POLÍTICA

18/09/2018 as 10:16

Ele sim? Polarização com Haddad e PT pode tornar Bolsonaro presidente do País!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

Estamos nos aproximando de mais um processo eleitoral e não de uma espécie de “batalha campal” onde apenas um competidor “sairá vivo” do embate. Alguns livros tratam a eleição como uma “guerra”; talvez pelo cenário que estamos convivendo em 2018 ela, realmente, seja! Mas o que se espera é que se priorizem as ideias e projetos, sem violência, sem agressões verbais ou tentativas de homicídios (sic). É preciso que prevaleça o respeito entre os candidatos à presidência da República, até para que este “clima quente” não “contamine” parte do eleitorado.

 

A responsabilidade de quem postula um cargo público não começa com o exercício do mandato, mas desde a campanha nas ruas, no rádio e na televisão. É comum se cobrar bom senso do eleitorado, muitas reflexões, mas a política, assim como a religião e o futebol, é algo que mexe com as paixões, que divide as opiniões e que deve ser tratada com bastante responsabilidade. Vivemos em uma suposta democracia e, partindo deste princípio, cada cidadão tem o direito de escolher e votar em quem bem entender. O voto é secreto e, principalmente, o voto é livre!

 

A política nacional passa por um momento de transformação. Até pouco tempo, quem liderava todas as pesquisas de intenção era o ex-presidente Lula (PT), mesmo condenado e preso na sede da Polícia Federal em Curitiba (PR). Após a negação de “intermináveis” recursos da coligação e da defesa do ex-presidente, pelo Tribunal Superior Eleitoral, pelo Supremo Tribunal Federal e pelo Superior Tribunal de Justiça, o petista foi substituído na cabeça da chapa por Fernando Haddad (PT), que nos levantamentos feitos não tinha expressão alguma.

 

Hoje os números ratificam que a eleição “sem Lula”, o candidato Jair Bolsonaro (PSL) continua numa crescente e está consolidado para um 2º turno na disputa para a presidência da República. Até então o nome que despontou para enfrentá-lo era o de Ciro Gomes (PDT), mas seu temperamento e o fato de não conseguir unir a esquerda estão diluindo seu projeto político. Quem também não consegue se impor na corrida presidencial é o tucano Geraldo Alckmin (PSDB). Sem contar que não é exagero dizer que “entrou água” na campanha de Marina Silva (REDE).

 

Mas muitos analistas apostavam que a polarização da eleição com Bolsonaro, em um 2º turno, daria a vitória a qualquer adversário com a “união” dos demais. Os números mostravam isso, mas com o desenrolar da campanha, o candidato do PSL vem reduzindo sua rejeição e vai aumentando seus percentuais, aspecto que não só lhe consolida como fortalece sua candidatura. A esquerda se mobiliza e trabalha em uma série de “frentes” para combatê-lo, e a mais nova é o movimento “Ele não!”, junto às mulheres brasileiras, explorando a questão do preconceito.

 

Mas a polarização com uma candidatura de Fernando Haddad, após tantas denúncias de corrupção envolvendo figuras do Partido dos Trabalhadores em todo o País, talvez tenha outro “efeito” e pode ser que estabeleça no Brasil uma nova “frente nacional”, onde Bolsonaro tomaria um espaço que vinha sendo ocupado pelo PSDB por décadas, deixando a disputa completamente indefinida. Teremos de um lado seguidores de Lula e do PT e do outro uma parcela considerável que rejeita totalmente a legenda e seu retorno ao Poder. Pelas circunstâncias colocadas, e pelos números apresentados, não será surpresa para ninguém se a maioria terminar a eleição dizendo “ele sim”...

 

Veja essa!

A deputada estadual Ana Lula (PT) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, na tarde dessa segunda-feira (17), e “soltou o verbo” contra a coligação liderada pelo governador Belivaldo Chagas (PSD). A petista denunciou a “censura” contra os candidatos petistas Iran Barbosa e Ângela Melo, candidatos a deputado estadual e federal, respectivamente.

 

E essa!

