POLÍTICA

15/01/2019 as 12:23

Haja “tapete” para cobrir a “sujeira” e o “mistério do lixo” em Aracaju!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

Se existe um assunto que parece incomodar muita gente “importante” em Sergipe é a polêmica em torno da coleta do lixo de Aracaju. A “celeuma” já é bem antiga e vem se arrastando por vários anos, com ‘avanços localizados e recuos bruscos’. Na terra onde algumas “investigações” estranhamente não evoluem; magistrados, legisladores e até determinados órgãos fiscalizadores parecem omissos sobre este tema. Certamente não é pelo “mau cheiro” dos resíduos. Talvez tenha sido por algo ainda mais “podre” e extremamente “danoso” à sociedade...

 

Basta recorrer à memória que nós recordamos a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), instalada na Câmara Municipal de Aracaju (CMA) e que (pasmem os senhores) foi arquivada sem um relatório oficial. É isso mesmo: a investigação sobre os contratos de Limpeza Pública e Urbana com a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), desde o ano de 2010, foi encerrada em meados de 2018, por decisão da maioria dos vereadores da CPI, que coincidentemente estão na base aliada do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB).

 

Enfim, isso é Sergipe! A sensação é de que aqui “tudo está dominado”! A lei que vale para todo o País, a nossa “Carta Magna”, parece sem eficácia na “terra do Cacique Serigy”. Aqui vale a máxima do “manda quem pode, obedece quem tem juízo” e quem deveria trabalhar para estabelecer a justiça e a igualdade está tão comprometido quanto quem deveria ser investigado. Coisas que acontecem no nosso Estado sinalizam para um “escândalo nacional”, com abusos de impunidade, com boa parte da imprensa silenciada e com alguns “focos de resistência” sufocados pelo sistema...

 

Voltando aos contratos do lixo de Aracaju, a Câmara de Vereadores “chegou a conclusão” que não teria condições de dar prosseguimento aos trabalhos, ou seja, os parlamentares da nossa capital, que deveriam representar a autonomia do Poder Legislativo ante o Executivo, transformaram a CMA em um verdadeiro “puxadinho da Prefeitura”, sem vez, sem voz, sem independência, conivente e omisso. O assunto é tão absurdo que a licitação para a coleta do lixo continua indefinida porque a empresa Tecnal Ambiental em Aterros Sanitários, que apresentou menor preço, foi estranhamente desclassificada por questões de endereço...

 

E tudo isso acontece embaixo dos olhos do Ministério Público Estadual, da OAB, dos vereadores de Aracaju e, principalmente, do Poder Judiciário. Ninguém se manifesta! Haja “tapete” para cobrir tanta “sujeira” e o “mistério do lixo”! Será preciso uma “intervenção federal” em Sergipe para que se volte a ter Justiça? O Direito que vale para um não é o mesmo que vale para o outro? A “novela do lixo” de Aracaju é “recheada de capítulos, atores e muitas manobras emergenciais”. Aliás, falando nisso, pense numa gestão que gosta de emergencial! Ou não?

 

Faz-se necessário que a grande mídia, supostamente independente, se atente para o que acontece em Sergipe, até para que o “topo da pirâmide” possa ter conhecimento e começar a intervir. Aqui o empresário “faz a festa”, o “prefeito toca” e o “povo dança”! A Justiça determinou que a licitação do lixo fosse respeitada e nada mudou; o IPTU continua sendo reajustado; melhor nem falar da tarifa do transporte; e agora já estão privatizando, emergencialmente, a saúde pública da capital. Fala-se muito em “qualidade de vida” em Aracaju. Resta saber pra quem...

 

Veja essa!

Sabiamente aliados do governador Belivaldo Chagas, mesmo os insatisfeitos, preferem não opinar publicamente agora. A turma não quer exposição desnecessária antes da hora e prefere esperar a montagem total do novo governo. Tem gente fazendo um esforço dobrado para tentar ser lembrado...

 

E essa!

Um aliado do governador Belivaldo Chagas, pelo projeto, acabou sendo convencido a recuar em uma investida, legítima, diga-se de passagem, dentro da gestão. O assunto não veio a público, mas a “ferida aberta” parece não ter “cicatrizado”. Tem gente que sabe bem o que quer, mas vive “fingindo” não saber...

 

Indenizações

Chega a informação para este colunista que o prefeito de Aracaju pagou as indenizações referentes aos exercício de 2017 e 2018, mas estranhamente parece ter “esquecido” das pendências de 2016, apesar de o governo ser impessoal. Salve engano havia uma recomendação do MPE e do TCE para que os pagamentos fossem formalizados, ou não?

