POLÍTICA

11/07/2018 as 00:43

Fábio Henrique é importante, mas não é a “última bolacha do pacote”!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

À medida que o período das convenções partidárias começa a se aproximar, as conversas de bastidores e articulações começam a acontecer. Neste momento todo mundo aproveita para valorizar “seu passe”, para impor suas qualidades e seu peso político para o processo. Tem um pouco daquela teoria de que “quem chega primeiro, tem sempre mais privilégios na hora de colher os frutos”.  A “bola da vez” na política de Sergipe é o PDT do ex-prefeito de Nossa Senhora do Socorro, Fábio Henrique, e de sua esposa e deputada estadual Sílvia Fontes.

 

Há muita “celeuma” em torno do destino do partido em 2018, sobre com quem fará a coligação. Mesmo tentando demonstrar que não está preocupado, o governador Belivaldo Chagas (PSD) tratou de correr até Fábio Henrique para conversar sobre política, para fazer “contas” e impedir que a legenda entregasse os cargos que possui no governo. Sílvia Fontes, inclusive, pelos posicionamentos que vinha adotando na Assembleia Legislativa, não escondia de ninguém sua insatisfação com o Executivo, na condição de aliada.

 

Belivaldo tem consciência que perder o PDT representaria mais “perdas” na base aliada, o que é muito ruim neste momento decisivo. Ao seu estilo de fazer política – muito questionado, diga-se de passagem, Fábio Henrique não consegue transmitir “segurança” para ninguém quanto a seu apoio: costuma tomar café da manhã com um nome, almoçar com outro e jantar com um terceiro antes de decidir. Tem muito mais que um projeto político: tem uma estrutura familiar montada dentro do PDT e, evidentemente, direciona sempre para onde encontra mais condições de acomodar a todos.

 

Além de um irmão vereador de Aracaju e outro vice-prefeito de São Cristóvão, Fábio Henrique tenta acalmar o “ímpeto” da Executiva Nacional que lhe exige uma candidatura competitiva para deputado federal, caso contrário, o comando do partido em Sergipe pode ir para outras mãos. Há também a dúvida: viabiliza a reeleição da esposa na Alese ou aposta em indicá-la em uma chapa majoritária como candidata a vice-governadora? Além de Belivaldo, Fábio Henrique já conversou com os pré-candidatos a governador, Eduardo Amorim (PSDB) e Valadares Filho (PSB).

 

Ganha “um picolé de graviola” quem acertar qual será sua decisão. Mas certamente será a que trará melhores condições para o seu projeto familiar. Fábio fez boa trajetória no rádio, passou pela CMA e foi prefeito de Socorro por oito anos graças às bênçãos de Zé Franco (PSDB). Tem a esposa como a deputada mais bem votada da história da Alese em 2014. É um político na nova geração, agrada a uma parcela do eleitorado e, junto com o PDT como um todo, não deixa de ser importante seu apoio, mas precisa entender que não é “a última bolacha do pacote”. Precisa refletir sobre isso...

 

Veja essa!

Este colunista já antecipou, mas vai repetir: Belivaldo já tem o apoio do prefeito Padre Inaldo (PCdoB) em Socorro e, se o PDT for para a oposição, vai buscar Zé Franco para a base aliada. O ex-prefeito indicaria o Secretário de Turismo do governo...

 

E essa!

Zé Franco e Inaldo já “causaram” em uma foto, juntos, durante o Forró Siri. O registro entre os dois adversários em 2016 gerou o maior reboliço nas redes sociais. O prefeito atual foi eleito deputado estadual, em 2014, com o apoio de Zé Franco.

 

Não fica!

Outro assunto que parece encerrado sobre Zé Franco: ele já teria comunicado ao senador Eduardo Amorim que, se fechar uma aliança com Fábio Henrique e o PDT, é ele quem deixa o agrupamento.

 

Com Valadares?

Outra informação é que Zé Franco também teria conversado com o PSB e o deputado federal Valadares Filho. O apoio em 2018 para o governo do Estado estaria fechando um compromisso político para 2020 em Socorro.