Ana Lula denuncia que a coligação afastou da propaganda eleitoral, no rádio e na televisão, os dois petistas porque eles não estariam pedindo voto para Belivaldo. “Temos uma concepção que os poderes constituídos são harmônicos, mas autônomos e independentes. Querem subserviência!”, denuncia.

 

Ana Lula I

A petista fez um breve histórico de sua atuação na Casa e das bandeiras em que se empenhou e vê que setores do governo não têm interesse na eleição de Iran Barbosa para a Assembleia e de Ângela Melo para a Câmara Federal. “Aqui defendi Déda na PMA, fui a primeira a defender Dilma no momento do impeachment, fui contra a prisão do ex-presidente e mudei meu nome funcional para Ana Lula”.

 

Ana Lula II

“Impedir Iran e Ângela de falar, no rádio e na tv? Querem calá-los por quê? Para beneficiar quem? Justamente agora que a população precisa de defesa? É preciso avançar na democracia. A gravação deles é feita separada, totalmente independente, sem gerar despesa para a coligação e ficaram de fora?”, questionou a petista.

 

Não vota!

Ana Lula disse que a tendência petista Articulação de Esquerda já tem um posicionamento público de não votar em Belivaldo Chagas e em Jackson Barreto (MDB) para o Senado. “Só pedimos voto para o nosso senador Rogério Carvalho, Fernando Haddad e nossos candidatos. Não concordamos com a aliança com partidos que ajudaram a tirar Dilma ou que dão sustentação a Michel Temer (MDB)”.

 

Carta pública I

Iran Barbosa e Ângela Melo também se manifestaram através de um documento público. Eles denunciam que foram retirados do programa eleitoral e “o motivo apresentado foi uma chantagem: deveríamos, ao final de todas as nossas aparições no rádio e televisão, pedir votos para o candidato da coligação ao Governo do Estado, Belivaldo Chagas”.

 

Carta pública II

“A nossa resposta foi transparente, como sempre foi a nossa atuação pública: não pediremos voto para partidos que, ao apoiarem a retirada de Dilma da Presidência e a prisão de Lula, fizeram o Brasil retroceder décadas em seus avanços democráticos e nos direitos das trabalhadoras e trabalhadores”, respondem os petistas na carta.

 

Iran e Ângela I

Os dois candidatos também revelam que denunciaram os graves problemas do governo de Sergipe nas áreas de educação, saúde, assistência social e segurança pública. “Participamos ativamente das lutas contra a política de arrocho salarial dos servidores públicos, o parcelamento e pagamento atrasados aos aposentados, além da total destruição da carreira dos professores e professoras”.

 

Iran e Ângela II

“Se fizéssemos diferente e, aceitando a proposta da coligação, pedíssemos voto para o candidato a Governador estaríamos mentindo para as sergipanas e sergipanos. E isso seria um crime contra as nossas consciências e uma irresponsabilidade com as cidadãs e cidadãos do nosso estado. Ana Lúcia já foi vítima de diversos boicotes, como estamos sendo agora”, acrescentam os petistas.

 

Interesses mesquinhos

Por fim, os dois petistas da Articulação de Esquerda externam a escolha que fizeram: “entre sermos subalternos a interesses mesquinhos da coligação “Pra Sergipe Avançar” ou sermos honestos com o povo de Sergipe, não temos dúvidas do caminho a seguir: ficamos com o povo”. Com a palavra a Coligação...

 

PT em silêncio

Apesar da manifestação dos dois em carta pública e do discurso da deputada Ana Lula na tribuna da Alese, por enquanto, a direção do Partido dos Trabalhadores em Sergipe (leia Rogério Carvalho) sem mantém em silêncio. Pelo visto, a campanha no PT de Sergipe agora é “cada um por si”...

 

João Daniel x Márcio I

Como se não bastasse essa celeuma da coligação de Belivaldo com a Articulação de Esquerda, quem também está na “bronca” é o deputado federal e candidato à reeleição João Daniel (PT), que reclama do também candidato Márcio Macedo (PT) sobre o tempo de seu programa eleitoral no rádio e na tv.

