POLÍTICA

27/11/2018 as 08:30

Desarrumada e dispersa, oposição poderá reeleger “feijão com arroz” de Edvaldo!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

Com quase dois anos de mandato, o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) está longe de transformar a nossa Aracaju na “capital da qualidade de vida”, conforme fora prometido durante a campanha eleitoral de 2016. A cidade segue com os mesmos problemas estruturais, muitos ampliados na gestão do ex-prefeito João Alves Filho (DEM) e outros que se “arrastam” desde a gestão anterior do comunista e do saudoso Marcelo Déda (in memoriam). A gestão foi para o “segundo plano” em 2018 por conta do processo eleitoral, pois se tratava de uma disputa estadual.

 

Edvaldo não faz uma gestão exitosa e a população lhe deu duras respostas nas urnas em outubro passado, quando seus “candidatos” a senador da República, por exemplo, Jackson Barreto (MDB) e André Moura (PSC) – não necessariamente nesta ordem – obtiveram resultados “pífios” na capital. Cada um recebeu cerca de 30 mil votos, deixando claro que o gestor não teve lá aquele “empenho” com quem lhe ajudou. Graças ao “dedo” de JB e de “outros fatores” que Nogueira venceu o segundo turno da eleição há dois anos.

 

Não fosse a intervenção de André Moura junto ao governo federal, enquanto líder do Congresso Nacional, viabilizando um volume grande de recursos públicos, Edvaldo praticamente não teria gerido a PMA nesses dois anos. O “carro-chefe” da gestão atual da Prefeitura ainda é pagar os salários em dia! Isso é algo a ser exaltado sim, nos temos atuais de dificuldades na administração pública, mas não passa de uma obrigação constitucional, um direito previsto na lei e que preserva o funcionalismo que, diga-se de passagem, está há dois anos sem reajustes, sem sequer a correção inflacionária.

 

Poderia se dizer que a gestão de Edvaldo seria apenas “midiática”, mas nem nisso ela avança. É uma administração que não tem “identidade”, que não “empolga”, sem uma “marca”. A saúde continua sendo um problema, o transporte público e todo o sistema não mudam, a cidade segue com pouca mobilidade e nem os artistas que se apresentaram no Forró Caju receberam seus cachês até agora! O prefeito não dialoga com sindicatos, ou melhor, até conversa, mas enrola, não avança. Nem a “celeuma” do lixo está resolvida ainda. Melhor nem falar da polêmica do IPTU...

 

Mas mesmo com uma gestão “feijão com arroz”, Edvaldo Nogueira segue sem ser muito incomodado por seus adversários. Tem em seu favor uma Câmara Municipal omissa, que pouco representa a população de Aracaju e não faz jus à renovação que lhe foi imposta em 2016. São vereadores que, em troca de espaços na gestão, silenciam e exigem pouco do prefeito. No máximo é um reparo em um bairro aqui, um evento naquela comunidade ali e nada que favoreça a comunidade como um todo! Mas a oposição também tem “culpa no cartório”!

 

Desarrumados e dispersos, os adversários da atual gestão na PMA não sinalizam para nada, não pressionam a gestão por resultados efetivos. Após a eleição estadual ficaram ainda mais divididos, os discursos não se alinham e se não mudar o perfil e a forma de atuação, se não constituir uma liderança real e propositiva, a oposição será a grande responsável por “mais do mesmo”, pela reeleição de Edvaldo Nogueira em 2020. A eleição desse ano provou que só discurso não resolve. Pobre Aracaju, um “presente de cidade”, que olha para o “futuro” e sente saudade do “passado”...

 

Veja essa!

Ainda dentro do resultado da eleição estadual, não há como negar que petistas como Rogério Carvalho e a própria vice-prefeita e candidata a vice-governadora Eliane Aquino “intimou” Edvaldo Nogueira a se empenhar mais na campanha de reeleição do governador Belivaldo Chagas (PSD).

 

E essa!

