POLÍTICA

07/02/2019 as 11:34

Alessandro Vieira: candidato da “mudança” e senador da “mesmice”?

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

 

Eleito senador da República com uma campanha “meteórica” em outubro passado, o delegado da Polícia Civil, Alessandro Vieira (PPS), tinha como suas principais bandeiras o “combate à corrupção” e a “constituição de uma nova política no País”. Ele liderou um movimento “independente”, que se situa na oposição ao governo de Belivaldo Chagas (PSD), mas distante das demais lideranças que cobram e fiscalizam o Poder Executivo. É como se Alessandro fosse o personagem de uma “história”, que entra no meio do “enredo” e já quer “apagar as páginas anteriores”.

 

No 1º turno da eleição estadual em 2018, Alessandro Vieira defendeu como a “representação da mudança”, o ex-vereador de Aracaju e então candidato a governador, Emerson Ferreira (PPS). Como o médico não teve êxito nas urnas, e já eleito senador, no 2º turno, o delegado decidiu gravar um vídeo para dar publicidade a seu voto no então candidato Valadares Filho (PSB). Mesmo sem ter participado efetivamente da campanha, Alessandro tentou, em vão, transferir votos para o socialista, mas depois “deu uma mergulhada”...

 

Focado em seu mandato e no discurso da “mudança”, Alessandro Vieira ganhou espaços estratégicos e generosos na mídia com o “processo seletivo” que decidiu fazer em seu gabinete, perdendo uma oportunidade única de valorizar técnicos sergipanos que, geralmente, não são aproveitados, não têm uma oportunidade de poderem contribuir, com seus respectivos conhecimentos, no serviço público. Uma seleção com critérios subjetivos, e aberta para candidatos de todos os Estados brasileiros. Excelente, se ele não tivesse sido eleito pelos sergipanos...

 

Mas ao assumir, propriamente, seu mandato em Brasília, Alessandro Vieira surpreendeu a sociedade sergipana quando da eleição da Mesa Diretora do Senado Federal, fez um “barulho” para se posicionar contra o senador Renan Calheiros (MDB/AL), mas estranhamente optou pela candidatura do presidente eleito Davi Alcolumbre (DEM/AP). Quem acompanha a “linha” do senador por Sergipe, esperava que ele seguisse o voto na candidatura do também senador José Reguffe (sem partido/DF), que também sonha e defende uma “nova política”, mas o delegado escolheu o democrata...

 

Nada contra o novo presidente do Congresso Nacional, mas é de se estranhar quem em Sergipe condena a “velha política” e em Brasília muda o discurso, destoa de seus posicionamentos. Alessandro Vieira “emergiu” igual a um “cometa”, mas precisa tomar cuidado para que esse “fenômeno” pode ressurgir apenas em 20 ou 30 anos. Reguffe se recursa a receber verbas indenizatórias, salários extras, auxílio-moradia, carro oficial, gasolina, viagens internacionais, correios, aposentadoria especial, plano de saúde e mantém apenas nove assessores no seu gabinete.

 

Já Alessandro Vieira, que é muito bom de discurso, diga-se de passagem, em Sergipe, para ser mais específico, parece ter “amolecido” quando entrou na “panela” do Congresso Nacional. Poderia contribuir ainda mais com o erário público, assim como fez Reguffe, abrindo mão, em caráter irrevogável, das “benesses do poder”. Aí sim o senador por Sergipe estará gerando economia de fato, alinhando “a teoria à prática”, voltando a ser o candidato da “mudança” e não o senador da “mesmice”. É aquela coisa: faça o que eu falo, mas não faça o que eu faço...

 

E aí, Alessandro?

Com a economia feita das benesses, sozinho Reguffe já proporcionou uma economia de mais de R$ 16 milhões aos cofres públicos. Segundo ele, se os demais seguissem a mesma norma, a economia seria de R$ 1,3 bilhão. E aí, delegado Alessandro Vieira. Que tal ser o segundo na lista?

 

Veja essa!

Ainda vai dar muito que falar a suposta fraude que ocorreu na eleição da presidência do Senado Federal. O presidente eleito, Davi Alcolumbre, já determinou que a Corregedoria investigasse o caso e tome todas as providências cabíveis.

 

E essa!

O senador Alessandro Vieira, delegado de carreira, era um dos escrutinadores designados para fazer a vigilância da votação. Hoje ele fala que não tme dúvidas da fraude. Mas no momento decisivo, o investigador “comeu mosca”...

 

Fala Alessandro!

“Um senador da República deliberadamente preencheu duas vezes uma cédula de votação. Duas vezes! E fez isso em benefício de um senador especificamente. Isso vai ser apurado porque alguém se deu ao desfrute, teve a ousadia de tentar fraudar uma votação na frente do Brasil inteiro”, disse Alessandro à Agência Senado.

 

Aparecida I

Depois de disputar duas eleições e apontada pelos vários levantamentos feitos como franca favorita a vencer o pleito de 2020, em Nossa Senhora Aparecida, a empresária Jeane Barreto (PR), conhecida como “Jeane da Farmácia”, está sendo convocada pela maioria da oposição para ser a candidata do grupo.

