POLÍTICA

08/09/2018 as 14:32

Brasil independência: País do ‘vale tudo’, afinal, quem matou Odete Roitman?

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

A Semana da Pátria está terminando e três fatos que marcaram os últimos dias nos fizeram promover uma ampla reflexão sobre os 196 anos de Independência do Brasil: o incêndio no Museu Nacional do Rio de Janeiro, prédio histórico que chegou a abrigar a Família Imperial; o falecimento da atriz global Beatriz Segall, a “eterna Odete Roitman”, e o atentado que quase vitimou o candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), que lidera todas as pesquisas de intenção de voto. Tudo em um momento crítico da nossa história democrática, no pós-Regime Militar.

 

Generalizando, não é exagero dizer quer nossas instituições estão falidas, as forças armadas desamparadas, o Judiciário comprometido e a classe política banhada em corrupção. Com o fim da ditadura, dentro do processo de redemocratização do Brasil, já vimos governos de centro-direita, centro-esquerda e de centro; já atravessamos o impeachment de dois presidentes, magistrados e políticos presos e envolvidos em relações promíscuas, a imprensa provou ter lado, polarizaram-se as eleições entre PSDB e PT, até chegarmos ao impopular governo de Michel Temer (MDB).

 

Se para muita gente a “independência do Brasil” destoou com o golpe militar de 64, não seria exagero questionar: que democracia é essa que dizemos ter desde a Constituição de 1988? É, no mínimo, inusitado refletir que esse “processo democrático” se iniciou com o “oligárquico” José Sarney; retirado pela “porta dos fundos”, Collor voltou ao Poder pela “porta da frente”; Itamar plantou a “semente” do Plano Real vigente até hoje, mas quase caiu por causa de uma “calcinha” – ou da falta dela. Depois veio FHC, com dois mandatos: um para lembrar e o segundo para esquecer...

 

Após tantas “experiências” o Brasil conheceu o “império petista”, com oito anos do governo Lula e mais cinco anos da gestão de Dilma Rousseff. O discurso mudou, o “pobre passou a ter vez”, o consumo foi estimulado, o crédito facilitado, os banqueiros ainda mais valorizados e a corrupção, já em prática, ficou cada vez mais consolidada. A Obra pública foi “efetivamente”, superfaturada, onde todos (políticos, empreiteiros e o povo) tinham que “ganhar”, tanto com aquela avenida que liga nada a lugar algum quanto com aquele hospital já pago, mas que nunca saiu do papel.

 

Esse é o nosso Brasil independência, das privatizações tucanas ao petrolão petista, da habilidade de Lula e Temer em cooptar apoios de parlamentares à inabilidade de Collor e Dilma em conviver com o nosso Congresso Nacional, do mensalão ao gosto do “cliente”: seja do PSDB, seja do PT. Um País à deriva, “perdido no tempo”, à espera de um “solo fértil”, de terra firme, igual à “embarcação” de Pedro Alvares Cabral (sic). O Brasil moderno ver “sangrar” sua democracia, as mazelas continuam as mesmas, assim como muitos dos nossos políticos.

 

Uma semana que começou “quente”, quando em um incêndio, parte da nossa história se foi com o fogo; Luzia não escapou; apenas um meteorito (que ironia); talvez seja um presságio. O momento requer “esquecer o atual”, mas como se lembrar do passado em chamas? Nossa “democracia” refuga com um político condenado, um “leão sujo e enjaulado”, persistentemente candidato, e um radical declarado, com discurso arrogante e destoado, “perfurado” pela intransigência de um atentado, um golpe covarde por “uma arma branca”. Este é o nosso “Vale Tudo”, triste do “Brasil independência”, que termina a Semana da Pátria sem saber quem realmente “matou Odete Roitman”...

 

Veja essa!

O mundo político sergipano “emudeceu” após o atentado contra o presidenciável Jair Bolsonaro. Quem tem afeição pelo militar, está ainda mais determinado em votar nele e alguns indecisos ou que tinham outra opção para presidente, começam a avaliar o voto nele.

 

E essa!

Ainda é cedo para chegar a alguma conclusão sobre os encaminhamentos da campanha presidencial, mas é inegável que existia uma campanha antes do atentado e outra após. Ele sai da condição de “opressor” para “oprimido”. Vamos iniciar agora o “segundo turno” de uma eleição que poderá ter três turnos. Poderá...