Edvaldo é um prefeito de capital que não conseguiu eleger nenhum deputado federal e nenhum deputado estadual e o pior: o PCdoB sequer atingiu a cláusula de barreira, ficou sem fundo partidário e, a depender do resultado da legenda, em 2020, sua existência será cada vez menos viável.

 

Falando nele

Repercutiu muito mais uma publicação da coluna sobre a parceria das gestões de Edvaldo Nogueira com a empresa ADECON e, mais recentemente, a empresa ACL (do Grupo ADECON), que venceu uma licitação de R$ 6,6 milhões para a manutenção dos postos de Saúde da capital.

 

Sempre ADECON

Não é de agora que este colunista tem cobrado uma posição do Ministério Público Estadual que parece ter “dois pesos e duas medidas” quando se trata desta empresa. O prefeito de um município pequeno recentemente a contratou sem licitação e logo teve seu afastamento pedido pelos promotores. Algo “emblemático” ocorre quando a PMA entra no jogo...

 

E Aracaju, MPE?

A empresa ACL (do Grupo ADECON) retomou a “parceria” com a gestão de Edvaldo no início de 2017, através de um contrato emergencial. Logo depois foi feita a licitação de R$ 7 milhões e a empresa venceu com o preço de R$ 6,6 milhões, numa concorrência que só ela e outra empresa tiveram interesse de concorrer. Mas a Prefeitura de Aracaju parece não despertar interesse na turma do MPE...

 

Valmir solto I

Após uma decisão do desembargador Diógenes Barreto, substituindo a prisão preventiva por medidas cautelares, o prefeito afastado de Itabaiana, Valmir dos Santos Costa (PR), o “Valmir de Francisquinho”, e outros assessores ganharam liberdade na tarde dessa quinta-feira (22) e, em seguida, foram recebidos com festa por correligionários já no município serrano.

 

Valmir solto II

 O prefeito continua afastado de suas funções e está proibido de ter acesso às dependências dos órgãos públicos, da administração direta e indireta do município e também do matadouro. Mas se ficou em uma situação ruim, como gestor, Valmir provou que politicamente ainda segue bem e conta com uma militância forte ao seu lado.

 

Relembre

Valmir havia sido preso no último dia 7 durante a Operação “Abate Final”, deflagrada pela Polícia Civil, acusado de envolvimento em suposto esquema fraudulento, que teria gerado prejuízos na ordem de R$ 2 milhões anuais à Prefeitura de Itabaiana em decorrência de cobrança irregular de taxa para abate de animais no matadouro do município.

 

TCE

O Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE) aprovou no Pleno a realização de auditoria nos municípios sergipanos onde funcionam matadouros públicos. A propositura teve como autor o conselheiro-presidente Ulices Andrade, que a contextualizou citando as irregularidades constatadas pelo Ministério Público do Estado (MPE) nos municípios de Itabaiana e Lagarto, conforme tem sido amplamente repercutido pela imprensa local.

 

Ulices Andrade

Segundo ficou decidido pelo colegiado, a auditoria será feita pela Diretoria de Controle Externo de Obras e Serviços (Dceos). “É um assunto que está em evidência e o Tribunal também vai fazer sua parte; essa auditoria ocorrerá em todos os municípios que têm matadouro e cobram taxas para o abate de animais”, afirmou o conselheiro Ulices Andrade. 

 

Todos favoráveis

A ação teve o apoio dos demais membros do colegiado, na sessão composto ainda pelos conselheiros Carlos Alberto, Carlos Pinna, Clóvis Barbosa, Luiz Augusto Ribeiro, Susana Azevedo e Angélica Guimarães. Também favorável à iniciativa, o procurador-geral do Ministério Público de Contas, João Augusto Bandeira de Mello, enfatizou aspectos que deverão ser trabalhados na auditoria.

 

Bandeira de Mello

“É muito relevante verificar exatamente como está se procedendo o mecanismo de arrecadação do tributo, ver não só o destino do recurso, mas como ele é arrecadado, se está indo para conta do município, se há controle sobre esse valor, se as taxas cumprem o devido rito legal”, exemplificou.