 

Não custa lembrar

Ainda não gestão de João Alves Filho, na Prefeitura de Aracaju, já no final do ano de 2016, órgãos fiscalizadores decretaram uma “intervenção branca” na gestão, bloqueando contas e determinando pagamentos devidos, ou não? Depois a culpa é da imprensa que cobra demais...

 

Por dentro e por fora?

São fortes os rumores que, como o Banese (ao menos, parte dele) está para ser privatizado, dentro de alguns estudos de viabilidade por alguns interessados, detectou-se que a instituição financeira tem operações “por dentro e por fora”.

 

Isso pode, Arnaldo?

Este colunista não entende essa política de recebíveis do Banese porque esses “termos técnicos” aplicados não ficaram muito explícitos. Novas informações a respeito serão levantadas até para que o patrimônio do povo sergipano seja preservado...

 

Incra I

Na gestão do superintendente Gilson dos Anjos, em sintonia com o mandato do deputado federal André Moura (PSC), o Incra/SE pagou créditos nas contas dos assentados e quilombolas superiores a R$ 28 milhões e promoveu investimentos em infraestrutura e desenvolvimento de assentamentos e territórios superiores a R$ 10 milhões, apenas em 2018.

 

Incra II

“Em infraestrutura, foram R$ 6,08 milhões em 400 km de Estradas Vicinais, 17 poços artesianos profundos e 12 passagens molhadas. Já em Desenvolvimento foram R$ 3,8 milhões com 36 tratores, 36 Grades, mil motocultivadoras com encanteiradoras. E para atender essas demandas foi investido R$ 245,3 mil em estrutura operacional da Superintendência. Foram adquiridos 22 sccanber’s, 20 desktop’s, 20 notebook’s, 20 monitores e seis condicionadores de AR”, detalha Gilson dos Anjos.

 

Falando nele

O deputado federal André Moura (PSC) recebeu gestores municipais para assinar contratos de convênios com os ministérios das Cidades e da Cultura, somando mais de R$ 20 milhões em obras de pavimentação, drenagem, reforma e construção de praças, canteiros e vias públicas e investimento na cultura com ordem de serviço para aquisição de instrumentos musicais destinados a diversas bandas filarmônicas foram assinados com 21 municípios sergipanos.

 

Prefeitos

Passaram pelo gabinete de André Moura os prefeitos de Ribeirópolis, Antônio Passos; Itaporanga d'Ajuda, Otávio Sobral; Campo do Brito, Marcell Moade; Canhoba, Manoel Arroz; São Miguel do Aleixo, Everton Lima; Areia Branca, Alan de Agripino; Simão Dias, Marival Santana; Laranjeiras, Paulo Hagenbeck; Muribeca, Fernando Franco; Carira, Arodoaldo Chagas; Poço Verde, Iggor Oliveira; Japaratuba, Lara; e Frei Paulo, Anderson de Zé das Canas. As prefeituras de Canindé de São Francisco, Divina Pastora, Nossa Senhora de Lourdes, Ilha das Flores, Malhador, Siriri, Monte Alegre e Pedra Mole também tiveram propostas conveniadas.

 

André Moura

De acordo com André, o recurso já está nas contas das administrações municipais e o próximo passo é a licitação. “As propostas conveniadas hoje foram indicadas ao Orçamento da União do ano passado e já estão aptas à contratação das obras e aquisição dos equipamentos. Cada município de Sergipe se transformará em um verdadeiro canteiro de obras”, frisou o deputado.

 

Campo do Brito

Todos os prefeitos agradeceram e salientaram a importância do deputado André para seus municípios que vivem momentos de recessão por conta da baixa arrecadação de tributos. “Sem André não teríamos conseguido fazer nem a terça parte do que estamos fazendo. Campo do Brito tem obra de pavimentação em todo lugar graças ao seu trabalho e empenho”, salientou o prefeito Marcell Moade.

 

Bomba!

De acordo com o Diário Oficial do Estado de Sergipe, sobrinha da Superintendente do SAMU é nomeada para exercer cargo em comissão dentro do próprio SAMU! Isso não seria nepotismo?

 

Exclusiva!

Como perguntar não ofende nunca, será que o governador Belivaldo Chagas vai tomar o mesmo posicionamento que adotou em caso semelhante na ADEMA? Com a palavra o “galeguinho”...

 

Nestor Piva

O Sindicato dos Enfermeiros  do Estado de Sergipe (SEESE), enquanto entidade que compõe o Conselho Municipal de Saúde convocou os usuários e profissionais de saúde para a 12ª Reunião Extraordinária nessa terça-feira (15), na Sede do Conselho em Aracaju, para discutir a Medida Emergencial no Nestor Piva. 

