POLÍTICA

30/10/2018 as 10:24

Belivaldo fará parceria administrativa com Bolsonaro! JB quer “pegar carona”!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

Superado o 2º turno da eleição do domingo (28), que resultou na vitória esmagadora do governador reeleito Belivaldo Chagas (PSD) e na eleição do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), logo se criou um questionamento nos bastidores da política local sobre as dificuldades que o Estado atravessaria na relação com o governo federal já que o “galeguinho” fez a “casadinha” no voto com o também presidenciável Fernando Haddad (PT). Tanto que o percentual de ambos foi praticamente o mesmo entre o eleitorado sergipano.

 

Em entrevista na TV Sergipe, nessa segunda-feira (29), Belivaldo Chagas confirmou que estava embarcando para Brasília (DF), no início da tarde, onde nesta terça-feira (30) se reúne com a bancada federal para definir as emendas ao Orçamento da União para o exercício de 2019. Questionado pela apresentadora, o chefe do Executivo reafirmou seu voto em Fernando Haddad para a presidência da República, mas deixou bem claro que foi votado, inclusive por eleitores de Bolsonaro, e que vai manter uma relação amistosa com futuro presidente do ponto de vista administrativo.

 

Belivaldo tem a consciência que Sergipe depende muito dos investimentos do governo federal e sua gestão, atualmente, não reúne condições financeiras para sobreviver muito tempo, com os serviços sendo executados com recursos próprios, ou seja: se não chegar a ajuda do presidente da República, obras podem ser paralisadas e as políticas de atenção ao público ficariam comprometidas. Mesmo sendo adversário político de Bolsonaro, o governador acha que “é o momento de ser descer do palanque e voltar ao trabalho”.

 

Não custa lembrar que, diferente do que ocorre atualmente com o deputado federal André Moura (PSC), a partir de fevereiro provavelmente Sergipe não terá mais um “interlocutor direto” para viabilizar recursos e conquistas junto ao governo de Bolsonaro. O governador terá que recorrer a outros parlamentares para ter êxito nesta representação em BSB. E, para isso, vai precisar deixar verdadeiramente a política de lado e pensar exclusivamente nos interesses do Estado, sem “picuinhas”, esquecendo qualquer tipo de divergência.

 

Mas se Belivaldo está determinado a trabalhar por Sergipe, quem parece não ter “aceitado” o resultado da urna eletrônica é Jackson Barreto (MDB). Seu “desabafo” no domingo a noite, tripudiando sobre Valadares Filho, é até compreensível do ponto de vista que seu nome fora citado com excesso pela coligação adversária, mas JB perdeu a razão e talvez queira “ofuscar” o brilho do galeguinho taxando o deputado federal de “vagabundo”. Isso não pega bem na política e, muito menos, quando a agressão parte de um ex-governador aposentado.

 

Em síntese, quem conhece bem Jackson Barreto sente que ele quer “algo a mais” do que tirar um bom descanso após as “férias forçadas”. É como se quisesse permanecer na mídia e buscasse manter-se “vivo” politicamente agora, que não conseguiu se eleger senador da República e está sem mandato. O vídeo de JB chamou “rendeu mais” nas redes sociais do que as entrevistas do governador reeleito. Seria Jackson tentando “roubar a cena” e “pegar carona” na vitória do seu sucessor. Precisa entender que não é mais o governador. Só isso...

 

Veja essa!

No 1º turno a diferença de Belivaldo para Valadares Filho foi de 191.083 votos. Nesse domingo, o galeguinho ampliou a diferença para 308.890 votos. Uma vitória inquestionável do ponto de vista do resultado.

 

E essa!

Já Fernando Haddad ampliou em quase 190 mil votos sua votação no Estado contra pouco mais de 50 mil de Bolsonaro, em relação ao resultado do 1º turno da eleição. Os números provam que a “casadinha” de Haddad com Belivaldo “pegou” em Sergipe.

 

PT x Bolsonaro

Apesar de o governador Belivaldo Chagas buscar uma parceria administrativa com Bolsonaro, o PT de sua vice, Eliane Aquino, e de seu líder na Assembleia Legislativa, deputado Francisco Gualberto (PT), fará oposição dura ao governo federal. Será preciso encontrar um “meio termo” neste entendimento...

