POLÍTICA

20/11/2018 as 10:05

Belivaldo errou em não encontrar Bolsonaro! Sergipe é “maior” que o palanque!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

É inegável a força da “esquerda” brasileira na Região Nordeste. Os resultados nesses Estados, na mais recente eleição, provaram o potencial do Partido dos Trabalhadores e de outras legendas próximas, reafirmou a influência no eleitorado e deixou claro que existe um “foco de resistência” ao governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Como também não se pode negar a expressiva reeleição do governador Belivaldo Chagas (PSD) em Sergipe, com mais de 300 mil votos de diferença para o seu principal adversário.

 

Só que esse tal “foco de resistência” não é uma “exceção” que deva virar “regra”. Foi o sentimento da maioria do eleitorado da região Nordeste, manifestado nas urnas, mas é preciso respeitar também aquela parcela que acompanhou o voto em Jair Bolsonaro e, principalmente, reconhecer que a vitória incontestável do presidenciável no País como um todo. Isso é democracia! Os nordestinos têm sim o seu valor, mas, quem diria, desta vez não é o “sulista” quem quer se dividir do País, mas uma parte do Nordeste, que ainda não digeriu o resultado. 

 

E muito disso se deve a vários setores da imprensa, a artistas e formadores de opinião. Propagaram o “terror” no País, dividiram as regiões, inflamaram as discussões, atingiram as famílias brasileiras, desestruturaram amizades sólidas. Há ainda quem insista em não propagar a paz, há ainda quem mantenha essa discussão política “viva”, como se estivéssemos vivendo um “3º turno” da eleição presidencial. Esse “ranço” é ruim para a economia brasileira, não ajuda o novo governo, prejudica a cadeia produtiva, não gera emprego e renda e não contempla a quem mais precisa.

 

Na quarta-feira (14), o presidente eleito se reuniu com os governadores brasileiros, eleitos e reeleitos, e a grande região Nordeste foi “representada” pelo chefe do Executivo do Piauí, Wellington Dias (PT), que estava no encontro em nome do Fórum de Governadores da Região. Belivaldo Chagas não se fez presente. Seguiu uma “unidade ideológica”, que agrada o eleitorado de esquerda, mas que pode ser prejudicial para o Estado de uma forma geral. O “galeguinho”, assim como os demais, precisa entender que “Sergipe” é muito maior que o palanque!

 

Na avaliação deste colunista foi um erro do governador sua ausência no encontro com o presidente. Um gesto nada democrático, diga-se de passagem. Até porque ele foi reeleito para defender os interesses de um partido ou de um agrupamento, mas de todos os sergipanos. Essa “rusga” de políticos do Nordeste com Bolsonaro é uma tentativa de pressioná-lo a ceder em pautas para a região. É optar pela “barganha” ao “diálogo”! Com algumas ressalvas é algo que o Congresso já vem tentando fazer. É bom Belivaldo e os demais refletirem. A eleição acabou, o encontro em BSB fazia parte da “regra do jogo” e Sergipe não suporta quatro anos de “exceção”...

 

Veja essa!

Durante solenidade na tarde de terça-feira (13), onde recebeu o Título de Cidadão Sergipano, o governador em exercício da Bahia, João Felipe de Souza Leão, chegou a anunciar na solenidade que, no dia seguinte, ele e Belivaldo teriam um “encontro difícil” com o Capitão (Bolsonaro). Estranhamente os dois desistiram do encontro agendado para BSB.

 

E essa!

Não custa lembrar que, a partir do próximo ano, Sergipe não terá em BSB um líder do Congresso Nacional como tem sido o deputado federal André Moura (PSC), que viabilizou mais de R$ 1,5 bilhão em recursos para o Estado, abrindo portas de Ministérios e órgãos federais para prefeitos, deputados, vereadores e até para o governador de plantão.

 

Exclusiva!

Uma fonte do MDB revelou que está acompanhando as discussões em torno do futuro do Partido em Sergipe e pontuou que as movimentações em torno de Fábio Reis e Marcos Franco não passam de uma estratégia para mudar o comando da legenda. “É tudo combinado! Um diz que o outro é um bom nome e vice-versa”.

 

Sem diálogo

A mesma fonte revela que todas as discussões em torno do MDB estão ocorrendo apenas dentre os irmãos Fábio e Sérgio Reis e Marcos Franco. “Nenhum dos deputados estaduais do partido foram procurados ou estão sabendo de nada! Estão apenas conversando entre eles”.