 

Aparecida II

Chega a informação que Jeane da Farmácia também tem sido cortejada por setores da base aliada da prefeita Vera Souza (MDB), que tenta reconstruir uma antiga aliança. Jeane e Vera já estiveram no mesmo palanque nas eleições do ex-prefeito Manoel Eronildes em 1992 e 2000.

 

Róbson fora?

Segundo informações do portal NE Notícias, o governador exonerou pessoas ligadas ao ex-deputado estadual Robson Viana (PSD), primeiro suplente de sua coligação nas eleições de 2018. Saíram o Presidente da Fundação Parreira Hortas, Ary Leite, indicado pelo ex-deputado, e o Diretor do Hemose, Sérgio Viana, irmão de Robson.

 

Rasgadinho

Róbson Viana, dentro do seu direito, se movimentou judicialmente e quase assumiu a titularidade do mandato, o que afastaria qualquer possibilidade de Luciano Bispo (MDB) disputar a eleição da Mesa Diretora da Alese. Pelo visto o relacionamento do governador com o suplente ficou “rasgadinho”...

 

Amorim & Alckmin

Nessa quarta-feira (06), em Brasília, o presidente do Diretório Estadual do PSDB Sergipe, Eduardo Amorim, esteve com o presidente nacional da sigla, Geraldo Alckmin. “Conversamos sobre o atual momento político do país e a participação do nosso partido neste novo cenário. Seguiremos trabalhando para fortalecer ainda mais o PSDB e seus diretórios, sempre a favor do Brasil e de Sergipe”, destacou Eduardo. 

 

Caos na Saúde I

O Ministério Público de Sergipe, por intermédio da 9ª Promotoria dos Direitos à Saúde, ajuizou Ação Civil Pública com pedido de antecipação de tutela, para que o Município de Aracaju, na pessoa do Prefeito da Capital, promova, de imediato, a reabertura do Hospital de Urgência Desembargador Fernando Franco, localizado na Zona Sul da capital.

 

Caos na Saúde II

O MP requereu, também, a imediata recomposição do quadro de Recursos Humanos da Unidade de Saúde e o restabelecimento das escalas médicas de todas as especialidades ali ofertadas (Pediatria, Clínica médica e cirurgia), conforme a indicação do Conselho Regional de Medicina, amparada pela Resolução CFM nº 2.077/2014.

 

Caos na Saúde III

De acordo com a ACP, para garantir o atendimento ininterrupto, caberá à administração municipal realizar remanejamento emergencial de recursos humanos no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde, ou a contratação temporária de profissionais médicos, de acordo com a legislação vigente.

 

Certificados

Além disso, foi pedido na ACP, que o Município apresente os certificados de manutenção dos equipamentos médicos existentes no Hospital a exemplo de respiradores, monitores, desfibriladores, entre outros, haja vista que ficaram expostos à poeira e má-conservação durante as obras de reforma realizadas no hospital.

 

Multa

Caso haja descumprimento do que for determinado judicialmente, o MP requereu multa cominatória diária, no valor de R$ 10 mil reais para cada dia de restrição ou de impedimento de atendimento, sem prejuízo das demais sanções cíveis e criminais aplicáveis à espécie.

 

Intervenção ética

Vale frisar que o Hospital Fernando Franco encontra-se sob intervenção ética desde o dia 2 de janeiro passado, em decorrência de vistoria realizada pelo CRM de Sergipe, que constatou que o déficit de médicos extrapolava o limite aceitável ao funcionamento adequado.

 

Manoel Cabral Machado Neto

“É mister reconhecer que é possível ao Poder Judiciário Sergipano determinar que  políticas públicas definidas pela Constituição sejam implementadas, sempre que os órgãos estatais competentes vierem a comprometer, com a sua omissão, a eficácia de direitos sociais, como o direito fundamental à saúde”, pontuou, na ACP, o Promotor de Justiça da Saúde, Manoel Cabral Machado Neto.

 

Prazo

Segundo o Portal Infonet, O juiz Jair Teles da Silva, da 12ª Vara Cível de Aracaju, já estabeleceu um prazo de 72h para que a Prefeitura de Aracaju se manifeste sobre a ação do Ministério Público de Sergipe para reabertura imediata do Hospital Fernando Franco.

 

Ibrain Monteiro I

Iniciando seu mandato na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Ibrain Monteiro (PSC) já demonstra uma preocupação especial com a situação dos pacientes oncológicos do Estado.

 

Ibrain Monteiro II

O jovem parlamentar reconhece o momento de dificuldade financeira pelo qual atravessa o governo de Belivaldo Chagas (PSD), mas avalia que os pacientes com câncer devem ser priorizados sempre e que é preciso se chegar a um consenso sobre a polêmica em torno da “Carreta do Câncer”.