 

João Daniel x Márcio II

João Daniel disse que o seu advogado já vai entrar com ação no TRE para saber quem autorizou esse corte no seu horário eleitoral, além de requerer todo o tempo que foi perdido com a invasão do seu programa por Marcio Macedo.

 

João Daniel x Márcio III

Por sua vez, Márcio Macedo esclarece que as tendências políticas do PT e os representantes dos candidatos discutiram democraticamente o tempo de TV. “O tempo de TV que seria da professora Ângela foi redistribuído. João Daniel o utilizou na quinta-feira e Marcio Macedo no sábado. Por isso essa denúncia é mentirosa”.

 

Puxão de orelha

Por fim, o vice-presidente nacional do PT deu um “puxão de orelha” em João Daniel. “As questões de prioridade na utilização do tempo de TV do PT devem ser discutidas nas instâncias partidárias e não nos meios de comunicação”, disse, garantindo que a equipe de advogados da campanha está estudando as devidas providências jurídicas a serem tomadas.

 

Marina, Marina

Não é a toa que a presidenciável Marina Silva vem despencando nas pesquisas. A candidata até aparece na propaganda eleitoral do rádio e televisão em Sergipe, mas pedindo votos para o candidato a senador, Reynaldo Nunes, do Partido Verde. A turma da Rede ficou na bronca...

 

Furou a Rede

É no mínimo estranho que Marina não tenha pedido voto para o candidato a senador da Rede, o delegado Alessandro Vieira. Mais estranho ainda é o silêncio dele em não questionar essa postura da presidenciável. Deve ser por respeitar a “independência de opinião”...

 

Operação Hígia I

O Ministério Público de Sergipe, por intermédio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) deflagrou, a Segunda Fase da “Operação Hígia”, saindo em campo com o apoio operacional da DEOTAP para o cumprimentos de três mandados de prisão preventiva, expedidos pelo Juízo da comarca de Aquidabã. Já foram presos Joan Diego Nascimento Silveira e Gregório Emilian Valeriu.

 

Operação Hígia II

O terceiro encontra-se em viagem internacional e se apresentará à polícia assim que retornar aos Brasil. Os alvos das prisões dessa segunda fase da operação são dois ex-secretários municipais e um empresário, todos denunciados pelo Ministério Público em razão da prática de diversos crimes, entre os quais fraude a licitação, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

 

Exclusiva!

Chega a informação que, por falta de pagamento, algumas viaturas da Polícia Militar deixaram de ser abastecidas. Segundo alguns militares, os cartões de abastecimento estavam zerados e ficaram bloqueados. Com a palavra o governo do Estado...

 

Aquidabã

Em janeiro deste ano foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências dos denunciados, tendo sido encontrados indícios da prática de novos crimes, bem como da ocultação de patrimônio, para se furtarem da aplicação da lei penal. Diante das novas provas colhidas, o GAECO requereu a decretação da prisão preventiva dos três denunciados citados, que respondem à ação penal juntamente com outras sete pessoas, dentre elas o ex-prefeito e o ex-procurador-geral do município de Aquidabã.

 

R$ 3 milhões

A Operação Higia foi deflagrada em 18 de janeiro deste ano, pelo GAECO, em apoio à Promotoria de Justiça de Aquidabã, e teve medidas cautelares deferidas pelo Magistrado daquela Comarca. As investigações foram iniciadas em razão de suspeitas de fraudes em procedimentos licitatórios daquele município, das quais podem ter resultado prejuízos aos cofres públicos que giram em torno de R$ 3 milhões.

 

Justiça Eleitoral I

O Tribunal Regional Eleitoral em Sergipe concluiu os julgamentos dos registros de candidatura do estado e, no balanço final, 75 candidatos e um partido foram barrados nas eleições após atuação do MP Eleitoral. O Ministério Público Eleitoral analisou 536 requerimentos de registros de candidaturas em Sergipe desde 15 de agosto. Sobre estes, foram ajuizadas 13 Ações de Impugnação de Registros de Candidatura e emitidos 81 pareceres pelo indeferimento de candidaturas ou do Documento de regularidade Partidária (DRAP).

