POLÍTICA

01/09/2018 as 11:25

Sem “Lula livre”, PT pode ser penalizado com “Haddad” desligado!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

A maioria do pleno do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgou até as primeiras horas desse sábado (1º) e manteve inelegível o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), condenado em 2ª instância e preso, em regime fechado, na sede da Polícia Federal, em Curitiba (PR). A decisão já era esperada por boa parte dos brasileiros, inclusive por muitos petistas, que tentaram conduzir o projeto político usando a imagem de Lula até quando for possível na corrida presidencial. Seis dos sete ministros votaram contra o petista e apenas o ministro Edson Fachin votou a favor.

 

Fazia parte da estratégia petista mantê-lo “candidato” o maior tempo possível para tentar construir uma campanha de transferência de votos para o candidato a vice-presidente da legenda, Fernando Haddad, algo que ainda pode ocorrer, mas a decisão do pleno do TSE, de vedar a “candidatura de Lula” na campanha presidencial, no rádio e na televisão, “esfriou” os ânimos de muita gente, sem contar a decisão de determinar a retirada do nome do petista da programação das urnas eletrônicas. Agora Manuela D’avila (PCdoB) deve aparecer como vice na “chapa tríplex”...

 

Na avaliação deste colunista, não apenas o Partido dos Trabalhadores, mas a Esquerda brasileira perdeu muito tempo apostando em uma candidatura “surreal” do ex-presidente Lula. Poderia ter buscado viabilizar uma alternativa viável, fortalecer um novo nome, um novo projeto. A menos que o bloco de partidos não tivesse uma “opção” capaz de disputar a presidência da República. Tem, agora, 10 dias para fazer a substituição do candidato e, se persistir na estratégia, em tempo de campanha curta, pode prejudicar ainda mais o projeto de Haddad.

 

Desconhecido de boa parte do eleitorado brasileiro, o ex-prefeito de São Paulo não “convence” a uma parcela considerável dos eleitores de Lula, que não necessariamente são petistas. Além de não ter tanta expressão como protagonista de uma campanha presidencial, Haddad em alguns momentos aparece um tanto que “estático”, sem muita mobilidade. Não é um candidato popular e fica difícil ser “vendido” pelos populistas. Segundo os recentes levantamentos apresentados, ele não tem a confiança nem do eleitorado paulista, onde mantém base eleitoral.

 

Quem se sobressai neste cenário “sem Lula livre” é o candidato Jair Bolsonaro (PSL), adorado por muitos e odiados por vários, que praticamente se consolida em um 2º turno próximo. A grande interrogação é saber quem será seu adversário a partir de 8 de outubro. Marina Silva (REDE), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB) são os favoritos e, por enquanto, aparecem melhor posicionados em relação ao possível candidato petista. Após presidir o País por mais de 13 anos, o PT precisa correr contra o tempo e tentar ativar seu “Haddad desligado”, para não ficar fora do 2º turno...

 

Veja essa!  

Sem Lula candidato, fica difícil até para muitos dos seus aliados fazerem campanha em Sergipe. Os nomes de Fernando Haddad e Manuela D’avila não são populares e muitos eleitores não conhecem a dupla. Após o impedimento de Lula, alguns aliados defendem a mudança o quanto antes.

 

E essa!

Como toda moeda tem dois lados, o fato de você ser o “governador de Lula”, o “senador de Lula” ou o “deputado de Lula” pode ter um apelo junto ao eleitorado, mas sem o ex-presidente no rádio e na televisão, aí já não deverá ser a mesma coisa. A insistência pode acabar custando muito caro...

 

Sem comparação

Um fato inusitado na defesa do PT, durante o julgamento no TSE, o advogado chegou a comparar o caso do impedimento de Lula com a mudança feita pelo PSB em 2014, após a morte do presidenciável Eduardo Campos (in memoriam). A diferença é que o PT lançou Lula já condenado. No caso do socialista foi o “destino” quem o condenou...

 

JB e Temer I

Em seu primeiro programa no rádio e na televisão, o candidato a senador Jackson Barreto (MDB), unido ao seu conhecido marketing, usou e abusou da imagem negativa do seu correligionário e presidente da República, Michel Temer (MDB), para associá-lo aos concorrentes Valadares (PSB) e André Moura (PSC), que lideram a corrida.  

 

JB e Temer II

Logo Jackson que em Sergipe sempre se identificou como “muito amigo” de Temer e agora tenta desesperadamente reverter um quadro completamente desfavorável. Após anunciar sua “aposentadoria”, agora tenta justificar falando que “o Brasil vive outro momento e que, como homem de luta, ele não vai desistir”.