 

Bomba!

O diretor de um órgão do Estado, ligado ao segmento de obras públicas, em sintonia com um secretário bastante atuante no período eleitoral de 2018, tem visitado o Palácio de Despachos com frequência, em busca de uma promoção pessoal, de olho no novo governo. Só que ele sempre sai de lá triste e desolado. Pelo visto o “pescoço grosso” conhece muito bem aqueles que estão sob o seu controle...

 

Alô galeguinho!

Um servidor concursado da Fundação Hospitalar de Saúde, que prefere não se identificar para não sofrer represálias, chama a atenção do governador para supostos “apadrinhamentos” que acontecem na FHS, inclusive “fantasmas” que conseguem uma série de benefícios para elevarem suas rendas, em detrimento de muitos outros, que se dizem intimidados. O desejo é “por uma mudança geral dentro da Fundação”...   

 

MPF

Falando na FHS, o Ministério Público Federal requereu à Justiça Federal que intime, pela última vez, o Estado de Sergipe a prestar informações sobre a gestão da saúde. Desde agosto, o MPF tenta, sem sucesso, que a Secretaria Estadual de Saúde (SES), além de apresentar cronograma detalhado sobre o cumprimento do acordo firmado na Justiça sobre o caso da Fundação Hospitalar, faça outros esclarecimentos.

 

Transparência I

O MPF quer que o estado demonstre se o mínimo constitucional está sendo aplicado em ações e serviços de saúde, bem como esclareça a noticiada falta de pagamento de aluguel e de energia do prédio sede da SES.  Também pede as razões do não cumprimento de glosa, recomendada pelo Tribunal de Contas do Estado, que a SES/FHS deve realizar em contrato com a prestadora de serviços Multiserv.

 

Transparência II

Por fim, questiona a dispensa de licitação para contratação de empresa especializada em fornecer mão de obra, em valor superior a R$ 17 milhões, e a nomeação de sócio administrador de pessoa jurídica para cargo comissionado na FHS. A respeito, o MPF pede que a SES apresente todas as nomeações, e devidas justificativas, realizadas desde maio desse ano.

 

Ramiro Rockenbach

“É importante ressaltar que o próprio dever de transparência impõe que o estado de Sergipe preste essas informações a qualquer cidadão ou cidadã, ainda mais ao MPF e à Justiça Federal, em virtude de suas atribuições e, em especial, devido ao pacto judicial firmado nos autos”, enfatiza o procurador regional dos direitos do cidadão, Ramiro Rockenbach.

 

Pedidos I

O Ministério Público Federal pede que o secretário de Estado da Saúde seja intimado pessoalmente para que, no prazo improrrogável de 15 dias, preste todas as informações. Caso contrário, o MPF requer seja reconhecido o descumprimento dos pactos firmados perante a Justiça Federal, determinando-se a sua execução compulsória, bem como o deferimento dos pedidos realizados na ação civil pública.

 

Pedidos II

Dentre os requerimentos da ação, está o de que a União atue direta e continuamente, ao menos nos próximos 12 meses, prestando apoio técnico e financeiro ao estado de Sergipe para que o ente estadual reassuma a prestação, a operacionalização da gestão e a execução das ações e serviços de saúde em todos os níveis, especialmente no que se refere aos repasses, sob todas as formas, dos recursos federais, com a consequente não renovação do contrato firmado com a Fundação Hospitalar de Saúde.

 

Alô Euza Missano!

Pelo visto a promotora Euza Missano, uma referência no Ministério Público sergipano, não ouviu o apelo deste colunista sobre as condições do comércio de produtos de origem animal – carnes, peixes, frangos e laticínios – que continua de forma inadequada, nas feiras livres e no mercado em Aracaju. Não há qualquer tipo de fiscalização nestes ambientes. Lamentável...

 

Falando nas feiras

Ainda na linha de “tudo pode” na PMA, chama a atenção que prefeitos de Itabaiana e Lagarto estão passando por dificuldades por conta de supostas irregularidades nas cobranças executadas nos respectivos matadouros municipais. Em Aracaju ninguém sabe quanto a Prefeitura arrecada com o uso do espaço público e o que é feito com esse dinheiro.

