POLÍTICA

04/08/2018 as 04:55

Torre de Babel! Governo desgastado “racha” e cenário é positivo para a oposição!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

A corrida eleitoral está prestes a ser iniciada e as convenções partidárias estão previstas pela lei até o próximo domingo (5), mas não precisa ser um “expert” em política para fazer uma leitura que está muito bem descrita até para quem é “leigo” no assunto: o governo de Belivaldo Chagas (PSD) “amarga” com o histórico de Jackson Barreto (MDB), segue muito desgastado perante a opinião pública e, para piorar, em um momento tão importante e decisivo, além de não dar sinais de recuperação, muitos aliados estão divididos, cada um defendendo seu interesse pessoal.

 

O Governo de Belivaldo transformou-se em uma verdadeira “torre de babel” onde os membros estão “batendo a cabeça” e não conseguem entrar em sintonia. Talvez pelo desgaste da administração, por entrar na disputa em terceiro lugar segundo todas as pesquisas de intenção já divulgadas até agora, muitos aliados estejam pressionando a chapa majoritária para que nas eleições proporcionais (deputado federal e deputado estadual) sejam respeitadas algumas “particularidades”: uns são defensores ardorosos do “chapão”; outros aceitam tudo com a condição de ter a “chapinha”.

 

Está claro que há um “racha” dentro do governo e quem ganha espaço com isso é a oposição. De um lado, um Valadares Filho (PSB) que se apresenta mais “maduro” do que nas eleições anteriores e com muito mais “grupo” do que muita gente imaginava; do outro, um Eduardo Amorim (PSDB) mais “empolgado”, com a força de um amplo agrupamento capaz de torná-lo um fortíssimo candidato à vitória e, praticamente, consolidando seu projeto para um 2º turno. Valadares tem o discurso mais fácil, mais leve; Amorim tem mais solidez, apesar de uma pequena divergência no PPS.

 

Enquanto o Governo apostou todas as fichas em Eliane Aquino (PT) como vice-governadora, cuja densidade eleitoral é desconhecida e muito questionada, Valadares optou por Sílvia Fontes (PDT), deputada mais votada da história do Poder Legislativo em 2014; já Amorim surpreendeu o “jogo político” com o ex-prefeito Ivan Leite (PRB), um nome que tem o respeito da classe, que lidera não apenas em Estância, mas em toda a região Sul do Estado e que representa “credibilidade” para o empresariado. Para muita gente é o “melhor vice” dentro de um contexto geral.

 

Mas, na avaliação deste colunista, a semana que está terminando ainda sem a convenção do agrupamento governista prevista para a tarde deste domingo (5), sinalizou para um governo combalido que, com todo respeito, demonstra ter “acusado o golpe”, perdendo apoios importantes nos últimos dias. É evidente que não há nada perdido, que tudo pode acontecer e Belivaldo tem sim condições de reverter o cenário. Mas, por enquanto, “os ventos sopram a favor” da oposição! É esperar o desfecho das composições e o início da campanha nas ruas que, diga-se de passagem, será mais curta este ano...

 

Veja essa!

A “torre de babel” governista tem vários “personagens”, mas um deles que conversou com este colunista e pediu reservas assegurou: Podemos e Avante vão de “chapinha” e os demais partidos da base vão de chapão. É meio que assunto encerrado para as duas legendas...

 

E essa!

Uma fonte ligada ao Podemos explica: “fizemos uma convenção em conjunto com o Avante, mas ficou decidido que as Executivas estão autorizadas a conduzir o processo até o dia 5. Mas a nossa chapinha está confirmada. Os demais partidos devem ir no chapão”.

 

Revolta I

Um membro do governo, que prefere não se identificar por enquanto, em conversa com este colunista sentenciou: “não quero falar agora nada! Não vou antecipar! Mas se fizerem (chapinha), eu vou me manifestar publicamente na próxima semana”.

 

Revolta II

Outro membro do governo, que também pediu reservas, emendou: “o encaminhamento é para que se forme chapão e chapinha. Se confirmar isso, nós (grupo insatisfeito) não votaremos nem em Jackson Barreto e nem em Rogério Carvalho. Só vamos manter o compromisso com Belivaldo”.

