POLÍTICA

08/10/2018 as 11:23

Campanha do segundo turno começa às 17h de hoje

A propaganda de rádio e TV começa na sexta-feira

Foto: (Reprodução Facebook).<?php echo $paginatitulo ?>

 

O brasileiro ainda vive a ressaca da apuração do primeiro turno e a campanha está prestes a recomeçar. Oficialmente, inicia 24 horas após ou encerramento da apuração: ou seja, a partir das 17h desta segunda-feira (8), os candidatos podem recomeçar a pedir votos. A propaganda de rádio e TV começa na sexta-feira (12).

Serão apenas 20 dias de campanha até o pleito de 28 de setembro, então a velocidade é essencial para que os partidos fechem apoios.

Ainda no domingo (7), caciques do PDT começavam a organizar apoios e alianças para o segundo turno. Já a Executiva Nacional do PSDB se reúne nesta terça-feira (9), em Brasília. O PSTU prometeu anunciar seus apoios para o segundo turno pela quarta-feira (10). Rede e do PV devem fazer o mesmo até sexta-feira (12).

Sem cadeia

Pelo Código Eleitoral, a partir de sábado (13), candidatos em disputa eleitoral não poderão ser detidos ou presos, salvo no caso de flagrante delito. Para os eleitores, a proibição só vale a partir do dia 23.

No dia 25 de outubro, termina o período para propaganda política mediante reuniões públicas ou promoção de comícios e utilização de aparelhagem de sonorização fixa. Também é o prazo final para partidos e coligações indicarem os nomes dos fiscais e delegados que vão monitorar a votação.

Propaganda

No dia 26, termina o prazo para a divulgação da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão, assim como para a divulgação paga, na imprensa escrita, de propaganda eleitoral. É o último dia para debates.

Até a véspera da eleição, no dia 27, será mitida propaganda eleitoral com alto-falantes ou amplificadores de som. Até distribuição de material gráfico e a promoção de caminhada, carreata, passeata ou carro de som que rode divulgando jingles ou mensagens de candidatos pode ocorrer até 22h.

No dia da eleição, a propaganda será proibida. Quem desrespeitar a lei pode ser detido e responder processo por crime eleitoral.


 

 

 

 

Com informações de Destak Jornal.




Tópicos Recentes