 

Estilo de Fábio

Como colocado no comentário acima, Fábio Henrique já conversou com os três pré-candidatos a governador, mas desconversa e garante que não se definiu. Em 2006, “namorou” João Alves Filho (DEM), “flertou” João Fontes (PDT) e “casou” com Marcelo Déda (in memoriam). Fez parecido na eleição de Socorro em 2016...

 

Bomba!

Por mais que o governo do Estado esteja se esforçando para garantir a permanência do PDT na base, informações de BSB, de uma fonte ligada à Executiva Nacional, confirmam que, para o presidente Carlos Lupi, já estaria sacramentado o apoio do partido ao projeto de Valadares Filho.

 

Exclusiva!

Talvez os dirigentes do PDT em Sergipe “enrolem” a decisão mais um pouco, mas a Executiva Nacional fechou questão sobre o PSB e quer mesmo viabilizar o palanque do presidenciável Ciro Gomes no Estado. O Grupo ligado ao senador Amorim vai tentar convencer a Executiva para que o Diretório seja liberado em Sergipe.

 

Golpe de mestre!

Quem continua “matando a pau” nos bastidores da política local é o senador Valadares. Candidatíssimo à reeleição ao Senado, ele conseguiu convencer a REDE a apoiar a pré-candidatura de Valadares Filho ao governo. Emerson Ferreira será o candidato a vice-governador.

 

Valadares articula

O líder do PSB disputará a reeleição e terá como colega de chapa para o Senado o presidente licenciado da OAB/SE, o advogado Henri Clay Andrade (PPL). Além da REDE e do PPL, o PDT e pelo menos uma ou até duas legendas poderiam chegar para compor com os socialistas.

 

Aliança irreversível

Para este colunista a aliança entre a REDE e o PSB é algo praticamente irreversível em Sergipe. As conversas estão avançando para que os partidos estejam livres na eleição proporcional, onde cada legenda vai trabalhar para eleger seus membros. A disputa para federal e estadual atraiu a Executiva Nacional do PDT...

 

Bom para Georgeo I

Por mais que Emerson Ferreira seja um nome “limpo”, sua proposta para o Executivo diverge um pouco de boa parte do eleitorado de um dos seus principais aliados: o deputado estadual Georgeo Passos (REDE). Com a possível aliança com Valadares Filho, para este colunista, Georgeo ganha muito, sobretudo na região do Agreste.

 

Bom para Georgeo II

Em Ribeirópolis, por exemplo, onde o pai do deputado é o prefeito da cidade e onde boa parte do seu eleitorado é formado pela juventude, a “bandeira” de Valadares Filho é muito mais fácil de trabalhar. Para quem enxergava George com dificuldade de reeleição, parece que a “sorte” lhe bateu a porta...

 

Ruim para Machado I

Político experiente, o pré-candidato a deputado federal José Carlos Machado (PPS) precisa “abrir os olhos” para não ficar de fora na corrida eleitoral. Com a desistência de Daniela Fortes (Avante) e a pré-candidatura de Emília Corrêa (Patriota) ao Senado, a chapinha para federal que vinha sendo “costurada” fica comprometida.

 

Ruim para Machado II

Sem mandato, Machado certamente conseguirá os votos de um eleitorado “cativo” que ele sempre teve e pode conquistar algumas adesões importantes, mas nessa chapinha dificilmente o PPS conseguirá eleger um nome para a Câmara Federal em 2018. É algo que precisa se refletir...

 

Alessandro Vieira

O delegado de Polícia Civil, Alessandro Vieira (REDE), não aceitou a coligação de seu partido com o PSB e decidiu manter sua pré-candidatura ao Senado, mas de uma forma cívica e independente, baseado no “Movimento Acredito” do qual é membro e participa, nacionalmente.

 

PT & PROS

O vice-presidente nacional do PT e pré-candidato a deputado federal de Lula, Marcio Macedo, se reuniu, mais uma vez, em São Paulo, com a direção nacional do PROS para discutir a possibilidade de aliança entre o PT e o PROS para as eleições 2018 e o apoio do partido a pré-candidatura do ex-presidente Lula à presidência da República

 

Propostas

Além disso, na reunião foram discutidas propostas para retirar o Brasil da crise. “Precisamos fazer o Brasil crescer novamente e discutimos também um projeto nacional para gerar emprego e renda para o país”, conta Marcio.