 

Eleição violenta

A imprensa, a classe política e os órgãos de controle devem caminhar unidos para “frear” a “onda de violência” que insiste em se espalhar nesta campanha eleitoral. Uma “democracia combalida” não persistirá mais atentados.

 

Barril de pólvora

Nas discussões políticas percebe-se um “radicalismo” e uma “rivalidade” acima do comum, algo mais intenso do que em campanhas anteriores. O “revanchismo” é preocupante porque ele pode fazer o eleitor ultrapassar a “linha de risco”...

 

Conflito em Socorro

Um indicativo de que os “nervos estão a flor da pele” foi o conflito entre militantes políticos de dois candidatos ao governo de Sergipe em Nossa Senhora do Socorro. O embate tem que ficar nos comícios e nos debates. Um bom governo começa com uma campanha responsável...

 

Fake News?

Para não cometer injustiça com o candidato ao Senado, Heleno Silva (PRB), este colunista não vai propagar a polêmica em relação a um suposto motorista e o cartão de abastecimento do governo até que fique claro o que aconteceu. Heleno promete lutar para que a verdade venha à tona. Vamos aguardar então...

 

Infiéis

A classe política está promovendo uma verdadeira “confusão” na cabeça do eleitor. É que alguns candidatos proporcionais estão pedindo votos para si, para senadores e governador de outras coligações. Até o presidente da República, certas vezes, não tem nada a ver com o bloco em que atua. Tá uma bagunça!

 

Cabo Amintas

Candidato a deputado estadual, o vereador Cabo Amintas (PTB) desmente que tenha sido agredido durante o Desfile Cívico dessa sexta-feira (7). Ele explica que um meliante foi preso com um punhal após agredir outro militar e condena o deputado Capitão Samuel (PSC) que o acusa de “armação”.

 

Bomba!

Está para estourar uma denúncia forte de assédio moral parte da Prefeitura de Aracaju em um CAPS do município. Este colunista está levantando as informações e apurando a verdade dos fatos. Em breve mais detalhes...

 

Alô FHS!

Não param de chegar denúncias de irregularidades na Fundação Hospitalar de Saúde (FHS): a mais nova é que a Central de Regulação de Urgência (CRU) está funcionando sem os equipamentos preventivos contra incêndios. Levaram os extintores e os servidores ficaram à mercê. Sem contar que os trabalhadores sequer contam com a mobília necessária para desempenharem suas funções. Falta de prioridade...

 

Excluídos I

Lamentável a postura da Comissão Estadual Coordenadora das Comemorações Cívicas da Semana da Pátria 2018 em Sergipe que obrigou, através de decreto, que o pelotão representante da luta pela independência e contra o preconceito às pessoas com deficiência “abrissem mão” do direito cívico de participar do desfile de 7 de Setembro deste ano.

 

Excluídos II

A informação é que foi proposto aos artistas cegos, cadeirantes, pessoas com síndrome de Down, com deficiência auditiva, cognitiva, intelectual e mental o “direito” de desfilarem no último pelotão a passar, mesmo sabendo das dificuldades dos mesmos de permanecerem por um longo período no local do desfile.

 

Repúdio I

A determinação desta Comissão tem o repúdio deste colunista e do Conselho Estadual dos Direitos das Pessoas com Deficiência (CEDPCD) que, em moção pública, condena a intempestividade, a discriminação, injustiça e a segregação por parte do Governo do Estado, através desta Comissão.

 

Repúdio II

É lamentável mais ainda porque vivemos em um momento de luta pela preservação de direitos dos trabalhadores, dos cidadãos em geral e por mais igualdade para as classes minoritárias. Uma verdadeira “bola fora” do governo de Belivaldo Chagas com os grupos vulneráveis...

 

OAB I

De 11 a 13 de setembro, a Ordem dos Advogados do Brasil, em Sergipe, realizará uma sabatina com os candidatos ao cargo de governador do Estado. O objetivo da OAB é promover a apresentação das propostas de governo para sociedade. A sabatina terá início na próxima terça-feira (11), e acontecerá no plenário da OAB/SE, localizado na Av. Ivo do Prado, nº 1072, bairro São José.

 

OAB II

A disposição do tempo de cada candidato funcionará da seguinte forma: 15 minutos de exposição inicial, cinco minutos para respostas e mais 15 minutos para conclusão. O sorteio dos candidatos que participarão do evento aconteceu na sede da OAB, com a presença de seus respectivos assessores. Na terça serão sabatinados Eduardo Amorim, Milton Andrade e Gilvani  Alves dos Santos.

