesta gestão, em parceria com a Unale”.

 

Avosos

No próximo dia 14, às 14h, acontece a Festa Junina para crianças e adolescentes assistidos pela Casa Tia Ruth de Apoio à Criança e ao Adolescente com Câncer/Avosos. O evento acontece no Espaço Multieventos da instituição. Segundo a gerente geral da Avosos, Lorena Ribeiro, a Festa Junina é mais um momento lúdico promovido pela instituição.

 

Programação

Na programação da Festa Junina: Coral Cantavosos, Bailarinas do Amor, Forró Persanne e aulão de forró com Sidney e Gabi (Siga Dancing). Na ocasião serão celebrados os aniversariantes dos meses de Maio e Junho. Haverá ainda comidas típicas e diversas brincadeiras.

 

Forró dos Namorados

No sábado (9), a partir das 21h44min24s, Aracaju será palco de mais uma edição do Cabeçaju Forró dos Namorados.  Este ano, o local do evento será o ESPAÇO DELA’S LOUNGE, considerado ponto de encontro das baladas alternativas, na Av. Carlos Gomes, nº 12, Bairro Inácio Barbosa, em Aracaju/SE. A festa terá apresentações de Karla Isabella, Priscila Carolynne, Dj Dodô e outros convidados especiais.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 

 




Tópicos Recentes