 

JB e Temer III

Mesmo sem Lula ter feito um apelo público, mesmo sendo rejeitado por uma parcela de petistas, ao ponto de ser expulso da sede do PT recentemente, JB insiste em dizer que o ex-presidente lhe manifestou um “pedido especial” para que fosse candidato a senador por Sergipe. Certo...

 

Governo do Estado

Na avaliação deste colunista os três principais candidatos a governador começaram bem a campanha no rádio e na tv. Com alguns excessos e muito marketing, pode-se dizer que há um equilíbrio. Mas o cenário continua refletindo o que dizem as pesquisas, mais favorável à oposição...

 

10 dias ou...

Um aliado do governo, em conversa reservada com este colunista, antecipou: Belivaldo (Chagas – PSD) tem 10 dias a contar deste sábado (1º) para reverter o cenário desfavorável. Caso contrário, não terá tempo suficiente nem para chegar ao 2º turno. “A hora é agora!”, avisa.

 

Novo discurso

Outro governista que participava da conversa emendou: Belivaldo deve mudar o discurso, o quanto antes! Acham que o governador vem carregando toda a carga de culpa que deveria ser dividida por alguns aliados e ex-aliados. Almeida Lima seria um bom exemplo...

 

Exclusiva!

Diante da revelação feita por este colunista de que o governo do Estado não vem respeitando a ordem cronológica dos pagamentos, conforme determina o Tribunal de Contas, mais empresários procuraram este colunista trazendo novas informações. Existem indícios de “beneficiamentos” em vários setores da administração...

 

Alô TCE!

Os empresários reafirmam que muitos auxiliares estão sendo orientados a promover determinados pagamentos sob a orientação do secretário da Fazenda, que diz quem deve ou não receber. No caso de uma ação, o titular de cada Pasta é quem será responsabilizado judicialmente...

 

Vão-se os anéis

Olhando friamente a atual gestão em Sergipe, em alguns setores pode-se dizer com certeza que, apesar de mudanças realizadas, alguns procedimentos continuam os mesmos porque já estão “enraizados” no governo. O “esquema é antigo” e quando se substitui um nome, sempre tem um novo disposto a dar continuidade...

 

Bomba!

Como um possível desdobramento da Operação “Marcha à Ré”, relacionada a supostas irregularidades no transporte escolar, já existem rumores de uma nova operação policial em Sergipe, para breve. Órgãos fiscalizadores já estariam se movimentando. A próxima semana pode ser movimentada...

 

Valmor Barbosa I

Sobre nota da coluna, na publicação anterior, o Secretário de Estado da Infraestrutura Valmor Barbosa esclarece que não se posiciona como técnico, ele é um técnico e, não compreende o posicionamento do colunista, uma vez que ao participar do programa de George Magalhães apenas pontuou como dever de justiça quando na entrevista o Deputado Federal André Moura afirmou que não existe nenhuma obra do Proinveste concluída.

 

Valmor Barbosa II

A coluna noticiou que setores do governo ficaram contrariados e não entenderam a “prestação de contas” feita por Valmor Barbosa sobre a aplicação dos recursos do Proinveste, durante a entrevista de André Moura. A turma reclama que o secretário “levantou a bola” para o deputado federal “ferir” o governo de Belivaldo.

 

Direito de Resposta I

“Valmor Barbosa relatou todas as obras concluídas e em execução do referido programa e prestou contas à população, sendo que no final cumprimentou o deputado acerca do seu trabalho no parlamento no que tange captar recursos para o estado de Sergipe. O secretário citou também a necessidade de aprovação do Finisa, onde possibilitará a melhoria de mais de 600km de rodovias estaduais”, explica Valmor, em nota.

 

Direito de Resposta II

“Citou também alguns projetos elaborados pela Seinfra e entregues ao Governo Federal, para realização dos mesmos, a exemplo do novo terminal de passageiros do aeroporto e a duplicação da BR 101 (trecho Estância/divisa SE-BA). No final o deputado reconheceu a competência do secretário e se colocou a disposição”, concluiu a nota o secretário. Feito o registro!

 

Areia Branca I

O Tribunal Regional Eleitoral em Sergipe (TRE-SE) determinou o afastamento do prefeito e do vice-prefeito de Areia Branca, Alan Andrelino Nunes Santos e José Francisco das Chagas Filho, respectivamente. Eles ainda podem recorrer da sentença ao Tribunal Superior Eleitoral.

 

Areia Branca II

Em 9 de julho, o TRE-SE havia cassado o diploma dos gestores por compra de votos nas eleições de 2016. O primo do prefeito, José Freire dos Santos, foi flagrado dando dinheiro a eleitor em troca de voto para Alan Santos e José Francisco das Chagas. Por esse motivo, ele também foi condenado a pagamento de multa.