 

Não contavam

Apesar da massacrante vitória de reeleição do governador Belivaldo Chagas, muitos de seus apoiadores ficaram um pouco contidos na comemoração. A turma apostava em uma virada de Fernando Haddad que não veio, apesar de excelente votação em Sergipe. A preocupação agora é de ter uma gestão fazendo oposição ao presidente eleito...

 

PT espalhou o terror

Muito da ausência das pessoas na festa de Belivaldo se deve também ao “terror” propagado pelo Partido dos Trabalhadores em Sergipe e no Brasil. Felizmente não temos registros de violência no nosso Estado por conta da eleição do domingo. É hora de descer do palanque e respeitar os resultados...

 

Aracaju I

Olhando os números da capital, Haddad venceu no 2º turno graças aos 70 mil votos que conquistou em relação ao turno anterior. Já Bolsonaro, que havia vencido no início, nesse domingo conquistou mais 20 mil votos, mas não foi o suficiente para manter a dianteira.

 

Aracaju II

Já para o governo, na capital, Belivaldo venceu novamente conquistando mais 60 mil votos em relação ao 1º turno. Já Valadares Filho diminuiu a diferença em Aracaju conquistando quase 70 mil votos a mais do que na eleição de 7 de outubro.

 

Valadares e Aracaju

O futuro político de Valadares Filho ainda é incerto, mas para quem já disputou duas eleições para prefeito de Aracaju, seu nome continua cotado como alternativa para 2020. Nessa eleição para governador, sobretudo no 2º turno, diante de um eleitorado ainda mais exigente, o socialista obteve uma votação expressiva e que não pode ser desconsiderada.

 

Interior fez a diferença

Não há como negar que a expressiva vitória de Belivaldo “ganhou corpo” no interior do Estado. Onde havia disputa entre as lideranças políticas ele venceu e onde os líderes do município se uniram em torno do seu projeto, o galeguinho sobrou...

 

Abstenções

Chamou à atenção deste colunista a quantidade de sergipanos aptos que, infelizmente, não foram votar no 2º turno da eleição. Se 296.770 (18,83%) não votaram no 1º turno, agora este número subiu para 312.355 ausentes (19,81%), um índice bastante expressivo e que merece uma ampla reflexão.

 

Brancos e Nulos

Ao todo foram 34.855 (2,76%) votos em branco e 179.998 (14,24%) anularam o voto nesse domingo. Somando com as abstenções mais de 35% do eleitorado sergipano se eximiu de votar no 2º turno da eleição. É o sentimento de decepção com a classe política que está crescendo a cada pleito...

 

Belivaldo Chagas

Depois de reeleito, o governador afirmou que a Educação será a prioridade do governo de Sergipe não somente a partir de 2019, mas desde já. “Estou viajando para Brasília, com o objetivo de buscar recursos financeiros para melhorar a estrutura de nossas escolas, para permitir a valorização dos trabalhadores da educação. Pretendo garantir o maior valor possível de recursos e emendas para a educação. É preciso buscar também ações conjuntas com o governo Federal e buscar formas de integrar os municípios nesse processo, afinal, nosso país está carente de um projeto voltado para educação”.

 

Edvaldo x Rogério?

Nas rodas políticas muita gente aposta em uma candidatura do senador eleito Rogério Carvalho (PT) para o governo do Estado em 2022. Para este colunista, o “doutor” será candidato a prefeito já em 2020, neste caso contra Edvaldo Nogueira, que tentaria a reeleição.

 

Sem acordo

Na entrevista que concedeu a TV Sergipe, Belivaldo ratificou que não tem compromisso com os políticos que aderiram ao seu projeto no 2º turno. Segundo o governador “eles entenderam que seria melhor para o governo se eu continuasse. Não existe acordo político”. Vamos acompanhar...

 

Forró Caju I

O vereador Elber Batalha (PSB) esteve no Tribunal de Contas de Sergipe (TCE/SE), no gabinete do conselheiro Luiz Augusto Carvalho Ribeiro, para solicitar que o TCE faça o intermédio com a Prefeitura de Aracaju para que efetue o pagamento dos cachês dos artistas sergipanos que se apresentaram no Forró Caju 2018.