 

Justiça Eleitoral II

Das 13 ações de impugnação ajuizadas pelo MP Eleitoral, 7 foram julgadas procedentes pelo TRE e o MP já recorreu contra dois candidatos autorizados pelo Tribunal para concorrer ao pleito. Confira na tabela abaixo os detalhes das impugnações. Em relação ao indeferimento de candidaturas, 85% dos pareceres emitidos pelo MP Eleitoral e foram acolhidos pelo TRE e 68 candidatos e um partido estão com seus registros impugnados. 

 

Carreatas

Após receber denúncias de desrespeito à legislação de trânsito durante carreatas, o Ministério Público Eleitoral recomendou aos órgãos responsáveis que intensifiquem a fiscalização e as medidas preventivas durante esses eventos em Sergipe. De acordo com o documento, as infrações se multiplicam durante as carreatas e aumentam o risco de acidentes. Os candidatos, coligações e partidos também foram alvo da recomendação.


Eunice Dantas

Segundo a procuradora Regional Eleitoral, Eunice Dantas, o MP Eleitoral recebeu denúncia sobre diversas infrações de trânsito durante a campanha eleitoral, como uso indevido de carrocerias de caminhonetes, veículos superlotados, pessoas penduradas em portas de carros e condutores de motocicletas sem capacete. A intenção da recomendação é alertar tanto os órgãos fiscalizadores quanto os organizadores das carreatas da responsabilidade sobre esses eventos.

 

Segurança

Aconteceu uma reunião ampliada objetivando a exposição do planejamento referente à segurança nas eleições 2018. No plenário do Tribunal, as autoridades avaliaram a essência do planejamento de segurança, bem como houve a integração entre os oficiais coordenadores e supervisores de área, de modo que haja uma maior interação, facilitando as atividades das forças de segurança.

 

Areia Branca I

O ministro Luiz Edson Fachin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou que o prefeito de Areia Branca, Alan de Agripino, seja reconduzido ao cargo. Ele e seu vice, José Francisco das Chagas Filho, foram cassados pelo TRE/SE sob acusação de compra de votos nas eleições de 2016.

 

Areia Branca II

A decisão é que Alan de Agripino fique no cargo até que o TSE julgue o recurso especial interposto pela sua defesa com o objetivo de reverter a cassação do mandato e o afastamento da prefeitura. O entendimento é que a alternância indesejada dos gestores poderia causar riscos à municipalidade.

 

Valadares Filho I

O candidato ao governo de Sergipe pela coligação "Um Novo Governo para Nossa Gente", Valadares Filho (PSB), realizou uma carreata no bairro 18 do Forte que terminou virando  caminhada. Atendendo aos apelos dos  moradores, Valadares Filho e seus  companheiros  de chapa abandonaram o veículo em que percorriam as ruas e fizeram um corpo a corpo com o eleitorado.

 

Valadares Filho II

Os agentes de saúde do 18 do Forte também demonstraram confiança no candidato. Durante a atividade de campanha, eles fizeram manifestação em favor de Valadares Filho considerado pelos presentes “como o mais capaz dos candidatos para consertar" os estragos causados ao estado,  principalmente na saúde pública, por aqueles que ocupam o poder”.

 

Eduardo Amorim I

O candidato ao Governo de Sergipe, Eduardo Amorim (PSDB), concedeu entrevista ao Portal F5 News e apresentou alguns compromissos que constam em seu plano de governo. Destaque para a Saúde, ações de combate à seca, Segurança Pública, desenvolvimento econômico e estruturação das empresas públicas.

 

Eduardo Amorim II

“Peço a oportunidade de promover as mudanças que o Estado precisa e proporcionar um Sergipe muito melhor", pontuou. O candidato disse que a Saúde será prioridade, pois é uma área essencial. Entre os compromissos está a construção do Hospital do Câncer, e a criação da rede estadual de prevenção e tratamento do câncer. Eduardo reafirmou que é possível construir e manter o Hospital do Câncer.