 

LOA 2019

A Proposta de Lei Orçamentária Anual (LOA) para o Exercício de 2019, estimando a Receita e fixando a Despesa, de autoria do Governo do Estado, foi aprovada em 1ª discussão, por unanimidade, pelos deputados estaduais, na Assembleia Legislativa. O projeto ainda será apreciado em duas discussões até o final do ano, antes do recesso parlamentar.

 

R$ 9,9 bilhões

A previsão de Receita Total é de R$ 9,9 bilhões, sendo R$ 9,8 do Orçamento Fiscal e da Seguridade Social e R$ 64 milhões do Orçamento de Investimento das Empresas, deduzidos os valores das transferências constitucionais aos municípios e os recursos para a formação do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação).

 

Abono especial I

Os deputados também aprovaram, por maioria, o PL do Poder Executivo que concede abono especial, de caráter indenizatório e transitório, aos servidores públicos, ativos e inativos, civis ou militares, aos empregados públicos da Administração Pública Estadual e aos pensionistas pagos pelo Tesouro do Estado ou pelo Sergipeprevidência. Ana Lula (PT), Georgeo Passos (PPS), Gilmar Carvalho (PSC) e Maria Mendonça (PSDB) votaram contrários.

 

Abono especial II

O Abono Especial tem sido a forma que o Governo do Estado encontrou para pagar a Gratificação Natalina (13º salário) do exercício de 2018 a todos os servidores que têm direito a percebê-la no mês de dezembro próximo. O abono especial tem o percentual de até 12,42% incidente sobre o valor líquido da parcela residual da gratificação natalina.

 

Georgeo Passos

Segundo o deputado estadual Georgeo Passos pelo terceiro ano consecutivo o governo do Estado adota a prática desse abono. “É uma fórmula mágica que o Executivo encontrou e parece que os servidores estão ganhando alguma coisa. É algo que onera a folha para quem tinha a determinação legal de pagar o 13º salário até o final do ano. O Estado vai fechar 2018 com um aumento na arrecadação do ICMS de R$ 150 milhões a mais se comparando com 2017. No caso do FPE esse crescimento será da ordem de R$ 75 milhões”.

 

Francisco Gualberto

O líder do governo negou que exista qualquer parcelamento do 13º salário. “Esse projeto visa dar garantias para que todos os servidores tenham acesso a 50% do 13º. Basta ir ao Banese e requerer 100% do valor total. Estamos autorizando um abono para que o servidor resgate aquilo que lhe é de direito. Não existe parcelamento algum”.

 

Caixa-preta da SMS?

Algo estranho acontece nos galpões da Secretaria Municipal de Saúde de Aracaju, na Coroa do Meio, após o Shopping Riomar. A informação é que, apesar de ser um prédio público, a população tem o acesso restrito, ou melhor, não existe acesso. Que trabalho tão importante e relevante é desenvolvido por lá que a SMS faz esse “mistério” todo?

 

Certificado

O Sergipeprevidência foi agraciado com o certificado do Pró-Gestão do Instituto de Certificação de Qualidade Brasil (ICQ-BRASIL), que é credenciada a avaliar e auditar os Regimes Próprios de Previdências Sociais (RPPS) no país. Sergipe é o terceiro Estado da Federação a receber este título, concedido até agora ao Rio de Janeiro e Alagoas.

 

Modernização da Gestão

O Pró-gestão é o Programa de Certificação Institucional e Modernização da Gestão dos Regimes Próprios de Previdência Social da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios e tem como principal objetivo potencializar as ações dos RPPS, estabelecendo parâmetros a serem seguidos.