 

Forró Caju II

Além de Elber, os vereadores Lucas Aribé (PSB), Cabo Amintas, Emília Corrêa, Kitty Lima e Américo de Deus também fazem parte da comissão composta pelos parlamentares de Aracaju que estão nesta luta junto com os artistas. O Forró Caju foi realizado no mês de junho e até agora nenhum artista sergipano recebeu o cachê por parte da Prefeitura Municipal de Aracaju.

 

Atuação do TCE

Na reunião, a comissão dos vereadores pediu também que o TCE proíba a realização de outras festas na capital, caso o pagamento não seja realizado. “Ao que nos parece, a Prefeitura fez um modelo de edital e não houve um planejamento bem claro de como se faria os pagamentos. Isso criou uma discrepância e revolta dos músicos, porque alguns foram pagos com recursos próprios, outros por edital e por patrocinadores. A CMA está sendo muito cordata”, disse o vereador.

 

Elber Batalha

“Nos unimos porque entendemos que podemos cruzar os braços e viemos pedir o apoio do TCE neste sentido. Nós não queremos inviabilizar o réveillon, que fique claro isso. Essa festa também é de extrema importância para que o nosso famigerado turismo tenha uma movimentação, o que vai gerar emprego e tendo no fim do ano. A grande questão é que a prefeitura não é transparente nas informações. Como fazer uma festa de ainda estão devendo os artistas do São João?”, indagou o vereador.


Lucas Aribé

“Nós, como representantes do povo, viemos em comissão conversar com o conselheiro Carlos Augusto para saber os caminhos devemos buscar para que o município de Aracaju pague o cachê dos artistas que tocaram no Forró Caju”, disse o vereador Lucas Aribé.


Luiz Augusto Ribeiro

Já o conselheiro Luiz Augusto Carvalho Ribeiro indicou alguns caminhos que a comissão dos vereadores poderá recorrer, juntamente com os músicos sergipanos. “O caminho mais ágil e correto é fazer uma representação no TCE. A partir daí, vamos mandar citar o gestor, para que haja uma defesa, e vocês podem entrar com uma medida cautelar para que avaliemos a possibilidade de haver ou não o réveillon até que se pague os artistas do Forró Caju. A Prefeitura precisa seguir uma ordem cronológica de pagamentos, priorizando os artistas que se apresentaram antes”, avaliou.

 

Greve I

Trabalhadores terceirizados da Petrobras estão em greve na sede da Rua Acre, em Aracaju, há duas semanas. A empresa responsável pelo contrato, a Conterp, propôs um reajuste salarial de 3%, que não repõe nem a inflação. Revoltados, os trabalhadores que prestam serviço de manutenção na sede da Rua Acre entraram em greve. No dia seguinte a empresa entrou no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) com um pedido de dissídio e de declaração de abusividade da greve. O julgamento será nesta quarta-feira, 31/10.

 

Greve II

A Conterp é a empresa que está assumindo praticamente toda a operação na Petrobras, com contratos na Sede, no Tecarmo e em Carmópolis, seja nas sondas, nas estações e no campo. Os trabalhadores denunciam que essa empresa assumiu o contrato pagando 30% menos que a anterior. Hoje ela paga em média um salário líquido de R$ 1.200,00. Os trabalhadores decidiram que não vão aceitar ter seus direitos retirados, nem permitir que a empresa tire de seus salários, para lucrar mais.

 

Salários PMA

O prefeito Edvaldo Nogueira anunciou que pagará os salários de todos os servidores nesta quarta-feira, dia 31. O funcionalismo ativo (efetivos e comissionados) e os aposentados e pensionistas receberão os salários do mês de outubro no decorrer desta quarta-feira.

Salários Estado

O governo do Estado inicia o pagamento de servidores estaduais referente ao salário do mês de outubro também na quarta-feira, quando recebem integralmente os servidores da Educação, o magistério e administrativos lotados em escolas, Segrase, Agrese, Ipesaúde e Sergipeprevidência. Também serão pagos nessa data, todos os servidores ativos, aposentados e pensionistas, que recebem até R$ 3 mil, o que corresponde a 70% do funcionalismo público. Todos os demais servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem acima desse valor (R$ 3 mil), receberão na íntegra no dia 10.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com




Tópicos Recentes