 

Goretti Reis I

No Grupo “Café com Política”, a também governista e deputada Goretti Reis (PSD), “soltou o verbo” e mandou seu recado: “só depende do ex-governador Jackson Barreto para resolver essa situação; não entendo que grupo é esse, que tem estrutura e apoio de lideranças do governo, e agora quer impor regras”.

 

Goretti Reis II

“Quando eu fui mudar de partido, até para definir qual iria, reunimos com os líderes maiores para saber se poderíamos saber que teríamos Chapão. Será que agora vão recuar? Deixo bem claro, caso não haja bom senso em relação ao tema, eu e meu irmão Jerônimo Reis, não iremos apoiar os candidatos majoritários. Fica o recado”, completou Goretti, ameaçando não votar em JB, Rogério e nem em Belivaldo Chagas.

 

Divisão I

A realidade é que Goretti está certa em buscar viabilizar sua reeleição, já que dentro do seu próprio grupo, o sobrinho Sérgio Reis (Podemos) está trabalhando para ajudar a pré-candidatura a deputada estadual de Diná (Podemos), esposa do prefeito de Tobias Barreto, Diógenes Almeida (MDB).

 

Divisão II

Recentemente, Sérgio trocou o MDB pelo Podemos e está dedicado à reeleição do irmão e deputado federal Fábio Reis (MDB) e do governador Belivaldo Chagas, além das eleições de Diná (deputada estadual) e Jackson Barreto (senador). Até onde se tem conhecimento há um rompimento político com Goretti Reis...

 

Chapinha

Pelo Podemos são pré-candidatos a deputado estadual Zezinho Sobral, Gracinha de Itaporanga, Evaldo Campos, Diná e Sargento Valfran; pelo Avante o ex-vereador Agamenon Sobral e o Pastor Joanã, nome da Igreja Assembleia de Deus para substituir o deputado Pastor Antônio (PSC), que disputa um mandato de deputado federal.

 

PCdoB

Uma fonte governista confirmou que o PCdoB deverá compor o chapão na base governista porque existe um “condicionante”: se o partido optar por sair coma chapinha, os partidos da base ameaçam não apoiar sua reeleição em 2020. A decisão ficará para o prefeito Edvaldo Nogueira...

 

Convenção PSDB

Chamou a atenção deste colunista o poder de mobilização do agrupamento do senador Eduardo Amorim na convenção do PSDB, realizada no Iate Clube. O Espaço estava tomado por uma multidão e muita gente sequer conseguiu ter acesso ao espaço. Muitos veículos estacionados na região, com pessoas da capital e do interior. Mostrou força de grupo...

 

Eduardo Amorim

“Além de voltar as atenções à juventude, a família, a mulher. Queremos fazer um governo sério, responsável e honesto, que invista cada centavo que arrecada na melhoria da qualidade de vida da nossa gente. Um governador que administre para todos, especialmente para os que mais dependem do Poder Público”, garantiu o Eduardo.

 

Ivan Leite

“Estamos preparados para lutar pelo estado. Aceitei o desafio de ser candidato a vice porque quero colaborar em uma possível gestão de Eduardo Amorim. Para que Sergipe tenha uma reviravolta na situação financeira que se encontra. Vamos ter coragem pra mudar”, salientou.  

 

André Moura

“Essa coligação tem a coragem para mudar Sergipe e proporcionar um futuro muito melhor para os sergipanos. Eu desejo que cada um que esteve aqui hoje e outros que não vieram, mas desejam um novo Sergipe, levem a mensagem da mudança a cada canto desse estado”, conclamou André. 

 

Heleno Silva

“A vitória, a esperança e a força é do lado de cá. O nosso partido decidiu construir uma nova história para Sergipe ao lado de Eduardo. Viemos aqui hoje para determinar o futuro e mostrar que estamos imbuídos na mesma fé para elegermos Eduardo Amorim como governador e reconstruir o nosso estado", endossou Heleno.  

