POLÍTICA

27/09/2018 as 10:08

Senado: Pesquisa IFP acompanha IBOPE com Valadares e André à frente

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

A mais recente pesquisa do INSTITUTO FRANCA (IFP) para as duas vagas de senador da República em Sergipe acompanha o cenário apresentado, recentemente, pelo IBOPE, onde o senador Valadares (PSB) lidera com boa margem e há uma grande disputa pela segunda vaga, com André Moura (PSC), Jackson Barreto (MDB), Heleno Silva (PRB), Rogério Carvalho (PT) e agora o delegado Alessandro Vieira (REDE) disputando a preferência do eleitorado. Devidamente registrado na Justiça Eleitoral sob o número SE-05441/2018, o levantamento ouviu 1500 pessoas, entre os dias 20 e 25 de setembro, em 35 municípios do Estado, com uma margem de erro de 2,5% e um nível de confiança de 95%.

 

Segundo o IFP, o Valadares segue bem a frente dos demais com 19,4%, seguido de André Moura que se consolida em segundo lugar com 15,1%. Jackson Barreto vem depois com 14,3% agora empatado com Heleno Silva. Quem também aparece empatado tecnicamente é Rogério Carvalho com 13,5%, com o delegado Alessandro Vieira com 12,5%. Depois vem Henri Clay (PPL) com 3,5%; Sônia Meire (PSOL) com 2,3%; Reynaldo Nunes (PV) com 1,5%; Adelson Alves (Patriota) com 1,1%; Josimário Mick e Betinho com 0,8% cada; Cadu Silva com 0,6% e Clarckson Messias com 0,2%. 23% votará em branco ou nulo na primeira vaga de senador e 24% fará o mesmo na segunda vaga. 26% não sabem ou não responderam.

 

Em relação a pesquisa IBOPE, citada acima, esta foi registrada sob o número SE-09362/2018, quando ouviu 812 pessoas entre os dias 17 e 19 de setembro, onde o nível de confiança é de 95% e a margem de erro é de 3%. A pesquisa contratada pela TV Sergipe pontuou Valadares com 26%; André Moura com 21%; Jackson Barreto com 18%; Heleno Silva com 15%; Rogério Carvalho com 12%; Alessandro Vieira com 10%; Sônia Meire com 5%; Henri Clay com 4%; Jossimário Mick e Adelson Alves com 2%; Cadu Silva e Reynaldo Nunes com 1%; Clarckson Messias não foi citado. 23% votará em branco ou nulo na primeira vaga de senador e 34% fará o mesmo na segunda vaga. 26% não sabem ou não responderam.

 

Analisando os dois levantamentos, está muito claro faltando 10 dias para a eleição que para não ser reeleito o senador Valadares terá que perder muitos votos em um prazo tão curto, algo muito improvável, tendo em vista que sua candidatura segue em um ritmo bastante estável. André Moura se consolida em segundo lugar nesta reta final de campanha e, segundo os números apresentados, só depende de si, só precisa manter o “ritmo” de trabalho para ser eleito no próximo dia 7. JB e Heleno Silva estão muito próximos e vão precisar de um “algo a mais” neste período decisivo para serem exitosos. Rogério Carvalho e Alessandro Vieira cresceram, consideravelmente, mas não se sabe se haverá tempo suficiente para que esta “reação” se transforme em votos.

 

Na avaliação deste colunista, Valadares desde antes da campanha foi perspicaz quando encontrou o “tempo certo” para incorporar o discurso do “ficha limpa”. No caso de André Moura está claro o reconhecimento de uma parcela do eleitorado por seu trabalho enquanto deputado federal, viabilizando cerca de R$ 1,5 bilhão de recursos para Sergipe, além do tamanho de sua candidatura com o apoio da grande maioria dos prefeitos sergipanos e a gratidão de alguns adversários, como no caso de Edvaldo Nogueira (PCdoB) em Aracaju, que deveria ser o maior “cabo eleitoral” do bloco governista, mas que reconhece publicamente a ajuda decisiva de André para a sua administração.   

 

Se os números do IBOPE e do IFP se consolidarem nas urnas, no próximo dia 7, ratificando a liderança de Valadares e André Moura para o Senado, estará consolidado o final da trajetória política do ex-governador Jackson Barreto que, no meio da campanha, abandonou o companheiro de chapa Rogério Carvalho e apostou em uma espécie de “candidatura independente”, em uma relação de “amor e ódio” com setores do Partido dos Trabalhadores. Não custa lembrar que, muito antes da campanha, ainda a frente do Executivo, JB anunciou sua “aposentadoria” da vida pública ao término daquele mandato. Hoje, como “prêmio”, ele quer ser eleito senador. Em síntese, os números atuais provam que aquele “apelo” pelo “não vote em mim” deve custar “muito caro” a Jackson em 2018...