 

JB deve ficar

Ainda sobre o MDB, a fonte revelou que o ex-governador Jackson Barreto deve continuar na legenda e que, mesmo com algumas divergências, não terá interferência da Executiva Nacional. “Nada foi feito às escondidas. O clima é ruim, sim, mas cada Estado tem sua realidade e isso sempre é respeitado. Vamos aguardar”.

 

Frei Paulo

Em conversa com este colunista, o prefeito de Frei Paulo, Anderson de Zé das Canas (MDB), disse que deve disputar a reeleição em 2020 e já definiu o adversário: quer enfrentar o ex-prefeito Zé Arinaldo. A disputa no município promete ser das mais acirradas...

 

São Domingos

O Ministério Público Eleitoral pediu, por meio de ação por improbidade administrativa, o afastamento do Prefeito de São Domingos, Pedro da Silva (Pedrinho do PT), além dos Secretários Municipais de Saúde e de Ação Social, Joana Maria da Silva e Altran Paixão de Macedo, respectivamente. Além do afastamento, a ação determina a devolução de quase R$ 352 mil aos cofres públicos por contratar sem licitação a ADECON, empresa prestadora de serviços

 

Sempre ADECON

Meses atrás este colunista já havia feito uma série de denúncias relacionadas a essa empresa ADECON que sempre foi muito parceira das gestões do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) em Aracaju. Hoje quem tem contrato com a PMA é a empresa ACL (do Grupo ADECON), que venceu uma licitação de R$ 6,6 milhões para a manutenção dos postos de Saúde da capital.

 

E Aracaju, MPE?

O estranho é que o MPE “apertou” o prefeito da pequena cidade de São Domingos, mas os promotores parecem não dar a mesma atenção para a capital. Essa mesma empresa ACL (do Grupo ADECON) retomou a “parceria” com a gestão de Edvaldo no início de 2017, através de um contrato emergencial. Logo depois foi feita a licitação de R$ 7 milhões e a empresa venceu com o preço de R$ 6,6 milhões, numa concorrência que só ela e outra empresa tiveram interesse de concorrer, mesmo em tempos de crise...

 

Bomba!

Essa é para fazer muita gente “balançar”: uma fonte bem avisada do Poder Judiciário informa que duas candidaturas eleitas em 2018 podem ter problemas sérios em breve por conta de abusos eleitorais, supostamente cometidos. Trata-se de um deputado estadual e um deputado federal.

 

Documentos encontrados

A mesma fonte do Judiciário explica que “documentos” foram encontrados no interior do Estado e já encaminhados para a Justiça Eleitoral. Este colunista não conhece o “teor”, mas a informação é que as provas atingem diretamente essas duas candidaturas e podem “respingar” ainda em mais gente. Haja lexotan...

 

Alô Euza Missano!

A promotora Euza Missano, uma referência no Ministério Público sergipano, precisa ficar atenta para as condições do comércio de produtos de origem animal – carnes, peixes, frangos e laticínios – que continua de forma inadequada, nas feiras livres e no mercado em Aracaju. Euza sempre se destacou na defesa dos direitos do consumidor e não pode deixar passar batido esta falha e a “farra dos fiscais” nestes ambientes...

 

Paulo Márcio

Em nota, a Diretoria da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Sergipe (Adepol) repudia a instauração de procedimento administrativo disciplinar contra o Delegado de Polícia Dr. Paulo Márcio Ramos Cruz, amparado em ofício do Secretário de Segurança Pública de Sergipe dirigido à Delegacia Geral de Polícia Civil.

 

Plantões

No mês passado, o Jornal da Cidade publicou matéria sobre possíveis irregularidades no pagamento da retribuição por plantões eventuais. A partir de então, o Dr. Paulo Márcio passou a cobrar publicamente a apuração das denúncias, bem como trouxe à tona fatos novos, indicativos de ilicitudes perpetradas nos âmbitos da Secretaria de Segurança e da Polícia Civil.

 

Adepol I

“Até o momento, a sociedade sergipana não foi informada do resultado de eventual apuração das denúncias trazidas a público. Por outro lado, já se encontra tramitando na Corregedoria de Polícia Civil procedimento administrativo disciplinar para apurar a suposta responsabilidade funcional do Delegado, em razão das suas manifestações críticas aos gestores das pastas”, denuncia a Adepol.