 

Reconhecimento

Para receber o título, a instituição deve está em conformidade com os três pilares do Programa: Controles Internos, Governança Corporativa e Educação Previdenciária. “A certificação do Pró-gestão para o Sergipeprevidência significa o reconhecimento de um modelo administrativo que está sendo desenvolvido e melhorado com preceitos estabelecidos por uma boa gestão que visa à qualidade da execução dos serviços”, disse Uirã Alcides Gomes Rosa, auditor do ICQ Brasil.

 

José Roberto de Lima

De acordo com o Diretor-Presidente do Instituto, José Roberto de Lima, o certificado é, antes de tudo, um reconhecimento da excelência do Sergipeprevidência enquanto gestor de RPPS. “A partir desta certificação teremos a responsabilidade de manter um padrão de excelência na nossa gestão”, declarou, ressaltando que o objetivo agora é atingir o nível máximo do Pró-Gestão em 2019.

 

SMTT

Em artigo publicado em suas redes sociais, o engenheiro especialista em Engenharia de Tráfego e Superintendente da SMTT, de 2013 a 2016, Nelson Felipe, vê ineficiência da gestão atual que anuncia uma economia de R$ 4 milhões nos últimos dois anos.

 

Nelson Felipe I

“Os únicos projetos (pequenos) ainda foram deixados pela gestão anterior e, ainda assim não foram capazes de realizar os grandes projetos, a não ser uma inversão de tráfego ali, uma alteração de sentido de rua acolá, mas melhoria de fato em problemas crônicos da cidade como nós realizamos, até o momento nada”, contesta no artigo.

 

Nelson Felipe II

Em seguida, Nelson Felipe lembra que o prefeito Edvaldo Nogueira e seus assessores estão realizando a revitalização dos semáforos da cidade, cerca de 120 equipamentos novos. “Mas ninguém falou que esse processo foi licitado na nossa administração, assim como as motocicletas novas, modelo trail, utilizadas pelos agentes de trânsito”.

 

Economia

“Sobre os gastos com diárias é muito fácil a explicação: enquanto o prefeito anterior reconhecia que não era especialista na área e determinava que seus técnicos fossem buscar o que havia de melhor no país, o atual, viaja sozinho e acha-se na condição de entender até de engenharia de tráfego”, pontuou o ex-superintendente.

 

Dívida da SMTT

Já os valores deixados pela gestão anterior para serem pagos, em torno de R$ 6 milhões, Nelson disse que “é bom também se falar que recebemos em 2013 a SMTT com uma dívida de R$ 16 milhões, contudo, com uma diferença, deixamos uma perspectiva de recebimento de mais de R$ 25 milhões a serem recebidos em 2017 e que a atual gestão não conseguiu arrecadar por total falta de gerenciamento da área”. 

 

Crítica I

Nelson Felipe denuncia ainda que “os contratos de fornecedores, inclusive os aluguéis, foram alvo não de negociação, mas sim de uma ameaça de calote por parte da atual gestão, onde se colocava a faca na garganta dos credores e ofereciam uma redução absurda do crédito devido ou a suspensão de pagamento”.

 

Crítica II

“Deixamos pronto o Plano de Mobilidade Urbana (Planmob), que foi rejeitado pela atual administração apenas por questões políticas, e ainda todo o processo de Licitação do Transporte Público que teve todo acompanhamento realizado por membros do MPE. Em dois anos de gestão o que vemos é uma estrutura totalmente política, sem técnicos que saibam o que estão fazendo ou mesmo projetando, se é que há projetos nessa gestão”, completou o ex-superintendente.

 

Crítica III

Por fim, ele disse que “se a autarquia SMTT agora virou banco ou instituição financeira, para guardar dinheiro público, eu não sei. O fato é que economizar R$ 4 milhões e nada fazer para o bem da população, não é a medida mais acertada para uma gestão que prega a qualidade de vida e as cidades inteligentes”, concluiu Nelson. Com a palavra a atual gestão da SMTT sobre as denúncias e críticas feitas.

 

Moritos Matos

O deputado estadual Matos propôs um projeto que dispõe sobre equipes multidisciplinares nas escolas e colégios estaduais do Estado de Sergipe. “O propósito é auxiliar os estudantes com baixo rendimento escolar. Essa equipe formada por um psicólogo, um assistente social, um professor (o professor no qual o aluno tem maior deficiência) e um representante legal do estudante”, explica.