 

Eunice Dantas

“Com o afastamento do prefeito e do vice quem assume o comando da prefeitura é presidente da Câmara municipal de Areia Branca. Novas eleições só podem ser convocadas após o processo transitar em julgado”, explica a procuradora regional eleitora, Eunice Dantas.

 

MPE I

A pedido do Ministério Público de Sergipe, o Poder Judiciário determinou que o município de Nossa Senhora do Socorro conclua, no prazo de três meses, as obras de acessibilidade nas dependências da Escola Municipal Neuzice Barreto Lima, de acordo com as normas de acessibilidade e as Informações Técnicas.

 

MPE II

O MP ajuizou Ação Civil Pública de obrigação de fazer com pedido de antecipação de tutela em face do município após a constatação de inúmeras irregularidades encontradas no prédio da Escola. Ainda segundo o MP, o município não teve interesse em firmar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para regularizar a situação.

 

Medidas emergenciais

O município deverá, ainda, adotar as medidas emergenciais necessárias para que nenhuma criança/adolescente portadora de deficiência, residente na comunidade e adjacências, seja tolhida do direito de acesso à educação, até que seja concluída a obra. O não cumprimento da sentença implicará em nova multa que será revertida ao Fundo Estadual dos Direitos e Proteção do Idoso.

 

Tobias Barreto I

O radialista Anailton Fernandes da FM Luandê de propriedade do Prefeito Diógenes, noticiou que a ex-prefeita Marly Barreto estava participando e discursando na carreata do candidato Eduardo Amorim, que ocorreu no sábado (25), na cidade. Imediatamente a ex-prefeita desmentiu e mandou o Radialista provar qual carreata ela participou e qual foi seu discurso.

 

Tobias Barreto II

A ex-prefeita está apoiando a candidatura a reeleição do Governador Belivaldo Chagas e de toda a sua chapa majoritária: Fábio Mitidieri (PSD) para Federal e Dilson de Agripino (PPS) para Deputado Estadual.

 

Laranjeiras

O Prefeito de Laranjeiras, Paulão das Varzinhas (DEM), convida os amigos e correligionários para participarem de uma reunião, neste sábado (1º), a partir das 18h30, na fazenda Varzinhas, onde na oportunidade irá apresentar os candidatos do grupo para as eleições 2018. 

 

TCE I

O conselheiro Carlos Pinna de Assis, ouvidor do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE), foi um dos palestrantes do 14º Fórum Brasileiro de Controle da Administração Pública, que aconteceu no Rio de Janeiro. O objetivo do evento, organizado pela Editora Fórum, foi integrar os controles para fortalecer o sistema. A diretora técnica do TCE/SE, Patrícia Verônica Sobral de Souza, também foi palestrante, com o tema “A importância do TAG como instrumento de efetividade do controle externo”.

 

TCE II

O conselheiro Carlos Alberto Sobral participou do Fórum, assim como a diretora de Controle Externo de Obras e Serviços, Ana Stella Barreto; e as servidoras do TCE/SE, Roseane Tavares, Karina Angélica, Ana Roberta e Cledina Goes. Entre os demais palestrantes estavam ainda o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, que abordou a “Evolução do papel do Estado nos 30 anos da Constituição de 1988”.

 

Carlos Pinna I

O presidente da Associação de Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), Fábio Túlio Filgueiras Nogueira, também participou com a palestra sobre “Gestão e controle dos gastos públicos e governança”. Ex-Presidente da Atricon, o conselheiro Carlos Pinna, proferiu palestra intitulada “acompanhamento, avaliação e certificação de resultados de políticas públicas: evolução no controle externo”.

 

Carlos Pinna II

Na ocasião, destacou que no controle da política de Estado o Parlamento tem ação preponderante, com ou sem auxílio dos órgãos técnicos dos controles interno e externo. “Já em relação às políticas de governo, o controle poderá ser operado diretamente pelos órgãos técnicos que, ademais, dispõem da capacidade de atuação de ofício”.

 

Patrícia Sobral I

Já a diretora técnica do TCE/SE destacou a importância dos Termos de Ajustamento de Gestão (TAGs) no âmbito do controle externo. “Pensar o controle externo apenas como aquele ‘que vigia e pune’, como tão-só sancionador, é retroceder; é buscar a revalidação de modelos de Estado já experimentados e superados. É, por assim dizer, caminhar em linha diametralmente oposta à evolução”.

 

Patrícia Sobral II

“Este é o grande papel dos TAGs: transigir ao invés de unicamente sancionar, permitindo aos TCs exercer o controle através do consenso, possibilitando a tutela de direitos sociais e fundamentais”, afirmou. O 14º Fórum foi apoiado pelo Instituto Rui Barbosa (IRB), Associação Nacional dos Ministros e Conselheiros Substitutos dos Tribunais de Contas, Atricon, FGV Rio, Abracom e Associação Nacional do Ministério Público de Contas (AMPCON).