 

Caso PPS I

Apesar da grande festa e da coligação do tucano aparecer bem alinhada, há uma polêmica com o PPS. A informação é de uma forte discussão envolvendo dirigentes partidários por conta da chapa proporcional. O PPS chegou a abrir negociação com o PSB durante o dia, mas segundo o Portal Faxaju, Clóvis Silveira será anunciado o primeiro suplente de André Moura.

 

Caso PPS II

A indicação de Clóvis Silveira acalma os ânimos e mantém o partido com Amorim, mas outra informação é que muitos candidatos proporcionais preferiam a aliança com o PSB porque veem mais facilidade de eleição. A aliança com o PSDB pode resultar em algumas dissidências.

 

Convenção PSB I

Também muito bem movimentada foi a convenção do PSB, onde foram apresentados Valadares Filho e Silvia Fontes, candidatos a governador e a vice. Militantes socialistas e pedetistas lotaram o espaço da AEASE e promoveram uma festa ampla, com as presenças de diversos correligionários, candidatos proporcionais, além dos dois postulantes ao Senado: Henri Clay Andrade (PPL) e o senador Valadares (PSB), que busca a reeleição.

 

Convenção PSB II

Pelos discursos realizados na convenção do PSB ficou claro que a linha dos pré-candidatos ao Senado, Henri Clay e Valadares vão adotar a linha da ética e da moralidade. A vice Silvia Fontes focou no combate às desigualdades sociais e a participação e força da mulher na política. Já Valadares Filho defende o que ele entende por “necessária reconstrução do Estado como um todo”.

 

Novidades

Além dos partidos aliados, chamou atenção na Convenção do PSB políticos e empresários de todo o Estado dispostos a investir em Valadares Filho. Além de Jorge Alberto (PPS), que não deve seguir seu partido, também estava presente o polêmico vereador de Itabaiana, Vardo da Lotérica, que veio acompanhado de um grupo de seguidores de sua cidade.

 

Ausência sentida

Quem não foi visto durante o evento do PSB na AEASE foi o suplente de senador Elber Batalha. Uma das figuras mais expressivas dentro da legenda, Elber teve uma passagem marcante quando assumiu o mandato de senador por um período de afastamento de Valadares. Porém, seu filho e pré-candidato a deputado federal, estava colado nos líderes. Os dois, “Pai e filho”, têm história dentro da legenda...

 

Falando nisso

O empresário Teixeira Caminhões emplacou sua esposa como segunda suplente do senador Valadares. A primeira suplência tanto pode ser oferecida a outro partido, para atrair mais apoios ou pode  continuar preenchida por Elber Batalha “Pai”...

 

Exclusiva!

Muito se falou que Valadares Filho não tinha agrupamento político. A convenção do PSB “desmistificou” isso e reforçou nos bastidores: até o final dos registros das chapas, um, dois ou até três partidos políticos podem chegar para compor. O final de semana decisivo promete...

 

JB apelou I

Na tentativa de superar o cenário desfavorável, o ex-governador Jackson Barreto desabafou nas redes sociais e agora aderiu à campanha “Lula Livre”. “Lealdade não é estar junto apenas nos momentos convenientes. É estar lado a lado em todas as situações, defendendo aquilo que acreditamos. Eu nunca escondi de ninguém que voto e apoio Lula e suas bandeiras”.

 

JB apelou II

“Por isso, neste momento em que acontecem as convenções partidárias, fico muito feliz em poder fazer parte de um agrupamento que há mais de 10 anos defende os ideais que os Governos do PT trouxeram”, completou JB, dizendo que “jamais desistiremos de defender aquilo que acreditamos (Lula Livre)”, disse o ex-governador.

 

Fábio e Laércio?

“Neste período, perdemos alguns aliados, mas é importante lembrar que nós permanecemos no mesmo lugar, fiéis àquilo que acreditamos, mesmo que isso nos custe um preço alto como este que estamos pagando desde o golpe do impeachment”, disse JB, atacando seus adversários e até os aliados e deputados federais Fábio Reis (MDB) e Laércio Oliveira (PP), que votaram pelo impeachment de Dilma.