 

André Moura I

A luta pela terra própria (reforma agrária) é árdua, mas vem avançando no Estado de Sergipe, fruto do trabalho incansável do deputado federal André Moura (PSC) por recursos que possam garantir a posse definitiva de terra para quem realmente precisa. Para discutir as dificuldades e os avanços dessa luta, o parlamentar participou de reunião da Frente Nacional de Luta (FNL) Campo e Cidade e do Movimento Nacional de Luta (MNL), em Aracaju.

 

André Moura II

No Ponto Novo, na sede do FNL, o deputado discutiu com os moradores do Assentamento Oxossi Carajá, do povoado Ipanema em Itaporanga d’Ajuda. O deputado lembrou da importância da agricultura familiar, realizada por pequenos proprietários rurais. No bairro Veneza, André Moura foi recebido com muita alegria pelos moradores da localidade. O assunto principal foi sobre as péssimas condições da saúde no Estado, principalmente no bairro, pois na unidade de saúde faltam médicos e remédios, e devido à ausência de manutenção, precisa de melhor infraestrutura.

 

Almirante Tamandaré

O deputado esteve no conjunto Almirante Tamandaré e conheceu a realidade dos habitantes da comunidade que lhe fizeram varias reivindicações para melhoria do conjunto, sobretudo na área de saneamento básico para evitar a proliferação de insetos e roedores, que provocam doenças. "A insatisfação dos moradores é a prova que Sergipe precisa de mudanças", ressaltou André.

 

Amese

O presidente da Associação dos Militares do Estado de Sergipe (Amese), Sargento Jorge Vieira, protocolou ofício a diversos órgãos solicitando inspeção técnica nas instalações físicas do Presídio Militar do Estado de Sergipe (PRESMIL). Nesta unidade prisional se encontram custodiados policiais e bombeiros militares, além de policiais de outras forças e militares das forças armadas.

 

Denúncias seguidas

A solicitação teve origem nas seguidas denúncias vinculadas na imprensa acerca das condições precárias da instalação desta unidade prisional. Recentemente, um pedaço da laje interna cedeu em um dos corredores e, por pouco, nenhum servidor militar, custodiado, familiar ou profissional do direito que poderia estar no local foram vitimados.

 

Risco de desabamento

Há pouco tempo a AMESE oficiou o juiz-auditor militar sobre as condições de risco de desabamento da marquise do presídio. O juiz acatou o requerimento da AMESE e o despachou para a Polícia Militar para que dê início à obra de reforma tão somente desta demanda.

 

Laércio Oliveira

O deputado federal Laércio Oliveira participou do café da manhã no Hotel Del Canto, organizado pelo presidente da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese), Marco Aurélio Pinheiro, com a participação de representantes do setor produtivo.

 

Demandas

O objetivo do evento foi que cada um pudesse citar as demandas e dificuldades que estão enfrentando, mas também traçar um plano de ação para diminuir a burocracia no país, melhorar o ambiente de negócios, a geração de empregos e renda no estado.

Ações
“A nossa luta contra o aumento de impostos continua. Aumentar o PIS/Cofins, por exemplo, significa aumento nos preços dos serviços como na passagem de transporte coletivo, telefone, internet, planos de saúde, escolas, entre outros. O caminho para o Brasil é cortar gastos na máquina pública e não aumentar os impostos”, disse Laércio.

 

Maria Mendonça

A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) voltou a falar sobre a desvalorização enfrentada pelos servidores públicos estaduais. “Há anos o trabalhador tem amargado severos prejuízos, inclusive o direito à reposição de perdas salariais, como preceitua a Constituição”, disse a deputada, ao lembrar que, no final do ano passado, foi uma das votou contra o Projeto do Governo que previa o congelamento salarial dos trabalhadores.

 

Maria do Carmo I

A Comissão de Educação (CE) aprecia Projeto de Lei do Senado (PLS 360/2017), de autoria da senadora Maria do Carmo (DEM), que torna a União responsável pela promoção de feiras de ciências e tecnologia em escolas públicas de ensino médio. O projeto modifica a Lei de Diretrizes e Bases da Educação e é terminativo na Comissão de Educação.