 

Posse OAB I

Os trabalhos dos novos representantes da Ordem dos Advogados do Brasil, em Sergipe, já foram iniciados, visto a admissão administrativa no dia 01 de janeiro passado. No próximo dia 21 será realizada a posse solene da entidade. Para tanto, a OAB/SE convida a toda a advocacia e sociedade sergipana para o evento que acontecerá no Teatro Atheneu, às 19h.

 

Posse OAB II

A cerimônia será direcionada à investidura da Diretoria do Conselho Seccional da OAB/SE, Diretoria da Caixa de Assistência dos Advogados, Presidência do Tribunal de Ética e Disciplina, Diretoria Geral da Escola Superior de Advocacia e Presidência do Conselho Estadual da Jovem Advocacia, para o triênio de 2019/2021.

 

Elber Batalha I

O senador suplente Elber Batalha (PSB), em apenas três como titular do mandato, fez tramitar um projeto importante que se “alinha” com a política do governo do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL): o PLS 122/2018 garante o porte de arma de fogo a policiais e integrantes das forças armadas após a aposentadoria ou transferência para a reserva.

 

Elber Batalha II

E a proposta tem critérios: segundo o senador suplente Elber Batalha a manutenção do direito ao porte de arma estaria condicionado a aprovação do interessado em testes de avaliação psicológica a serem realizados periodicamente, a partir de cinco anos de inatividade.

 

Soneca na Fan I

O vereador Palhaço Soneca (PPS) concedeu entrevista ao jornal da Fan, apresentado pelo radialista Narcizo Machado. Em pauta, as ações realizadas durante os dois anos de mandato na Câmara Municipal de Aracaju, além dos projetos para 2019. Ainda durante o programa Soneca interagiu com o público através do contato telefônico e se comprometeu em resolver os problemas de alguns ouvintes. 

 

Soneca na Fan II

O vereador que hoje faz parte do Partido Popular Socialista (PPS) falou sobre a relação com o atual partido e do “namoro” com o PT após o convite do senador eleito Rogério Carvalho. “Vamos aguardar as diretrizes do PPS. Se for de acordo com os meus ideais, eu permaneço; se não, posso mudar de partido sim”, enfatizou.

 

Eliziário Sobral

O prefeito Edvaldo Nogueira empossou o novo controlador-geral do município, Eliziário Sobral, durante reunião com todo o secretariado. Advogado e economista, respondia pela Controladoria Geral do Estado. No encontro, Edvaldo fez um balanço dos dois primeiros anos da gestão, apresentou metas para o ano de 2019 e fez uma análise da conjuntura estadual e nacional.

 

Edvaldo Nogueira

“Eliziário é uma pessoa muito querida, um profissional muito competente, já foi deputado estadual e agora dará sua contribuição na Controladoria Geral do Município. Estou muito feliz com a sua chegada e sei que ele fará um grande trabalho. Agradeço a Sheila Feitosa, que respondeu pelo cargo, e desenvolveu bem todas as atividades, tendo importante papel na conquista que tivemos na nota de avaliação do nosso Portal da Transparência, que saltou de 7,9 para 9,3”, afirmou Edvaldo.

 

Foco
Ao conjunto de seus auxiliares de primeiro escalão, o prefeito agradeceu pelo trabalho desenvolvido nos últimos dois anos, destacando avanços da gestão em todas as áreas, especialmente nas Finanças, Saúde, Educação, Planejamento, Limpeza Pública, Obras e Assistência Social. Ele frisou a importância do grupo se manter focado nas melhorias dos serviços públicos aos cidadãos.

 

Maria Mendonça I

A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) defendeu a união  entre entidades, a exemplo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SE), Defensoria Pública,  Secretaria de Justiça e Ministério Público para que juntos analisem a situação dos presos custodiados em cadeias sergipanas.

 

Maria Mendonça II

A sugestão da deputada é justificada pela grande quantidade de pessoas privadas de liberdade, muitas delas, sequer, sem ter tido julgamento, conforme revela o relatório do Observatório de Sergipe. Segundo levantamento, 62,8% dos presos provisórios no Estado aguardam o primeiro julgamento pelos crimes praticados.

 

Maria Mendonça III

“É inadmissível que tenhamos políticas públicas ainda tão morosas. Tenho certeza que o empenho de todos trará um resultado bastante positivo, sobretudo, para aqueles que estão privados por práticas delituosas, cuja pena pode ser revertida em alternativa, de modo a desafogar as nossas cadeias que hoje abrigam cerca de cinco mil presos”, explicou Maria Mendonça.