 

IPTU

Uma grande luta e uma das bandeiras do mandato do vereador Elber Batalha (PSB) foi pela revogação do IPTU de Aracaju. Diante disto, o Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ/SE), declarou inconstitucional, em março de 2018, os aumentos de IPTU dados pelo ex-prefeito João Alves em 2014 e pelo prefeito Edvaldo Nogueira em 2017. O TJ/SE agendou o julgamento dos Embargos de Declaração interpostos pelo vereador para o dia 28 de novembro

 

Campanha

Mas, mesmo com esta vitória para os aracajuanos, o prefeito Edvaldo Nogueira ainda insiste em entrar com recurso no Superior Tribunal de Federal (STF) para pedir a anulação desse julgamento do TJ/SE. Diante disso, o vereador Elber Batalha lançou uma campanha em suas redes sociais e site do mandato para que o prefeito não recorra da decisão da justiça. 

 

Elber Batalha I

Elber explicou que, através do site de seu mandato, está disponível um abaixo-assinado virtual onde os aracajuanos e contribuintes poderão solicitar que a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) não entre com recurso para o STF e que o IPTU de nossa cidade, já em janeiro de 2019, seja cobrado com os valores referentes à 2013.

 

Elber Batalha II

“Precisamos nos unir, a sociedade precisa somar-se e assinar este abaixo-assinado apelando ao prefeito Edvaldo Nogueira que não recorra da decisão do TJ. Ele precisa cumprir a decisão do Tribunal a qual disse que o povo de Aracaju merece pagar o IPTU mais barato, com justiça fiscal e de acordo com a capacidade econômica de cada contribuinte”, declarou o parlamentar.

 

Soneca no PT?

O vereador Palhaço Soneca (PPS) recebeu com entusiasmo o convite do senador eleito Rogério Carvalho para ingressar no Partido dos Trabalhadores (PT). Rogério elogiou o trabalho do parlamentar na Câmara Municipal de Aracaju e disse que Soneca tem perfil de defensor dos mais necessitados e da classe trabalhadora.

 

Rogério Carvalho

Nas últimas eleições, Palhaço Soneca subiu no mesmo palanque de Rogério Carvalho, participou de carreatas, pediu voto de porta em porta para o petista. “Foi o vereador da capital que mais trabalhou para minha vitória no Senado Federal. Soneca tem carisma, é um menino do bem”, acrescentou o senador eleito.

 

Homenagem

“Um homem público exemplar e empreendedor. Um sergipano de grande influência no cenário empresarial e político do Brasil, mesmo após seu afastamento da política”. Com essas palavras o vereador Vinícius Porto prestou uma breve homenagem ao governador de Sergipe e empresário Albano do Prado Franco que completou 78 anos de vida.

 

Vinícius Porto

Em sua fala, Vinícius Porto fez questão de destacar o compromisso do ex-governador com a construção de uma sociedade mais justa sempre apegado aos melhores valores democráticos. “É um político que tem história e que se dedicou à vida pública no sentido mais nobre da palavra. É o exemplo de um homem cordial, mesmo dentro dos conflitos políticos”, reforça o parlamentar.


João Daniel I

O deputado federal João Daniel (PT), membro da Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara Federal (CDU), se reuniu com o Ministro das Cidades, Alexandre Baldy, para defender a utilização de emendas da CDU em projetos de habitação de interesse social e, além disso, discutir a contratação dos projetos de habitação das entidades sociais que, de acordo com os requisitos exigidos no edital, estão  aptas a participar do processo de seleção.

 

João Daniel II

“Nós tivemos uma reunião com o Ministro e com sua assessoria para garantir o apoio do orçamento do Governo Federal para o Programa Minha Casa, Minha Vida, em 2019, com participação das entidades sociais. Uma das emendas de interesse social, de participação popular para moradia, está em torno de R$ 2 bilhões. Também nos reunimos com o Ministro para discutir a contratação dos projetos de habitação das chamadas que foram feitas em 2018”, explicou João Daniel.