 

Maria do Carmo II

Caso aprovado, pode seguir direto para a Câmara dos Deputados se não houver recurso para votação no Plenário do Senado. “As feiras são importantes para o enriquecimento intelectual e cultural dos alunos e da própria comunidade”, afirmou Maria do Carmo. Pela proposta, a organização desses eventos será feita em parceria com os Estados e com o Distrito Federal e deverá ocorrer todos os anos.

 

Maria do Carmo III

Segundo a autora, “Para os estados e para os municípios fica muito caro fazer uma feira dessa. É importante para os alunos mostrarem seus produtos, para a comunidade possa conhecer o que essa garotada está fazendo. Então, os alunos e a comunidade juntos vão lucrar muito com isso”, justificou a senadora sergipana.

 

CPI do Lixo I

A notícia do fim das investigações da CPI do Lixo da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), que apura supostas irregularidades nos contratos da limpeza urbana firmados entre a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) e a empresa Torre, foi duramente criticada pela vereadora Kitty Lima (Rede). Para a parlamentar, a complexidade do assunto exige que os membros da comissão continuem os trabalhos de investigação, inclusive acerca das contratações emergenciais em 2016 e 2017.

 

CPI do Lixo II

“Existe muita coisa que ainda precisa ser analisada e não tem porque a CPI suspender as investigações. Não me admira que justamente os membros da bancada do prefeito que compõem a CPI como titulares queiram pôr um fim aos trabalhos da comissão. Por que eles fazem tanta resistência em averiguar os contratos emergenciais em 2017 como prevê o requerimento que pediu a abertura da CPI? São muitas perguntas sem respostas, e eles querem apenas colocar um ponto final sem dar essa satisfação a população. É inadmissível”, criticou Kitty.

 

Kitty Lima

A vereadora lamentou ainda o fato da CPI ir contra o entendimento da Justiça que tem sinalizado para a continuidade das investigações. "A Justiça chegou a arquivar um pedido da presidência da Câmara para extinguir a CPI do Lixo, uma clara demonstração que esse é um trabalho legítimos e necessário para o esclarecimento dos fatos. Mas o que estamos vendo agora é um grupo atuando a favor do prefeito Edvaldo Nogueira, e não da população. Com certeza o resultado dessa investigação não fará jus à veracidade dos fatos", disse Kitty.

 

Faixas exclusivas

A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE), por unanimidade, negou provimento a Apelação Cível impetrada pela SMTT e pelo Setransp, mantendo decisão do juízo da 12ª Vara Cível que determinou a retirada das placas de sinalização indicativa de faixas exclusivas de ônibus em todas as vias de Aracaju, proibindo a sinalização de exclusividade de faixa para ônibus até que sejam iniciadas e concluídas as obras públicas para viabilizar a implantação do sistema BRT, abrangendo a construção de novos terminais e as demais intervenções viárias planejadas pela Administração Municipal.

 

Ricardo Múcio I

Em seu voto, o Relator, Des. Ricardo Múcio Santana de Abreu Lima, afirmou que a implantação de faixas azuis contínuas e placas de exclusividade para ônibus sem a efetiva adequação viária dos 11 corredores que vão compor o sistema BRT, criou um clima de incerteza e insegurança jurídica que afligiu os motoristas de automóveis particulares, táxis, caminhões e motocicletas que trafegam pelas vias de Aracaju, o que gerou inúmeros congestionamentos.

 

Ricardo Múcio II

“Embora os apelantes (SMTT e Setransp) afirmem que a implantação das chamadas 'faixas exclusivas' não pertine apenas à implantação do sistema BRT, verifica-se que o motivo determinante para a colocação de placas de sinalização e faixas exclusivas de ônibus, é a futura implantação do referido sistema de transporte. Neste sentido, deveria, primeiramente, providenciar as obras estruturantes do BRT, para depois se delimitar as faixas exclusivas a serem utilizadas”, explicou.

 

Princípios
O magistrado destacou ainda que “é evidente que a mobilidade urbana deve ser, sim, objeto de preocupação da Administração Pública, todavia, tais iniciativas devem ser tomadas levando-se em consideração os princípios da proporcionalidade e da razoabilidade”. “Logo, visto que as obras públicas para o funcionamento do Sistema BRT em Aracaju ainda estão em fase de licitação, não há que se falar na implantação das faixas exclusivas para ônibus, de forma que, mantenho a sentença incólume”, concluiu Ricardo Múcio.