 

Veja essa!

A pesquisa IFP para o governo do Estado também acompanha o IBOPE sobre a liderança de Valadares Filho (PSB) com 20,4%, seguido de Belivaldo Chagas (PSD) com 18,5% e com Eduardo Amorim (PSDB) bem próximo com 17,7%. Os números mostram que o cenário para o Executivo está completamente indefinido.

 

E essa!

Seguindo os números, Emerson Ferreira (REDE) aparece com 2,7%, seguido de Mendonça Prado (DEM) com 1,6%, Milton Andrade (PMN) e Márcio Souza (PSOL) com 0,9%, Gilvani Santos (PSTU) com 0,4% e Eduardo Cassine (PSL) com 0,3%. 16,9% votam em branco ou nulo e 19,7% estão indecisos.

 

IBOPE

Relembrando o IBOPE, Valadares Filho liderava com 21%; seguido de Belivaldo com 20%; Eduardo Amorim com 17%; 9% de indecisos; 23% de brancos e nulos; Dr. Emerson com 3%; Mendonça Prado com 2%; João Tarantela com 2%; Márcio Souza com 1%; Milton Andrade com 1%; e Gilvani Santos com 1%.

 

Pagamento I

O governo do Estado inicia o pagamento de servidores estaduais no próximo sábado (29), quando recebem integralmente os servidores da Educação do magistério e administrativos lotados em escolas, Segrase, Agrese, Ipesaúde e Sergipeprevidência. 

 

Pagamento II

Também serão pagos nessa data, todos os servidores ativos, aposentados e pensionistas, que recebem até R$ 3 mil, o que corresponde a 70% do funcionalismo público. Servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem acima desse valor receberão na íntegra no dia 12 de outubro.

 

FHS I

Os deputados estaduais irão apreciar, nesta quinta-feira (27), duas emendas de autoria do Poder Executivo ao projeto de lei que dispõe sobre a transformação do Quadro de Pessoal Especial da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS). As alterações serão propostas pelo líder do Governo, deputado estadual Francisco Gualberto (PT), conforme entendimento com representantes das categorias de trabalhadores.

 

FHS II

O objetivo inicial da FHS era prestar, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), serviços de saúde em todos os níveis de assistência hospitalar, inclusive os serviços de atendimento móvel de urgências e, além de poder desenvolver atividades de ensino e pesquisa científica e tecnológica na área de saúde, de acordo com os princípios, as normas e os objetivos constitucionais e legais do SUS.

 

Prazo

Provocado pelos Ministérios Público, Federal e Estadual, o Poder Judiciário decidiu que essa prestação de serviços deveria voltar sob a regência da Administração Direta do Estado de Sergipe, decisão que vai resultar no esvaziamento das atribuições rotineiras da FHS a partir de 31 de março de 2019, com a extinção do Contrato Estatal de Serviços firmados entre os entes.

 

Insegurança

Diante dessa decisão, se estabeleceu um clima de insegurança jurídica entre os empregados da FHS, contratados desde a sua criação, mediante concurso público. Havia o temor dos trabalhadores de, após a extinção do contrato, no próximo ano, todos serem desligados e perderem seus vínculos com a administração pública.

 

Georgeo Passos I

Da tribuna da Alese, na manhã dessa quarta-feira (26), o deputado estadual Georgeo Passos (REDE) explicou que muitos servidores da FHS procuraram os parlamentares para discutirem o teor do projeto em questão e temendo o fim do prazo estimado para março de 2019 quando o contrato da FHS poderá ser extinto. “Ficou para a Alese encontrar uma solução, uma garantia de que essas pessoas não perderão seus empregos”.

 

Georgeo Passos II

“Eles são celetistas e sabem das dificuldades, que não passarão para o regime estatutário. Mas existem duas emendas que estão sendo negociadas entre as categorias e a Secretaria de Estado da Saúde. A ideia era melhorar o texto, ao todo de cinco de emendas, mas foi acordado em duas junto com o jurídico da SES. Há uma preocupação grande, os trabalhadores estão ansiosos, eles querem ao menos uma garantia para não serem surpreendidos”, concluiu Georgeo.