 

Carreta do Câncer

Ibrain Monteiro não quer entrar no mérito da discussão dos valores cobrados pelo empresário e pelas manifestações do governo. Ele entende que quem não pode ser prejudicado é o paciente oncológico. “Eu, como deputado estadual, apelo apenas que o povo pobre seja priorizado”.

 

Diálogo e consenso

O jovem deputado é defensor do diálogo e do consenso para o desfecho do impasse sobre a carreta. “Acho que o TCE e o MPE, assim como também a Assembleia Legislativa devem ajudar para que se chegue a um consenso. Muitas vidas podem ser salvas e ela vai ser muito útil para a população em geral. Com um bom diálogo, acho que logo ela estará servindo a quem mais precisa”.

 

Maria do Carmo I

Empenhada há cerca de um ano na luta em favor da manutenção da Fábrica de Fertilizantes (Fafen) em Sergipe, a senadora Maria do Carmo Alves (DEM) considera que o processo de hibernação inviabiliza as empresas que ficam em seu entorno, trazendo impacto social e econômico, não só para os empresários, mas também para o município de Laranjeiras e circunvizinhança.

 

Maria do Carmo II

“Desde o início da discussão sobre fechamento ou hibernação da Fábrica, temos nos preocupado e trabalhado no sentido de uma reversão desse quadro. É uma decisão prejudicial aos trabalhadores, ao município e aos empreendedores da região, independente do porte do negócio”, afirmou a senadora.

 

Reunião em 2018

Maria lembra que, em março do ano passado, na condição de vice-coordenadora da bancada federal sergipana, reuniu em seu gabinete, em Brasília, o então governador Jackson Barreto e todos os parlamentares federais sergipanos para, juntos, discutirem uma saída para o problema que à época já estava colocado.

 

Estrago sem precedentes

No seu entender, o processo de hibernação provocará um estrago sem precedentes “e que vai muito além da perda de postos de trabalho, mas que colocará em xeque todo o investimento estratégico feito por décadas para que pudéssemos transformar em valores os importantes recursos naturais, como o gás natural, que é abundante no Estado. Isso, sem contar com toda desestruturação da cadeia produtiva e com o desenvolvimento do nosso Estado”.

 

Fafen importante

Maria lembrou que a Fafen sempre se fez presente em ações de inclusão social e digital; de formação e de qualificação profissional para jovens e adultos; de promoção do esporte e de promoção da cultura, com projetos de formação artística e cultural, como a revitalização do Museu de Arte Sacra de Laranjeiras; a realização dos Encontros Culturais daquela cidade e a preservação de inúmeros grupos de cultura popular, como Taieira, São Gonçalo, Cacumbi, Reisado, Samba de Coco e Chegança.

 

Continuará trabalhando

A senadora ratificou o seu compromisso de continuar trabalhando para que seja encontrada uma saída menos danosa a todos os envolvidos de forma direta ou indireta. “Esse é um tema que está entre as prioridades do meu mandato desde o ano passado e continuarei lutando para que essa situação seja revertida, de modo que os trabalhadores e o Estado de Sergipe não sejam mais penalizados”, afirmou. 

 

APMAJU I

Foi realizada a eleição dos cargos de diretoria e conselho fiscal da Associação dos Procuradores Municipais de Aracaju – APMAJU para o próximo triênio (2019-2022). O novo presidente, o qual eleito por aclamação, foi o procurador Arício Andrade. 

 

APMAJU II

O pleito foi organizado em chapa única formada pelo presidente, juntamente com sua diretoria formada pela vice-presidente, Luciene Nascimento, diretor-secretário, Maurício Machado, e o diretor-tesoureiro, João Amorim.

 

Arício Andrade

“Com muita honra assumirei a condução dos anseios da nossa classe, visando conquistar todos os meios e condições necessários para desempenharmos cada vez melhor as nossas atribuições, em defesa dos interesses da nossa capital sergipana”, afirmou o presidente eleito. A solenidade de posse ocorrerá no mês de março.

 

Indiaroba I

Através do Projeto de Lei 1/2019, encaminhado à Câmara Municipal de Indiaroba na abertura dos trabalhos legislativos deste ano, o Poder Executivo local eleva o piso salarial dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate a Endemias para o valor de R$ 1.250,00.

 

Indiaroba II

“Com esta medida, nosso município institui o Piso Salarial Nacional para estes valorosos profissionais que realizam um trabalho fundamental na sede de Indiaroba e nos povoados. Afinal, sua atuação é fundamental na prevenção de doenças”, afirmou o prefeito. “Esperamos o apoio dos valorosos vereadores da cidade a este importante projeto”, frisou o prefeito.

 

Indiaroba III

Em outubro do ano passado o Congresso Nacional estabeleceu a remuneração nacional da categoria através da Medida Provisória MP 827/2018. Pela MP, os agentes recebem R$ 1.250 a partir de 2019; 1.400 em 2020 e R$ 1.550 em 2021. O Projeto de Lei 1/2019 agora irá tramitar nas comissões da Câmara Municipal de Indiaroba.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 




Tópicos Recentes