 

Luciano Bispo I

Na manhã desse sábado (08), o deputado Luciano Bispo esteve visitando os moradores de Frei Paulo, ao lado do prefeito Anderson de Zé das Canas e, durante pronunciamento fez uma critica dura aos vereadores de oposição: “vocês, quando resolveram votar contra em tudo que o prefeito manda para a Câmara, estão prejudicando todos os moradores, principalmente a pobreza, que é quem mais precisa da prefeitura”.

 

Luciano Bispo II

O deputado completou dizendo que “Anderson e dona Mercia (vice-prefeita) estão trabalhando muito, mas poderiam fazer muito mais, se não fosse a intolerância dos vereadores de oposição, que não estão pensando no bem de Frei Paulo, e isso é muito ruim”.

 

Luciano Bispo III

Luciano também lembrou dos benefícios que o governo de Sergipe, desde a época de Marcelo Déda, passando por Jackson Barreto e agora com Belivaldo Chagas, “é preciso que cada um de nós tenhamos sabedoria para continuarmos com esse agrupamento no governo de Sergipe, que vem trabalhando muito por todos, sem perseguição e sem ódio no coração”, finalizou o deputado estadual.

 

Valadares Filho I

O candidato Valadares Filho (PSB), da coligação  "Um Novo Governo para Nossa Gente", promoveu uma grande carreata pelas ruas do bairro Cidade Nova, em Aracaju. Estavam presentes a candidata a vice-governadora Silvia Fontes, e o senador Antonio Carlos Valadares, que disputa a reeleição.

 

Valadares Filho II

No Jardim Indara, localidade do bairro, Valadares Filho lamentou a precariedade em que vivem os moradores, ouvindo deles reclamações de total abandono do local. Mesmo reconhecendo que a tarefa de levar infraestrutura para os bairros da capital cabe à prefeitura, Valadares Filho assumiu o compromisso de, se eleito, realizar as melhorias que o local exige.

 

Compromisso

Disse que, governador de Sergipe, vai trabalhar por todo o estado, proporcionando ao povo as condições de vida que ele merece. "Vamos governar para todos. Peço a vocês esse voto de confiança e prometo que não se arrependerão", disse o candidato.

 

Senador Valadares

Coube ao senador Antonio Carlos Valadares lembrar que destinou recursos da ordem de R$ 124 milhões, fruto de emenda de sua autoria, para a realização de serviços de esgotamento sanitário, drenagem e pavimentação de ruas de diversos bairros de Aracaju. “Parte do dinheiro já está nos cofres da prefeitura, mas as obras não foram realizadas por falta de vontade do gestor”, acusou, salientando que "com Valadares Filho no governo esse tipo de coisa não vai acontecer”.

 

Eduardo Amorim I

O candidato Eduardo Amorim (PSDB), da coligação “Coragem Pra Mudar Sergipe” promoveu uma carreta no município de Barra dos Coqueiros, ao lado de seu vice Ivan Leite, além dos candidatos a senador André Moura e Pastor Heleno Silva. O ex-prefeito de Barra dos Coqueiros, Gilson dos Anjos, também participou da carreta.

 

Eduardo Amorim II

Amorim disse que está na hora de acabar com a bagunça e o descaso dos últimos governos na gestão do Estado. “Nenhum serviço público tem funcionado de maneira satisfatória, uma prova da falta de gestão. Durante os quatro anos do desgoverno que aí está, muita gente pagou com a própria vida por não conseguir tratamento médico ou ter sido vítima da violência e criminalidade que dominam Sergipe. Chegamos a receber o título de Estado mais violento do Brasil”, declarou Eduardo.

 

Gilson dos Anjos

“Fizemos uma carreata vitoriosa, sentindo a verdadeira emoção do povo quando diz ‘sim’ para Eduardo Amorim. Até quem não veio ficará sabendo do sucesso e da repercussão do ato de apoio e incentivo. Isso mostra que o povo está presente e quem quer a mudança vota Eduardo Amorim”, avaliou Gilson.

 

Recursos

Eduardo Amorim trabalhou pelo desenvolvimento de Barra dos Coqueiros enquanto senador. Foram solicitados mais de R$ 2,8 milhões em emendas para a Academia da Saúde, drenagem e pavimentação de diversas ruas do município. “Vamos fazer muito mais pela Barra estando governador desse Estado. É um município com grande potencial turístico que, se bem explorado, pode gerar mais emprego e renda”, assegurou Eduardo.