 

Setransp I

Em nota, o Setransp alega que “os mais de 230 mil passageiros que utilizam diariamente o transporte coletivo, quase 70% dos deslocamentos da população, estarão agora disputando o mesmo espaço das vias que os usuários de carro particular, que podem escolher horário e local para trafegar”.

 

Setransp II

“A decisão contrária às faixas para ônibus configura-se como o único caso no país, compromete o cumprimento dos horários das linhas do transporte coletivo, e prejudica diretamente a mobilidade urbana como um todo, uma vez que o ônibus, que pode transportar até 60 pessoas, volta a estar sujeito à ocupação total das vias por carros particulares que transportam em média 1,3 pessoas por veículo. O setor de transporte coletivo irá recorrer contra decisão”, finaliza a nota o sindicato.

 

Alese

A Assembleia Legislativa aprovou, nas Comissões Temáticas e em plenário, um Projeto de Lei Complementar, de autoria do Poder Executivo, que amplia a estrutura de trabalho no Quadro da Procuradoria Geral do Estado de Sergipe. A proposta original passou por unanimidade com uma emenda modificativa do deputado estadual Georgeo Passos (REDE).

 

PGE I

Pela proposta encaminhada para a Alese o Executivo pontua que o Estado tinha em seu quadro 65 Procuradores, a mesma quantidade desde 2009 e justifica: “o efetivo atualmente é insuficiente para o atendimento eficaz e ágil de todas as atribuições inerentes à Advocacia Pública”.

 

PGE II

O Governo pontua no PLC que a demanda de atividades exercidas pela PGE multiplicou-se exponencialmente, como o crescimento das demandas judiciais propostas por servidores estaduais, ações decorrentes da judicialização da saúde, absorção de toda a competência de consultoria e de representação judicial do Sergipe Previdência. “Isso ocasionou uma grande sobrecarga de trabalho em prejuízo da eficiência da prestação do serviço”.

 

Cinco cargos

A proposta encaminhada para a Alese criou mais cinco cargos de Procurador do Estado. Além disso, também propõe que três procuradores escolhidos entre os integrantes ativos e estáveis da Carreira, investidos na função de Procurador-Assistente, farão jus, além do próprio salário, receberão uma contribuição mensal equivalente a 10% do subsídio da classe final.

 

Em vigor

A lei entrará em vigor a partir do primeiro dia do quadrimestre seguinte àquele em que a despesa de pessoal do Poder Executivo retornar a patamar inferior a 46,55%da Receita Corrente Líquida do Estado de Sergipe.

 

OAB I

O fortalecimento da advocacia foi uma das bandeiras defendidas pelo presidente em exercício da Ordem dos Advogados do Brasil, em Sergipe, Inácio Krauss. Presente à posse solene da nova desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região, Vilma Amorim, o representante da OAB proferiu um discurso em resguardo da união.

 

OAB II

Em defesa de que é preciso resistir bravamente à política reformista que visa alcançar o sucateamento e o desmonte da Justiça do Trabalho, Inácio Krauss asseverou que é imprescindível somar forças para a solidificação dos direitos e garantias fundamentais e sociais que foram conquistados a duras penas pelos cidadãos, em meio a sangue, suor e lágrimas.

 

Inácio Krauss

“O momento é de fortalecimento e de união da classe em torno de um objetivo comum: resistir aos ataques e às ofensivas. Não devem existir em nossa aritmética institucional as operações de subtração e divisão da classe. A quadra é de construção coletiva e não de destruição individualizada e egocêntrica. É tempo de construir pontes e não muros”, disse.

 

Banese

O Banco do Estado de Sergipe (Banese) realizou a primeira operação de crédito com recursos do Fundo Geral de Turismo (Fungetur), do Ministério do Turismo. A informação foi divulgada com destaque no site de Notícias do Ministério. O contrato, assinado pelo Banese e pela empresa Transtop Locação de Veículos e Máquinas, prevê a liberação de recursos para financiamento e aquisição e montagem de 10 embarcações a motor que serão utilizadas nos passeios turísticos realizados no cânion do rio São Francisco, no município sergipano de Canindé.

