POLÍTICA

10/10/2018 as 12:00

'Estou disposto a ir até uma enfermaria para debater o Brasil', diz Haddad

Médicos não permitiram que Bolsonaro volte a fazer campanha de rua e compromissos eleitorais

Foto: (Carla Carniel/Destak).<?php echo $paginatitulo ?>

 

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, reafirmou nesta quarta-feira (10) que quer debater as propostas para o Brasil com o adversário Jair Bolsonaro (PSL) e que está disposto a ir até uma enfermaria se for preciso.

A declaração rebate afirmações do candidato do PSL que sinaliza restrição médica para participar dos debates nas redes de televisão, porque se recupera da cirurgia no intestino, após sofrer atentado com uma faca em setembro, durante atividade de campanha.

"Meu adversário precisa participar dos debates. Eu estou disposto a ir até uma enfermaria se for preciso para debater o Brasil. Ninguém pode ser eleito sem apresentar as suas propostas ao povo", declarou o petista por meio das redes sociais.

Haddad também mencionou que o debate "é o melhor caminho para combater fake news" durante entrevista a veículos estrangeiros, concedida nesta quarta-feira (10) em São Paulo.

Ditadura

O petista também criticou as menções de Bolsonaro a ditadura militar brasileira, ao ser questionado pelos jornalistas internacionais se o comunismo era democrático.

"Meu adversário até hoje defende torturadores. Publicamente. Sabendo que nos porões da ditadura se cometiam estupros contra mulheres, reiteradamente", declarou.


 

 

 

 

 

Com informações de Fabiola Andrade, Destak Jornal.




Tópicos Recentes