 

Campo do Brito

O candidato ao Senado por Sergipe pelo REDE Sustentabilidade, delegado Alessandro Vieira, recebeu o apoio do prefeito de Campo do Brito, Marcell Moade Ribeiro Souza, que o anunciou como seu segundo voto para senador. Ao lado da candidata à deputada estadual pelo REDE, Sargento Elisângela, o delegado Alessandro destacou a importância de mais este apoio à sua candidatura ao Senado.

 

Alessandro Vieira I

“O prefeito Marcell é ficha limpa e representa a renovação na política sergipana. O seu apoio é importante porque mostra a confiança no projeto do delegado Alessandro ao Senado. São as novas lideranças que vão resgatar o futuro de Sergipe", afirma. O candidato ao Senado destacou ainda a necessidade de políticas públicas que elevem a qualidade de vida dos sergipanos.

 

Alessandro Vieira II

“Campo do Brito é uma importante cidade do agreste sergipano, e assim como outros municípios, não pode ficar dependendo das grandes cidades para ter uma saúde de qualidade. Iremos mudar esse cenário. Todos os municípios poderão contar com uma gestão próxima, sensível e que entenda suas necessidades”, completou.

 

Laércio Oliveira I

O deputado federal Laércio Oliveira defende investimentos em infraestrutura e fortalecimento das polícias. Para isso, destinou R$ 2 milhões em emendas para a compra de armamentos e equipamentos em geral para a Polícia Militar, forças armadas e defesa social.

 

Laércio Oliveira II

Para a melhoria do armamento da Polícia Militar, Laércio conseguiu uma emenda de R$ 200 mil, para a compra de pistolas calibre 40, fuzis calibre 5.56, coletes à prova de balas nível III-AE e utilizadas pelos policiais em serviço. Além disso, os recursos também foram destinados para a compra de um veículo para o uso dos policiais na cidade de São Cristóvão, visando à melhoria na proteção da população dos municípios.

 

Gustinho Ribeiro I

Candidato a deputado federal, Gustinho Ribeiro (SD) vai consolidando seu projeto político: recebeu o apoio da ex-prefeita de Itaporanga e candidata à deputada estadual Gracinha (Podemos). Em Areia Branca, Gustinho tem o apoio do prefeito Alan e do ex-prefeito Agripino.

 

Gustinho Ribeiro II

Em São Domingos, Gustinho Ribeiro também conquistou para sua campanha as adesões dos ex-prefeitos Róbson e Hélio Mecenas. Em Aracaju quem aderiu ao projeto foi a Central dos Movimentos Participativos por Moradias Populares.

 

Bittencourt

O vereador Professor Bittencourt (PCdoB) anunciou que não é mais o líder do prefeito Edvaldo Nogueira na Câmara Municipal de Aracaju. “O prefeito atendeu a uma solicitação minha, tendo em vista os desafios que o período eleitoral me impõe. Agradeço o crédito e a confiança de Edvaldo, essa figura extraordinária que tem mostrado sua competência e capacidade de intervenção para a cidade de Aracaju, de modo a transformá-la cada vez melhor. É um amigo de quase 30 anos”, comentou.

 

Vinícius líder!

A prova maior das voltas que a política dá: democrata de carteirinha, um dos maiores defensores do ex-prefeito João Alves Filho (DEM) na CMA, Vinicius Porto é o novo líder da gestão de Edvaldo Nogueira e o também democrata Thiaguinho Batalhaserá o vice. Resta saber se quando for defender a administração do PCdoB, se vão justificar condenando a gestão anterior. Cenas dos próximos capítulos...

 

André Moura I

Mais uma obra foi inaugurada em Simão Dias pelo prefeito Marival Santana com recursos viabilizados pelo deputado federal André Moura: a quadra poliesportiva Dulcival Silva Santana, situada na rua José Tavares, Conjunto Centenário (antigo Tanque Novo). 

 

André Moura II

Embora não estivesse presente, por conta da legislação eleitoral, que veda a participação de candidatos em inaugurações de obras públicas (Lei 9504/1997), André Moura foi representado pelo prefeito de Poço Verde, Iggor Oliveira.