 

Pediatria

Com a chegada do inverno, a mudança de temperatura cai e a unidade pediátrica do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), gerido pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), dobra o número de atendimento às crianças com sintomas como febre, dor no corpo, tosse seca, nariz entupido ocasionadas pela gripe, pneumonia, bronquite entre outras doenças respiratórias que sempre aumentam neste período frio.

 

Registros

Nos últimos dois meses foram registrados 6.158 atendimentos realizados aos pequenos pacientes. Desse total, 733 ficaram internados para tratamento ou observação. Funcionando em tempo integral, a unidade pediátrica do Huse dispõe de recursos específicos, técnicos, científicos, equipamentos e materiais para garantir a assistência às crianças de zero a 12 anos.

 

Alerta

A coordenadora da pediatria, Cristiane Barreto, alertou para a falta de apetite nas crianças durante uma virose nessa época do ano. “Como muitos são pequenos, ainda não sabem contar o que estão sentindo, então os pais devem ficar atentos a essa mudança de comportamento da criança para agir o mais rápido possível”, informou.

 

CRESS I

Ao lado de profissionais e estudantes de Serviço Social, a conselheira presidente do CRESS Sergipe, Joana Rita, e a conselheira Almira Machado foram prestar solidariedade ao dirigente do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (Sindijus), Plínio Pugliesi, que tem sofrido perseguição política por parte do Tribunal de Justiça de Sergipe.

 

CRESS II

Em apenas um mês, Plínio foi posto em três lotações diferentes, o que configura prática antissindical. O dirigente estava lotado na Secretaria Única e foi removido de maneira compulsória para a 3° Vara Criminal e depois para a 5° Vara Criminal do Tribunal de Justiça de Sergipe.

 

Perseguição

Para a presidente do CRESS Sergipe, as sucessivas remoções representam perseguição não apenas ao dirigente sindical, mas um verdadeiro ataque à organização e à luta dos trabalhadores e trabalhadoras e a um projeto de sociedade que vai de encontro ao modelo defendido pela elite deste país.

 

Pesar I

A ABLA (Academia Barracoqueirense de Letras e Artes) vem lamentar profundamente o falecimento do seu Presidente de Honra, José Bispo da Cruz, mais conhecido por “Zé Sacristão”. “Memória viva da história do nosso município, que muito nos orgulhou com suas preciosas contribuições à preservação da cultura . Sua história de vida, baseada em princípios cristãos, emociona a todos, sua trajetória de luta pelas grandes causas sociais na nossa cidade foi exemplo de cidadania. Sem cessar, combateu o bom combate, guardou a fé”, diz a ABLA em nota.

 

Pesar II

Para a Academia, fica o desafio e o compromisso de transmitir seu legado para as próximas gerações para que Barra dos Coqueiros tenha passado, presente e futuro. “Nenhum homem é uma ilha isolada; cada homem é uma partícula do continente, uma parte da terra; se um torrão é arrastado para o mar, a Barra dos Coqueiros fica diminuída, como se fosse um promontório, como se fosse a casa dos teus amigos ou a tua própria; a morte de qualquer homem diminui-me, porque sou parte do gênero humano. E por isso não perguntes por quem os sinos dobram; eles dobram por ti”.

 

Forró dos Artistas I

No próximo dia 12, a partir das 20h30, acontecerá no Iate Clube de Aracaju um grande evento musical de caráter beneficente, que contará com a presença de vários artistas e bandas sergipanas de diferentes gêneros, com o objetivo de arrecadar recursos financeiros para o tratamento de Erivaldinho que luta contra um câncer.

 

Forró dos Artistas II

O "Forró dos Artistas" reunirá nomes como Amorosa, Balança Eu, Calcinha Preta,  César Silva, Cid, Cintura Fina, Danielzinho, Dedé & Forró Brasil, Edu Guerra, Erivaldo de Carira, França, João da Passarada, Julinho, Lene Hall, Lourinho do Acordeon, Luanzinho, Os Três Moleques, Thais Nogueira, Tiago Lavine, Virgínia Fontes, Xande e Nanda e Zueirões do Forró. A entrada para a festa custa R$ 40 e pode ser adquirida na Casa do Artista, localizada na Rua Laranjeiras, Centro de Aracaju.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 

 




Tópicos Recentes