POLÍTICA

09/11/2018 as 14:25

Dr. Rey vai à casa de Bolsonaro e pede para ser ministro da Saúde

Cirurgião plástico e apresentador de TV diz que país precisa de um sistema de saúde mais americano

Foto: (Reprodução).<?php echo $paginatitulo ?>

 

Roberto Miguel Rey Júnior, mais conhecido como Dr. Rey, tentou visitar na manhã desta sexta-feira (9) o presidente eleito, Jair Bolsonaro, em seu condomínio na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. O cirurgião plástico e apresentador de TV afirmou que gostaria de ser o ministro da Saúde do novo governo e apontou sua fama nos Estados Unidos como um ponto positivo para Bolsonaro.

"Seria legal por parte do governo ter uma pessoa conhecida lá fora, que sempre foi embaixador do Brasil. Pra trazer para o Brasil um sistema de saúde mais americano, porque nosso sistema de saúde é terrível. É um crime contra a humanidade", afirmou aos jornalistas na portaria do condomínio.

Conhecido como cirurgião das estrelas, Dr. Rey mora fora do Brasil há décadas e apresentou programas de TV nos EUA e no Brasil. Na televisão americana, foi um dos protagonistas do Dr. 90210, reality show de sucesso que depois foi exibido no Brasil pela RedeTV! com o nome de Dr. Hollywood. O cirurgião plástico ainda teve outros programas no canal brasileiro.

O apresentador disse que pode contribuir para o governo Bolsonaro ser respeitado no exterior. "O Brasil é muito isolado. Vamos criar um governo internacional, nós não falamos ingrês, mas inglês. O mundo já está respeitando o Brasil. Chegou a hora de sermos uma nação respeitada, com uma saúde de primeiro mundo", disse Dr. Rey.

Ele chegou à casa de Bolsonaro em táxi de uma cooperativa de Duque de Caxias, município da Baixada Fluminense. Na entrada parou para conversar com a imprensa. "Eu represento vocês, fui criado pela mídia", afirmou.

Famoso por sua visão conservadora, Dr. Rey chegou a lançar sua pré-candidatura à presidência pelo PEN (Partido Ecológico Nacional). Mas a ideia não foi para frente. Desde então, anunciou apoio a Bolsonaro.

A assesssoria de imprensa informou que o presidente eleito não conseguiu receber Dr. Rey porque no momento estava recebendo o embaixador da Alemanha no Brasil, Georg Witschel.


 

 

 

 

Com informações de Destak Jornal.




Tópicos Recentes