 

Adepol II

“A Diretoria da Adepol está convicta de que o Dr. Paulo Márcio se manteve na senda constitucional da liberdade de pensamento e de expressão em todas as suas manifestações, não tendo praticado nenhum ato atentatório ao ordenamento disciplinar da instituição.Nossa assessoria jurídica já foi acionada e se valerá de todos os instrumentos legais para reverter esse cenário de preocupante injustiça que se inaugurou”, completa a nota, assegurando que ficará “vigilante” acerca das denúncias repercutidas pelo delegado.

 

Emília Corrêa I

Projeto de Lei de autoria da vereadora Emília Corrêa (Patriota) proíbe a exigência de valor mínimo para compras pagas com cartão de crédito nos estabelecimentos comerciais em Aracaju. “Como justificativa para a proposta, colocamos que muitas vezes os consumidores são obrigados a adquirir produtos extras para alcançar o montante mínimo. Alguns comércios chegam inclusive a estabelecer um valor e essa prática mesmo que costumeira é ilegal”, explicou.

 

Emília Corrêa II

A parlamentar ressaltou ainda, que o descumprimento da lei permite a aplicação de penalidades de forma gradativa, como multas e até suspensão do Alvará de Funcionamento do estabelecimento. “Os consumidores não precisam comprar outras mercadorias para atingir um determinado valor e poder adquiri os produtos desejados com cartão de crédito. Se o estabelecimento oferece a forma de pagamento, não pode impor condições para o que cliente utilize”, concluiu autora.

 

Kitty Lima I

Os recentes casos de pessoas que contraíram calazar em Sergipe tem chamado a atenção da vereadora Kitty Lima (Rede) que, preocupada com a disseminação de informações equivocadas quanto à transmissão da doença, fez um discurso esclarecedor no plenário da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) a fim de desmistificar a cultura popular que atribui aos cães a culpa pela proliferação desse mal. 

 

Kitty Lima II

Kitty se mostrou bastante preocupada com a forma como o assunto está sendo exposto nas mídias, colocando o animal como culpado pela proliferação do calazar e, consequentemente, pelas mortes de quem contraiu a doença. “O animal é tão vítima quanto nós humanos e que na verdade quem transmite essa doença é o mosquito Palha, que cresce em número devido à falta de saneamento básico, limpeza urbana e de políticas públicas que envolvam também a castração e controle populacional de animais”.

 

Selo Unicef I

Representantes dos 46 municípios sergipanos inscritos no Selo UNICEF – Edição 2017-2020 estarão reunidos com equipes do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e os parceiros do Centro Dom José Brandão de Castro (CDJBC) nesta terça (20) e quarta-feira (21). Neste 3º Ciclo de Capacitação, os temas abordados são educação, saúde e protagonismo dos adolescentes.

 

Selo Unicef II

O encontro acontece das 08h30 às 16h30, na Faculdade São Luís de França, localizada na Rua Laranjeiras, 838, Bairro Getúlio Vargas, em Aracaju. Para a imprensa, o convite é mais cedo: a partir das 7h30, para um bate papo sobre o evento. Neste ciclo, os secretários municipais de educação estarão presentes, além do articulador do Selo UNICEF e do mobilizador de adolescentes.

 

Selo Unicef III

Os municípios inscritos no Selo UNICEF comprometem-se a, em quatro anos, implementar políticas públicas para redução das desigualdades e garantir os direitos das crianças e dos adolescentes previstos na Convenção sobre os Direitos da Criança e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Pela metodologia da iniciativa, as cidades passam a ser monitoradas a partir de 11 indicadores, a exemplo abandono escolar, distorção idade e ano escolar e cobertura vacinal, e precisam evoluir em pelo menos sete. Aqueles que obtiverem os melhores resultados, até 2020, serão certificados.

 

Corcunda de Notre Dame

Acontece aos sábados, sempre a partir das 16 horas, no Museu da Gente Sergipana, a apresentação do musical “O Corcunda de Notre Dame”, que fica em cartaz até o próximo dia 8. Os ingressos são adquiridos por R$ 20 e a meia-entrada custa R$ 10. É preciso valorizar e prestigiar a nossa Cultura.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 

 

 




Tópicos Recentes