 

Quadra

O novo espaço desportivo foi executado com recursos de emendas parlamentares indicadas em 2013, ainda no primeiro mandato de André Moura como deputado federal e teve investimento de R$ 2 milhões. As últimas parcelas pagas pelo Governo Federal para a conclusão da obra aconteceram em maio e junho deste ano. Após o ato inaugural houve um torneio quadrangular entre times de bairros da cidade.

 

Milton Andrade I

Com menor rejeição em todas as pesquisas já divulgadas, o candidato a governador Milton Andrade (PMN) considera que essa informação, aliada ao alto número de eleitores indecisos revelam o desejo de mudança já sinalizado há algum tempo pela sociedade.

 

Milton Andrade II

“Infelizmente, por diversos fatores, especialmente, a corrupção e o uso da máquina pública em favor de grupos que se perpetuam no poder, observamos uma clara repulsa do cidadão à classe política”, disse o candidato, que tem 30 anos e participa pela primeira vez da disputa político-eleitoral.

 

Milton Andrade III

Para ele, toda a sociedade sofre as consequências do descrédito gerado pelas mazelas que têm marcado a vida política. “No entanto, ao avaliarmos as pesquisas e vermos que o nosso nome é o menos rejeitado, isso nos permite acreditar que podemos ser a alternativa para esse eleitorado que ainda não decidiu em quem votar ou que hoje está pensando em votar em branco ou nulo, justamente, por, assim como eu, estar desacreditado desse cenário de caos a que estamos submetidos”, afirmou o candidato.

 

Turismo I

O secretário de Estado do Turismo, Manelito Franco Neto, recebeu em seu gabinete os representantes do projeto “Natal Iluminado Aracaju”, programado para acontecer no período de 07 de dezembro a 06 de janeiro, na Orla de Atalaia. No encontro, foi apresentado o plano de ações e discutido sobre a participação do Governo na iniciativa. A ideia do evento é valorizar Aracaju como produto turístico durante o período das festas de final de ano, além de fortalecer o destino no verão.

 

Turismo II

“A ação é excelente e acredito que será uma linda festa para os sergipanos e turistas, pois irá incentivar o espírito natalino e a alegria da população. Muitas cidades fidelizaram no seu calendário turístico as festividades no final de ano, e Aracaju possui todas as ferramentas para elaborar um calendário permanente de eventos com reconhecimento em todo o Nordeste”, enfatizou o secretário.

 

Givaldo Ricardo I

Natural de Alagoas, e com mais de três décadas vivendo em terras sergipanas, o radialista e professor, Givaldo Ricardo de Freitas, é reconhecido por unanimidade pela Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) como cidadão sergipano. O “Titulo de Cidadão Sergipano” foi formalizado durante solenidade de Sessão Especial no plenário legislativo. 

 

Givaldo Ricardo II

A propositura do título ao radialista foi da autoria do deputado Estadual do PT, Francisco Gualberto. Segundo justificou o parlamentar – que na solenidade fez a leitura da Resolução aprovada –  o jornalista tem se destacado no Estado pela enorme dedicação e empenho no exercício da missão profissional que abraçou.  

 

Francisco Gualberto

 

“O radialista Givaldo Ricardo é merecedor do Título de Cidadão Sergipano por reconhecimento de lutas e conquistam que orgulham todos nós deste Estado”, externou Francisco Gualberto, que na ocasião contou como conheceu o radialista. “Entre tantos da imprensa, em uma reunião que solicitei ao ex-governador Marcelo Dedá, ele se destacou com trabalho e competência”.  

 

O homenageado I

De acordo com o mais novo cidadão sergipano, Givaldo Ricardo de Freitas, o título concedido é o coroamento de uma história toda construída em Sergipe. “Aqui cheguei aos 12 anos, passei por todo o processo educacional. Devo tudo à Educação e à Educação pública. Preciso homenagear também os radialistas, os jornalistas e os comunicadores de uma forma geral. Aqui eu fiz minha carreira, construí minha família, tenho meu filho e minha esposa. Honestamente, acho que Sergipe me deu muito mais do que eu pude oferecer a este Estado”.

 

O homenageado II

“Estou contemplado em receber esta homenagem na Casa do Povo, no Poder mais criticado e mais democrático. Francisco Gualberto é um cara que tem uma história muito próxima da minha, de luta de classes, de muito trabalho. E ele chegou a este parlamento graças a esta luta. Sua homenagem me deixa bastante feliz, me contempla muito”, disse Givaldo, agradecendo a sua família por ter dedicação e apoio nas ausências necessárias diante da labuta.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 




Tópicos Recentes