 

Projeto Mãe

Remetendo a um passado distante, onde as mulheres eram tratadas com maior atenção pelo poder público, tendo maior acesso aos exames preventivos e outros benefícios em prol da mulher, Edna Amorim busca ouvir e inteirar-se mais sobre os problemas que afligem as cidadãs sergipanas com o projeto ‘MAE’ (Movimento de Apoio a Eduardo), que já está abrangendo os 75 municípios de Sergipe. 

 

Eduardo Amorim I

Eduardo Amorim (PSDB), em entrevista na rádio Jovem Pan FM, aos jornalistas Rosalvo Nogueira e Paulo Sousa, pontuou as principais propostas para a Saúde, Educação, Turismo e Segurança Pública. Eduardo destacou a nomeação de apadrinhados políticos para a secretaria de Turismo. “Uma área tão importante, que gera emprego e renda, virou balcão de negócios para acordos políticos”.

 

Eduardo Amorim II

“O Turismo é uma indústria sem chaminé e precisa de técnicos para proporcionar seu desenvolvimento. Sergipe tem, por exemplo, a 'Rota da Farinha' entre os municípios de Campo do Brito, Macambira e São Domingos. Podemos criar um projeto de exploração desse lugar que agrega cultura, gastronomia e ecoturismo”, ressaltou.

 

Redução

O candidato disse que vai reduzir o número de secretarias em seu governo e que o critério para escolha dos secretários será técnico. “Disso não abro mão. As secretarias serão administradas por pessoas que tenham conhecimento e competência na área de atuação, ou seja, serão técnicos. Não vamos fazer política com nomeações em cargos”, salientou Eduardo.

 

Debate

O Debate 2018 do Sindicato do Fisco de Sergipe (Sindifisco) começará nesta segunda-feira (03), a partir das 14h30, com os candidatos a governador Valadares Filho (PSB), Dr. Emerson (Rede) e João Tarantella (PSL).  O evento será realizado, no auditório do Sindifisco.    

 

Valadares Filho I

Mereceu elogios de integrantes da plateia a proposta do candidato da coligação “Um Novo Governo para Nossa Gente”, Valadares Filho, de fazer, em quatro anos, Sergipe referência no setor de Tecnologia da Informação (TI) e Inovação. Com isso, explicou, o estado ganha destaque no cenário nacional e combate o desemprego, especialmente entre jovens.  A afirmação foi feita durante almoço na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Aracaju, quando Valadares Filho expôs seu Programa de Governo.

 

Valadares Filho II

Mas o foco das atenções entre presentes foi mesmo a segurança, motivo de queixas generalizadas. O candidato reconheceu a seriedade da situação, assumindo ser essa uma das tarefas prioritárias da sua gestão. “Combater a violência será uma das nossas prioridades. Vamos criar o gabinete de gestão para controlar, monitorar e traçar metas para atacar o problema”, reafirmou.

 

Parceria

Em breve exposição do seu Programa de Governo, Valadares Filho falou das medidas que pretende adotar para arrumar a “casa” e recuperar a saúde financeira do estado, a exemplo das reformas tributária e administrativa que, no seu entendimento, serão fundamentais para dar novo fôlego às finanças.  Convocou o empresariado sergipano para firmar parceria com o poder público para reerguer Sergipe, pondo fim às tristes estatísticas que o estado lidera.

 

Laércio Oliveira

O deputado Laércio Oliveira (PP) esteve em Indiaroba, na companhia do presidente da Federação da Agricultura de Sergipe, Ivan Sobral, conversando com os agricultores do município e conhecendo a sede do Sindicato dos Produtores Rurais, com o presidente Joaci Vilanova, para entender melhor as dificuldades da categoria e conversar sobre o que tem feito em seu mandato parlamentar na defesa do setor agrário sergipano, pela piscicultura local e pela cidade de Indiaroba.

 

Alexandre Figueiredo

O advogado Alexandre Figueiredo, candidato a deputado federal, participa neste sábado (1º), da Carreata Leste Sergipano com o candidato, Belivaldo Chagas, nas cidades de Maruim, Santo Amaro, Rosário do Catete, General Maynard, Carmópolis, Japaratuba e Pirambu. Em seguida, segue para Socorro, onde se reúne com lideranças. No início da tarde marca presença em um evento beneficente na sede de um time de futebol e depois retorna para Aracaju para participar da 4ª Caminhada pela Paz e pela Vida, uma iniciativa das igrejas do bairro Santa Maria.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 

 




Tópicos Recentes