 

André Moura I

O candidato a senador André Moura (PSC) concedeu entrevista ao jornalista Carlos Batalha na rádio Jornal 540 AM, em Aracaju. O candidato frisou que, proporcionalmente, nos últimos dois anos, Sergipe foi o estado que mais recebeu recursos do Governo Federal. O montante foi de cerca de R$ 1,5 bilhão para todos os municípios sergipanos. De acordo com André, o cenário econômico dos municípios sergipanos poderia ser ruim sem esses recursos.

 

André Moura II

André disse ainda que tem dedicado seu mandato ao municipalismo e a contribuir para que os gestores municipais melhorem a vida da população. Ele apresentou suas propostas para o Senado, identificando-se como o candidato que vai se dedicar às questões da segurança pública, assegurando que tem defendido projetos de leis como a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos; a destinação do auxílio reclusão às famílias das vítimas e a obrigatoriedade do preso trabalhar para custear as suas despesas no sistema prisional.

 

Venâncio Fonseca I

O deputado estadual Venâncio Fonseca (PSC) tem percorrido o Estado de Sergipe, em busca de mais um mandato na Assembleia Legislativa, em perfeita sintonia com as candidaturas de Eduardo Amorim (PSDB) ao governo do Estado e do líder do Congresso Nacional, deputado federal André Moura (PSC) para o Senado Federal.

 

Venâncio Fonseca II

Em uma agenda repleta de eventos, Venâncio reuniu várias amigas que estão acompanhando sua trajetória para participarem do Movimento Mulheres 200, na sede da Associação Engenheiros Agrônomos de Sergipe (Aease), em Aracaju, quando levou sua mensagem de apoio ao parlamentar federal que mais trabalhou por Sergipe nos últimos tempos, o futuro senador André Moura.  

 

Antes e depois de André

“Não é exagero de minha parte: a representação de Sergipe no Congresso Nacional existe antes e depois de André Moura. Tem muita gente criticando ele apenas porque trabalhou demais pelo seu Estado, pela sua gente. André não chegou à liderança da Câmara e do Congresso por acaso: ele tem competência e provou que é um grande líder, viabilizando mais de R$ 1,5 bilhão de recursos para o nosso Estado”, comentou Venâncio.

 

Gratidão

Para o deputado, o apoio a André Moura é um gesto de gratidão do povo sergipano por seu empenho e trabalho no Congresso Nacional. “Vejo muita gente criticando ele (André), mas gostando ou não, há de se reconhecer o grande trabalho dele e os benefícios que proporcionou aos sergipanos em geral”, disse Venâncio, reforçando que a mudança que Sergipe precisa “é com André no Senado e Eduardo Amorim no governo do Estado”.

 

Setor produtivo

Representantes do setor produtivo de Sergipe, geradores de emprego e renda, preencheram o Radisson Hotel, na noite dessa segunda-feira (17), para apresentar propostas voltadas para o Desenvolvimento Econômico  aos candidatos ao governo do Estado e acompanhar um debate entre eles sobre o tema. Todos os candidatos foram convidados e confirmaram presença Belivaldo Chagas, Eduardo Amorim, Valadares Filho e Milton Andrade.

 

Esquecimento

No entanto, assim que o candidato Belivaldo anunciou no fim da tarde que não participaria do evento, Eduardo e Valadares declinaram também. Para centenas de representantes de entidades diversas do setor produtivo, o sentimento foi de esquecimento. 

 

Acese

"Não é à toa que Sergipe vive essa crise aguda na economia. Se um candidato tem a oportunidade de reunir todo o setor produtivo, que gera emprego, gera posto de trabalho, e troca para fazer uma movimentação política de rua, de carreata ou panfletagem, não é à toa  que nosso Estado vive a crise que está", considerou o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese), Marco Aurélio Pinheiro.

 

Milton presente

O evento seguiu com a presença do candidato Milton Andrade e um painel de estudo econômico do analista Marcos Saravalle. O Painel de Desenvolvimento Econômico com os candidatos ao governo é uma realização da Acese, Fecomércio, Faese, Fies, Setransp, Assedis, Sindesp, Fórum Empresarial de Sergipe, Sescap, Sincadise, XP investimentos, Wert, com apoio da CDL,  FCDL e BR27.