 

Alô FHS!

Chega a informação para a coluna que a Fundação Hospitalar de Saúde está deixando faltar médicos reguladores para prestarem serviços no SAMU, algo que é vital para a sociedade, o que acaba sendo um grande absurdo. É preciso separar o importante do fundamental...

 

Suplentes de Rogério

O pré-candidato a senador, Rogério Carvalho (PT), confirmou o empresário Jorge Mitidieri e a vereadora Maria da Taiçoca, de Nossa Senhora do Socorro, como seus primeiro e segundo suplentes, respectivamente.

 

TCE

O colegiado do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE) decidiu no Pleno emitir parecer prévio recomendando a rejeição das contas anuais das prefeituras municipais de Campo do Brito e Santa Rosa de Lima, referentes aos exercícios 2012 e 2013, respectivamente. Os dois processos têm como relator o conselheiro Clóvis Barbosa, que destacou como fundamento principal para seus votos o excesso na despesa com pessoal em ambos os municípios, acima do que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

 

Campo do Brito

Sobre as contas da Prefeitura de Campo do Brito, referentes ao exercício financeiro de 2012, de responsabilidade de José Jdovan da Silveira, o conselheiro relator enfatizou a "conduta antieconômica" do gestor, que manteve o percentual de gastos com pessoal "na curva de crescimento nos anos de 2013 (66,41%) e 2014 (67,75%), não se limitando o excesso da despesa pública com pessoal ao ano de 2012 (64,62%)".

 

Santa Rosa de Lima

Já ao votar pela rejeição das Contas Anuais da Prefeitura Municipal de Santa Rosa de Lima, referentes ao exercício de 2013, de responsabilidade de Valdir Bispo dos Santos, o relator também ressaltou que "o excesso na despesa com pessoal é falha extremamente grave, valendo o registro que, no exercício posterior, o ex-gestor aumentou o percentual de 69,39% em 2013 (ora analisado) para 70,14% em 2014".

 

Ulices Andrade I

Recentemente, o conselheiro presidente Ulices Andrade chamou atenção para dados do sistema de auditoria do TCE, o Sagres, indicando que, dos 75 municípios sergipanos, 67 fecharam o ano de 2017 descumprindo o limite de gastos com pessoal. 

 

Ulices Andrade II

“É nosso dever constitucional alertarmos os gestores para que eles mantenham o devido equilíbrio entre receitas e despesas, conforme prevê a LRF, evitando vedações ou punições que causarão prejuízos à população”, comentou o conselheiro presidente.

 

Capela I

O ex-prefeito de Capela, Ezequiel Leite (PR), tem sido procurado por vários pais de alunos da rede municipal de ensino, da sede e de muitos povoados, no sentido de que ele interceda junto á prefeita Silvany Sukita no sentido de resolver o impasse criado pela atual gestão quanto ao transporte escolar dos estudantes. Mesmo sendo adversário político da gestora, Ezequiel apela por bom senso da administração para não prejudicar o aprendizado dos alunos e tranquilizar muitos pais de família.

 

Capela II

Segundo a denúncia o transporte escolar da prefeitura só conduz os estudantes dos povoados para virem estudar na sede do município se estiverem acompanhados de seus pais. “Muitos desses pais, desesperados porque temem que seus filhos fiquem sem estudar, sem o acesso universal ao conhecimento, por uma decisão burocrática da atual administração. A realidade de Capela é a mesma de muitos municípios brasileiros. Esses pais precisam sair cedo, trabalham na roça. Deixam seus filhos prontos para pegarem o transporte e irem para a escola”.

 

Ezequiel Leite

Em seguida, Ezequiel explicou a situação fazendo um apelo à atual administração. “Já pensou se esses pais são obrigados a atrasarem o acesso a seus empregos para terem que esperar o transporte escolar passar? Ainda em momento de crise em que o nosso País atravessa? Acho que a prefeitura de Capela tem que ter bom senso, tem que ser mais aberta ao diálogo, conversar e entender o sofrimento e a angústia destes pais de família. Não se trata de uma discussão política, mas de algo que interessa ao futuro de uma geração que será capaz pelo crescimento e desenvolvimento de Capela”.