 

In-comunicações

O Departamento de Comunicação Social (DCOS) da Universidade Federal de Sergipe (UFS) promove de 27 a 30 de novembro a 5ª edição do In-comunicações. O evento que é totalmente produzido pelos alunos tem se destacado como principal evento da área de comunicação do estado e reúne estudantes, professores e profissionais do mercado em um espaço democrático, interativo e de diálogo.

 

O evento

Buscando integrar os cursos de Cinema e Audiovisual, Jornalismo e Publicidade e Propaganda com o público externo, explorando o tema: Reinvenção do Nordeste: regionalismo e identidade do século XXI, o evento visa movimentar um público de cerca de 600 pessoas em palestras, oficinas, mesas redondas e atividades artístico-culturais.

 

Troque o Medo por Esperança I

A Campanha “Troque o Medo por Esperança”, uma iniciativa da Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica (SBCO), acontece no próximo domingo (25), em todo o país, em celebração ao Dia Nacional de Combate ao Câncer (27). O objetivo é chamar atenção das pessoas para que percam o medo de falar do câncer e incentivá-las a procurarem um especialista para que o diagnóstico precoce possa ser feito o mais rápido possível.

 

Troque o Medo por Esperança II

A ação será realizada nos dois shoppings da capital, Riomar e Jardins, das 14h às 20h, onde serão montados estandes para distribuição de material educativo e bate-papo com a população para tirar dúvidas e dar esclarecimentos sobre o câncer e a importância do diagnóstico precoce. Segundo o membro titular da SBCO em Sergipe, o cirurgião oncológico Roberto Gurgel, o medo tem sido um grande entrave para o diagnóstico precoce da doença.

 

Alô Sol Nascente!

Os moradores do Conjunto Sol Nascente e região poderão iniciar o fim de semana com vasta programação voltada para a família nesta sexta-feira (23), a partir das 16 horas, na Praça Principal do conjunto localizada na Avenida Farmacêutica Cezartina. O evento comemora o aniversário de primeiro ano da “Equilíbrio Clínica Dia” – Referência em Saúde Mental.

 

Turismo I

Sergipe vem se tornando plural em relação aos atrativos turísticos, oferecendo aos visitantes diversas opções que agradam principalmente as famílias. Entre as opções de destino, temos locais como o Oceanário de Aracaju - Projeto TAMAR, praias, museus, mercados, orlas e passeios que permitem contato direto com a natureza percorrendo poucos quilômetros.

 

Turismo II

Em busca desta comodidade, um evidente quantitativo de turistas visitou Sergipe no último final de semana prolongado, com o intuito de desfrutar das belezas naturais, cultura, gastronomia e a famosa tranquilidade local. Os principais emissores de turistas foram as regiões de São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba.

 

Manelito Franco

“Ao longo dos anos, a capital sergipana se fortaleceu com uma imagem de destino tranquilo e isso continua até os dias de hoje. Por conta disso, temos um grande público familiar que nos visita principalmente em feriados prolongados. Nossa intenção é de fortalecer a promoção do destino e o ano de 2019 deve apresentar muitas ações em prol do segmento”, enfatizou o secretário de Estado do Turismo, Manelito Franco Neto.

 

Esperança na Praça I

Neste sábado (24), o Projeto social Circo Esperança vai promover um dia de lazer para os moradores de rua, pessoas carentes, voluntários e todas as demais pessoas que forem prestigiar o evento, na Praça do Mercado Central, em Aracaju, a partir das 8 horas.

 

Esperança na Praça II

O evento terá Praça de Alimentação (com distribuição e venda de lanches); stands de Cuidados com o próximo (unhas, corte de cabelos, massoterapia, aferimento de pressão, medição de glicemia, banheiro móvel para banho); confecção de kits de roupas para moradores de rua e palco interativo com aulas de zumba, fit dance e outras apresentações.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 




Tópicos Recentes