 

Abrahão Crispim I

“Plenário Vereador Abrahão Crispim”, este será o nome do Plenário da Câmara Municipal de Aracaju. A cerimônia de implantação do nome será realizada no próximo dia 20 de setembro de 2018, às 11h.

 

Sobre Abrahão Crispim I

Falecido em 10 de fevereiro de 2017, aos 69 anos, ele era natural da cidade serrana de Itabaiana. Abrahão Crispim recebeu o título de cidadão aracajuano em 2015. Embora também tenha concluído o curso de odontologia, ele se consagrou como um dos principais nomes do jornal O SERRANO, – retrato perfeito da Itabaiana da década de setenta e parte de oitenta do século passado.

 

Sobre Abrahão Crispim II 

Abrahão Crispim também foi organizador dos livros Costumes de minha aldeia e outros escritos e Versomania, ambos de seu pai José Crispim de Souza. Como sindicalista, se tornou um nome conhecido na comunidade bancária sergipana, a ponto de, mais tarde, ter exercido um mandato de vereador, não se passando despercebido da imprensa política. O professor também é imortal da academia itabaianense de letras.

 

OAB I

A Ordem dos Advogados do Brasil, em Sergipe, parte em defesa das prerrogativas sempre que violadas. Em ato contra a violência proferida aos advogados Izadora Brito, Antônio Dias e Jan Havlik por integrantes da Guarda Municipal de Aracaju , a OAB/SE veio a público, para desagravar os profissionais, ameaçados em exercício de sua profissão. No momento, foi ressaltada a importância do papel da advocacia e do resguardo dos direitos humanos.

 

OAB II

A violação praticada pelos guardas Jucelino Maia, Fábio de Assis, Larissa Carvalho e Leandro Barbosa contra os desagravados aconteceu na noite do dia 8 de agosto, quando eles trabalhavam a favor do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) em assembleia da mobilização. Enquanto foram averiguar o relato da presença de indivíduos armados na ocasião, receberam da guarda ameaças, insultos e injúria, incluindo aviso de agressão física e de morte.

 

TCE I

O eSocial será tema de workshop oferecido pelo Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE) no próximo dia 21 de setembro. Servidores de prefeituras, câmaras, fundos municipais de saúde e do próprio TCE receberão informações sobre a ferramenta no auditório da Corte de Contas, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30.

 

TCE II

O objetivo do evento é capacitar os órgãos jurisdicionados no uso da ferramenta, informando aos presentes sobre sua legislação, conceitos e características da plataforma. Esse conteúdo será facilitado pelo consultor em eSocial, Adison Ferreira. Em caso de dúvidas, basta contatar a secretaria da Ecojan pelo 3216-4426.

 

Maria do Carmo I

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) é relatora do Projeto de Lei que obriga o Sistema Único de Saúde (SUS) a oferecer centros de assistência integral à pessoa com transtorno do espectro autista. A matéria está em análise na Comissão de Assuntos Sociais (CAS). Esse atendimento ocorre, atualmente, nos Centros de Atenção Psicossocial (Caps). O projeto, porém, indica que essas ações de apoio ocorrerão, preferencialmente, mediante a implementação, em todas unidades da Federação, de centros de assistência integral à pessoa com transtorno do espectro autista.

 

Maria do Carmo II

“Os Caps são importantes, mas entendo que é um avanço a criação de centros especiais para o atendimento a esses pacientes com transtorno de espectro autista”, disse a senadora, observando que a ideia ”é aprimorar a assistência prestada aos pacientes com esse tipo de transtorno para que obtenham efetiva melhora em sua funcionalidade, autonomia e participação social”.

 

Acesso facilitado

Para Maria do Carmo, essa medida facilitará o acesso ao SUS por parte de pacientes com espectro autista e seus familiares, bem como aumentará a qualidade dos serviços prestados a essas pessoas. Além disso, aumentará o número de vagas nos Caps, “os quais passarão a dispor de maior capacidade de acolher pacientes com outras afecções”.