 

Universitários

Ezequiel aproveitou o ensejo da cobrança sobre os alunos da rede municipal, para cobrar da prefeita o envio do projeto da gratuidade do transporte universitário, exigido pelo Ministério Público Estadual. Segundo o ex-prefeito, a atual administração além de cobrar uma “taxa de coparticipação” dos universitários, também não tem feito a sua parte e ainda quer aumentar a cobrança dos estudantes.

 

Sem dinheiro?

“Não custa lembrar que, recentemente, Capela era destaque nos noticiários sergipanos pelas atrações nacionais milionárias trazidas para tocar durante o tradicional São Pedro. Hoje a Prefeitura não tem recursos para garantir o transporte dos alunos universitários para Aracaju. Esse transporte dos universitários, justiça seja feita, sempre foi gratuito. Esta foi a primeira gestão que passou a cobrar pelo serviço”, completou Ezequiel.

 

PSTU

Após oficializar a candidatura da operária sergipana, Vera Lúcia (PSTU), para presidente da República, o Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado realizou sua Convenção Estadual, ratificando o nome de Gilvani Alves, a única pre-candidata mulher ao governo de Sergipe, e de Djenal Prado à vice. O evento aconteceu na sede da legenda em Aracaju.

 

A candidata

Gilvani tem 52 anos, é petroleira e dirigente do sindicato da categoria (Sindipetro AL/SE). Trabalha no campo terrestre de Carmópolis, é muito respeitada na categoria pela luta contra a privatização e desmonte da Petrobras, em defesa dos empregos e direitos dos trabalhadores e também em defesa dos direitos das mulheres trabalhadoras.

 

O vice

Djenal tem 57 anos, é morador do município de Laranjeiras, onde é reconhecido por quase três décadas de ativismo político e sindical. No último período ele também teve uma atuação importante em Sergipe junto aos movimentos em defesa de emprego, pelo direito à moradia digna e no recente apoio a greve dos caminhoneiros.

 

Bancários I

O Sindicato dos Bancários de Sergipe (SEEB/SE) está convocando para a próxima quarta-feira (8), às 18h30, uma assembleia para avaliar contraproposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), relativas à Campanha Salarial 2018. Ainda da pauta, os bancários vão avaliar e deliberar proposta de paralisação de atividades no dia 10 de agosto, a manifestação nacional denominada de Dia Nacional do Basta.  

 

Bancários II

Na próxima terça-feira (7), em São Paulo, acontecerá a sexta rodada de negociação entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban. Nesse encontro, de acordo com a presidenta do SEEB/SE, Ivânia Pereira, a Fenaban se comprometeu em apresentar propostas às reivindicações.  A categoria reivindica aumento real de 5% nos salários, PLR maior e manutenção dos direitos garantidos na Convenção Coletiva de Trabalho.  

 

Laércio Oliveira I

Buscando melhorias para o Distrito Industrial de Nossa Senhora do Socorro, o deputado federal Laércio Oliveira se reuniu nessa sexta-feira (3), com o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sedetec), José Augusto Carvalho, com o prefeito Padre Inaldo, o secretário Municipal de Indústria e Comércio, Carlos Álvares, e o presidente da Associação das Empresas do Distrito Industrial de Nossa Senhora do Socorro (Assedis), Hélio Santos.

 

Laércio Oliveira II

“Após receber o presidente da Assedis e ouvir suas preocupações com aquela área em relação à infraestrutura, segurança e melhores condições para o Distrito Industrial, solicitei ao secretário José Augusto e ao prefeito uma reunião para que juntos pudéssemos pensar em como o estado e o município poderiam ajudar ao setor naquela região”, explicou Laércio.

 

AMESE I

A AMESE, através da sua assessoria jurídica (Plinio Karlo), conseguiu judicialmente que o Estado seja condenado a pagar o abono permanência ao militar que completou os 30 anos de serviço na corporação, conforme decisão recente do último dia 31 de julho do Juizado da Fazenda Pública.  O abono foi incluído pela EC nº 41/03, sendo uma verba indenizatória devida ao servidor que, completados os requisitos para aposentadoria voluntária, faz a opção de permanecer em atividade.