 

Lagarto I

Com o objetivo de manter o bom funcionamento do Sistema Municipal de Transporte Escolar de Lagarto, a secretária municipal da Educação, Vanda Monteiro, promoveu um encontro com os condutores de ônibus. A reunião ocorreu no auditório da SEMED. Por fim, a secretária agradeceu a parceria, pediu a mesma dedicação e comentou sobre algumas mudanças que deverão ocorrer neste ano.

 

Lagarto II

Dentre estas, um informativo (adesivo) que será afixado em todos os carros, contendo os telefones dos principais órgãos do estado e município como: Ouvidoria da SEMED, DTTU, SAMU, Policia Militar e Guarda Municipal. “O intuito é, em caso de urgência ou necessidade, facilitar a comunicação entre os alunos e respectivos serviços de atendimento. Além da necessidade da eleição de um líder que irá representar todos os alunos em caso de reclamações e reivindicações junto à Secretaria”.

 

JFilhos I

O diretor de Negócios da JFilhos, Evislan Souza, concedeu entrevista para o site Lagarto Notícias. Na ocasião, o diretor destacou a sua história de vida e sobre a sua empresa que vem se destacando como referência em construção de imóveis econômicos. “Hoje temos uma empresa sólida, com quase 3 mil unidades habitacionais construídas no estado e inúmeras obras públicas entregues; oportunizando a geração de emprego e renda aos irmãos sergipanos”.

 

JFilhos II

No tocante ao programa Minha Casa Minha Vida, este foi um grande estímulo para que a JFilhos buscasse a melhoria continua dos nossos produtos (Habitações) através das Certificações ISO9001 e PBQP-H (Programa Brasileiro de Produtividade Habitat), do Ministério das Cidades. Temos acompanhado toda a evolução do programa ao longo dos últimos 10 e podemos afirmar que houve um salto significativo e qualitativo em relação as construções das moradias”, disse Evislan durante a entrevista.

 

Laranjeiras I

Encerrada a 44ª edição do Encontro Cultural de Laranjeiras, o prefeito Paulo Hagenbeck (DEM), o “Paulão das Varzinhas”, faz uma avaliação extremamente positiva do evento e já faz boas projeções para a 45ª Edição em 2020. O gestor reconhece o empenho de todos os servidores, secretários e auxiliares que se somaram para ajudar na divulgação da cultura e do folclore do município.

 

Laranjeiras II

“Muito obrigado ao povo de Laranjeiras! Não teria como iniciar essa avaliação de outro jeito. Nada teria dado certo se não tivéssemos o apoio e a confiança da população. Também sou grato a todos os servidores, de uma forma geral, que se dedicaram e ajudaram para que, mesmo com tantas dificuldades, o nosso Encontro Cultural fosse um sucesso de público e de tradição”, agradeceu o prefeito. 

 

Encontro Cultural

Paulão das Varzinhas pontuou que mesmo com a queda da arrecadação, a Prefeitura contou com o apoio do Governo do Estado e da Universidade Federal de Sergipe (UFS), e tudo acabou dando certo. “Tivemos exposições em vários pontos da cidade, uma série de oficinas, apresentações de dança e peças teatrais, de grupos folclóricos e de capoeira, além dos shows com artistas locais e de expressão nacional, que arrastaram um grande público. O simpósio teve debates com especialistas em Cultura de várias partes do Brasil.    Nosso Encontro é referência nacional”.

 

Paulão das Varzinhas I

O prefeito registrou ainda que tem cumprido o compromisso de campanha de manter os salários do funcionalismo rigorosamente em dia e já projeta algumas realizações fruto de convênios e do repasse de recursos federais. “Qualquer administrador público hoje em dia tem dificuldades do ponto de vista da arrecadação. As receitas caíram e, no caso de Laranjeiras, despencaram. Com muita criatividade e parcerias, conseguimos realizar um excelente Encontro Cultural”.

 

Paulão das Varzinhas II

Por fim, o prefeito de Laranjeiras já antecipou que o sucesso desse ano só aumenta o desafio da gestão para o evento em 2020. “A cada ano a nossa responsabilidade aumenta mais. A nossa gestão retomou a autoestima do povo de Laranjeiras. Nossos pequenos comerciantes puderam ganhar uma renda extra e, mesmo com tantas dificuldades, vamos trabalhar muito em 2019 para que possamos realizar o maior Encontro Cultural da história do nosso município no próximo ano”.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 




Tópicos Recentes