 

Laércio Oliveira I

O governo Temer anunciou que vai enviar ao Congresso um pacote de aumento do PIS/Cofins em diversos segmentos do setor de serviços. Em entrevista ao Diário da Indústria e Comércio (DCI), o deputado federal Laércio Oliveira (PP), vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio (CNC), antecipou já ter conversado sobre alterações tributárias com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Dele disse ter ouvido que não serão pautados projetos que signifiquem aumentos de tributos.

 

Laércio Oliveira II

“Estamos em fase de criação de empregos formais e uma proposta como essa pode impactar drasticamente no setor gerando aumento no valor de serviços, além da demissão de cerca de 2 milhões de trabalhadores”, afirmou o deputado, que coordena a Mobilização Nacional contra o aumento do PIS/Cofins.

 

Niully Campos I

Antes de ser candidata a Deputada Estadual, Niully Campos (PSB) é primeiramente uma defensora das mulheres e de uma política mais justa e moderna. Esse é o espírito que ela vai manter durante seu mandato. Para ela, a participação feminina no poder legislativo significa um olhar voltado às reais necessidades das sergipanas.

 

Niully Campos II

“Ter uma representante na Assembleia sergipana, assim como na política, vai além do cumprimento de uma Lei de cotas. É o resultado da garantia de direitos. Quem melhor para lutar por mais políticas públicas voltadas para a saúde e segurança da mulher do que outra mulher?”, pergunta Niully.

 

Alexsandro Lino

Candidato a deputado estadual, o Capitão da Polícia Militar, Alexsandro Lino está assumindo o compromisso de defender as bandeiras de sua categoria, priorizando projetos voltados para a Segurança Pública, beneficiando não só os agentes, mas a sociedade em geral.

 

Hotel Palace 

A Secretaria de Estado do Turismo e a Empresa Sergipana de Turismo (Setur/ Emsetur), no dever de tranquilizar a sociedade sergipana a respeito da atual situação do Hotel Palace, pois é responsável somente por dois andares do prédio, informa que todas as providências estão sendo tomadas com o intuito de realizar uma intervenção por meio da Seinfra e CEHOP, baseando-se nos laudos da Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros, gerenciados pelo Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE), que expõem sobre a fragilidade na parte estrutural do prédio.

 

Café com Negócios

A capital do agreste volta a inovar para mostrar todo seu potencial econômico e as riquezas de sua terra. Nesta quinta-feira (20) será realizado a 4ª edição do Café com Negócios e na oportunidade será lançado a Programação Oficial da Itabaiana Expo Indústria. Na oportunidade o superintendente do Banco do Nordeste/Sergipe, Antônio César Santana, estará proferindo uma palestra. O evento começa às 7 horas na Praça de Alimentação do Shopping Peixoto, em Itabaiana.

 

Japoatã

O prefeito de Zé Magno, de Japoatã, comemora o sucesso dos desfiles cívicos que aconteceram no município na última semana. Além do oficial, que ocorreu no dia 14 de setembro na Praça Eronildes Carvalho, na sede, a população também pôde prestigiar desfiles que aconteceram nos povoados. O desfile principal envolveu 11 escolas com o tema “A identidade, memória e cultura valorizando nossas raízes”.

 

Maitê em Sergipe

A atriz Maitê Proença vai apresentar seu novo espetáculo ‘Mulher de Bath’, nesta sexta-feira (21), a partir das 20h, no Auditório da UFS, em Itabaiana; e a partir das 21h, do sábado (22), no Teatro Atheneu em Aracaju. As apresentações comemoram os 40 anos de carreira da atriz.

 

Feijoada do GACC

A XI edição da Feijoada com Amor do GACC, a Feiju Show, será realizada a partir das 11h deste sábado (22), na AABB em Aracaju. A festa beneficente vai ser comandada pelos artistas sergipanos Thiago Sol, Fábio Lima, Estação da Luz, Grupo Mania de Ser e da DJ Lôra Pau Ferro. A camisa para curtir a festa está sendo vendida por R$ 40 no GACC. Outras informações através do número (79) 3216-3737.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 




Tópicos Recentes