 

AMESE II

“Tal parcela, em verdade, trata de mera compensação pelo desconto previdenciário que ocorre enquanto o servidor se mantém em atividade, de forma que um anula o outro. Dessa feita, não se trata de um verdadeiro adicional que componha a remuneração, mas tão somente de uma compensação pela isenção da contribuição previdenciária que ainda lhe incide, a qual o militar tem direito a partir da data em que completou os requisitos para aposentadoria, mas optou permanecer na ativa”, explica o presidente Sargento Vieira, ressaltando que a ação é individual e que o militar só receberá o abono mediante decisão judicial.

 

Seu Marcos I

O atraso nos repasses ao Hospital de São José segue sendo uma preocupação do Vereador Seu Marcos (PHS).  De acordo com o parlamentar, o governo do Estado não cumpre com o compromisso de pagar os hospitais filantrópicos. Ele denuncia que o débito oriundo do Estado ultrapassa os  R$ 1,4 milhão.

 

Seu Marcos II

“Ouvimos dos próprios representantes que o atraso é desde dezembro de 2017. O Estado não cumpre o seu papel de bom gestor. É de maneira irresponsável que estão tratando a saúde do povo em Sergipe”, afirmou o vereador que é presidente da Comissão de Saúde da CMA e da CPI que investiga as irregularidades dos contratos firmados com as entidades filantrópicas na capital

 

Seu Marcos III

“O Hospital São José tem um convênio firmado que repassa à unidade recursos do Município, da União e do Estado. É justamente o valor oriundo do Estado, que está atrasado", explicou Seu Marcos, ressaltando que “caso a entidade feche as portas para os pacientes dos SUS a partir do próximo dia 10, os atendimentos e as atividades sejam suspensas, os responsáveis serão àqueles que compõem a gestão estadual”, pontuou.

 

Anderson de Tuca I

Ainda sobre o risco de fechar as portas do Hospital São José para os pacientes do SUS, por falta de repasse do Estado, o vereador Anderson de Tuca (PRTB) pontua: “enquanto a Saúde Pública não for prioridade de qualquer gestão, a tendência é piorar. Aliás, nem sei se tem como ficar pior. Chega a ser absurdo uma entidade estar prestes a fechar as por falta de repasses de verba. Essa desorganização contribui, e muito, para a ineficiência do sistema de saúde”, declarou o parlamentar.

 

Anderson de Tuca II

“São instituições que possuem estruturas, mas por algum motivo estão sem funcionar, aparelhos quebrando constantemente e deixando pacientes com o tratamento suspenso, enfim, são incontáveis os problemas. E é por isso que CPI está cada dia mais empenhada nas apurações. Estamos fazendo visitas surpresas, ouvindo os representantes dos Hospitais Filantrópicos, pois temos um compromisso com o povo”, concluiu Tuca.

 

Mulheres Negras

No contexto de retrocessos das políticas públicas e de avanço da mentalidade racista e reacionária em nosso país, a união em torno de candidaturas negras comprometidas com a questão racial, social e o bem-viver na sociedade é fundamental e urgente. Por isso, a Auto-Organização de Mulheres Negras Rejane Maria, Irmandade Pretas Candangas, Unegro Sergipe e Grupo Abaô de Capoeira Angola convidam para a roda de conversa "A importância de eleger candidaturas negras", no dia 9, e para o posterior debate e apresentação de propostas com candidaturas negras no dia 13/09. A roda de conversa vai contar com mediação e exposição de Aline Braga, Laila Oliveira e Paulo Neves.

 

Festival Pole Dance

Agosto será o mês da segunda edição do Festival Sergipano de Pole Dance, que acontece nos dias 18 e 19, com workshops para atletas de todos os níveis e vertentes do esporte-arte. Depois do grande sucesso da primeira edição, o Festival agora se consolida como o maior evento de pole dance no Nordeste.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 




Tópicos Recentes