 

Bosco Costa

Chega a informação que na região do Baixo São Francisco, o grupo liderado pelo deputado estadual Vanderbal Marinho (PSC) vai apoiar a candidatura de Bosco Costa (PR) para deputado federal. A “dobradinha” pode se estender por outras regiões.

 

Róbson Viana

O deputado estadual Robson Viana (PSD) protocolou uma indicação na Assembleia Legislativa, que visa a redução de danos psíquicos aos agentes prisionais, oferecendo um serviço exclusivo de saúde mental, através de atendimento de profissionais de psicologia para a categoria, uma vez que os impactos causados pela atividade laborativa desses trabalhadores são inúmeros e podem deixar sequelas para toda a vida. “A ideia é promover a proteção da saúde desse trabalhador, que possui uma profissão de risco e extremamente estressante”, pontuou o parlamentar.

 

Valadares Filho I

O candidato da coligação “Um Novo Governo para Nossa Gente”, Valadares Filho, participou de uma carreata pelo município de Tobias Barreto, ao lado da candidata a vice, a deputada Sílvia Fontes (PDT) e do senador Valadares. O candidato anunciou, se eleito, a qualificação e capacitação de mais de 50 mil sergipanos com cursos profissionalizantes, palestras e oficinas.

 

Valadares Filho II

Como proposta, para as pequenas indústrias o candidato disse que serão ofertados mais de R$ 200 milhões em créditos para os empreendedores poderem trabalhar. “Uma das propostas para a cidade de Tobias Barreto na área de geração de empregos é fortalecer as indústrias de confecções para empregar milhares de pessoas”.

 

Amorim e André

Os candidatos a governador e a senador, Eduardo Amorim e André Moura, respectivamente, estiveram reunidos com o presidente da Federação Sergipana de Futebol (FSF), Milton Dantas, representantes das associações amadoras de futebol e dos clubes da 1ª e 2ª divisão do campeonato sergipano de futebol. No evento foram apresentadas algumas demandas para fortalecer os clubes sergipanos e atrair mais patrocinadores. André Moura destacou que através do seu mandato como deputado federal a Caixa Econômica Federal destinou R$ 1,7 milhão para realizações dos campeonatos de 2017 e 2018.

 

Saneamento Básico I

Apenas 38% dos 5.570 municípios brasileiros investem em políticas públicas de saneamento básico, entre eles está Aracaju, conforme demonstra pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada esta semana. É o que destaca o vereador, Vinícius Porto ao ressaltar que a capital sergipana tem se tornado um exemplo de como o planejamento estratégico faz a diferença na elaboração de ações e execução de projetos na área de saneamento.

 

Saneamento Básico II

Conforme o levantamento do IBGE, enquanto no Sul do país cerca de 63% das cidades afirmam ter aprovado o plano, no Nordeste apenas 18,6% dos municípios possuem leis específicas que tratam do tema. Novamente, Aracaju se destaca entre todas as cidades dos nove estados da região em que tem um Plano de Saneamento, cuja aprovação se deu ainda em 2017, nos primeiros meses de gestão do prefeito Edvaldo Nogueira.

 

Vinícius Porto

“O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira está de parabéns ao tornar o Plano Municipal de Saneamento Básico uma realidade para o povo aracajuano, uma ferramenta fundamental no processo de construção de uma cidade mais moderna, inteligente e com qualidade de vida”, afirma o parlamentar. Vinícius Porto explica que a partir do Plano de Saneamento são elaboradas políticas públicas voltadas para abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza urbana, manejo dos resíduos sólidos, drenagem, limpeza e fiscalização preventiva das redes em todas as localidades da capital.

 

Senac em Glória I

Foi assinado o contrato para a construção de um Centro de Formação Profissional do Senac em Nossa Senhora da Glória. A solenidade ocorreu no terreno onde será construído o prédio, com a presença do presidente do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac, Hugo Lima França, do superintendente da Fecomércio, Maurício Gonçalves, do diretor do Senac Sergipe, Paulo do Eirado, do prefeito de Glória, Chico do Correio, dentre outras autoridades.

 

Senac em Glória II

A nova unidade será composta por térreo mais sete pavimentos superiores que, juntos, totalizam 3.913,66 m² de área construída. A obra será feita pela Alcance Engenharia e Construção e a previsão é que seja concluída em 24 meses.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 




Tópicos Recentes