POLÍTICA

01/05/2019 as 02:24

Zezinho rebaixa o “tapa-buraco” de Belivaldo: “só joga a borra no buraco!”

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

Quando a crítica vem de setores da imprensa ou da oposição, o governador Belivaldo Chagas (PSD) trata logo de desconsiderar e “politizar” a discussão, dizendo que aquela cobrança se deu por inconformismo ainda com o resultado da eleição em 2018. O “galeguinho” fala como “senhor da razão”, como se fosse detentor da “verdade absoluta” e não gosta de ser questionado. Por sua vez, o comportamento deve ser outro quando a cobrança parte de alguém do seu próprio agrupamento político, de alguém que apostou alto e até agora não o viu “resolver” os problemas do Estado.

 

Ao longo da semana, a estrutura de Comunicação do Governo (jornalistas e afins) tratou de encher as redes sociais e fornecer materiais para os veículos de imprensa sobre uma série de Operações Tapa-buracos “continuadas” e “já projetadas” pelo “galeguinho” em diversos pontos de rodovias estaduais sergipanas. O descaso da gestão é tão grande com o assunto, que um grupo de manifestantes da região Centro-Sul decidiu “bloquear” trechos da pista que liga os municípios de Tobias Barreto/Riachão do Dantas/Lagarto e Itabaianinha/Umbaúba.

 

A turma protestou porque já não aguentava mais as “falsas promessas” de recuperação nos últimos 13 anos. Os acidentes são contínuos, veículos estão constantemente danificados e muitas vidas foram ceifadas. E ninguém foi responsabilizado! Agora, sem ter muito o que dizer, o governo minimiza as críticas dizendo que tem um “cronograma de ações” de recuperação asfáltica e operações tapa-buracos. Isso agora, no Outono, após o término do verão e com a chegada das chuvas. É, no mínimo, subestimar a inteligência dos sergipanos...

 

Mas diante da ineficiência do governo de Belivaldo Chagas para recuperar a malha viária estadual, um de seus principais aliados na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Zezinho Guimarães (MDB), não suportou tantas cobranças em sua região política e decidiu apresentar indicações ao Executivo, requerendo urgência, mesmo que tardiamente, de algumas rodovias que, segundo ele, “estão intransitáveis”. Ele surpreendeu até quem faz oposição ao governo, rebaixando a operação “tapa-buraco” do governador, dizendo que (o Executivo) “só joga a borra no buraco!”.

 

Zezinho disse ainda na tribuna da Alese que as operações realizadas representam “desperdício de dinheiro público” porque algumas rodovias “estão completamente desgastadas” e só o tapa-buraco “é um paliativo que não resolve” e que “é preciso uma recuperação total”. O deputado, aliado do “galeguinho”, disse que já cobrou três vezes do DER/SE e da SEDURBS e espera uma solução definitiva para este impasse. Resta saber se agora, como a crítica partiu de um aliado, o governador vai acatar e mandar seu “time” trabalhar. Afinal, já estamos no 5º mês da segunda gestão...

 

Veja essa!

Falando nessa Operação Tapa-Buraco, o governo do Estado anuncia uma ação na Rodovia João Bebe Água (SE-065), que liga o Conjunto Eduardo Gomes à cidade de São Cristóvão. A intervenção inclui reparos e restauração no recapeamento asfáltico e “faz parte do plano de recuperação das estradas sergipanas”.

 

E essa!

Tão sofrido e esquecido o povo de São Cristóvão, certamente passou os últimos 13 anos sendo governado pelo mesmo agrupamento político esperando uma ampla recuperação asfáltica daquela pista ou até sua duplicação. Fazer um “tapa-buraco” em uma rodovia tão sofrível, no mínimo soa como “piada”, e de muito mau gosto...

 

Gaiatices

Diante da declaração do governador de que não ia debater com os críticos da oposição que “ainda não aceitaram o resultado da eleição”, um “gaiato”, da base aliada do “galeguinho” não se conteve: “ele também não debate com os aliados que lhe ajudaram a vencer a eleição”. Olhando por esse ângulo...

 

Edvaldo fala!

Em entrevista ao radialista Carlos Ferreira, na 103 FM, o prefeito Edvaldo Nogueira só não fez duas coisas: deixou de comparar Aracaju com uma cidade desenvolvida do continente europeu e não sacramentou sua saída quase que “iminente” do PCdoB. Há quem diga que ele tende a ir para o PSD, e assim “os camaradas” saem de cena...

 

Forró x Salários

Uma contradição entre Edvaldo e Belivaldo nessa terça-feira (30): de um lado, o prefeito disse que se não receber ajuda financeira do Ministério do Turismo, este ano não haverá o Forró Caju porque vai “priorizar os salários em dia”; na mesma terça, o governo do Estado, que paga parcelado os salários e o 13º dos servidores ativos e inativos, confirmou o Arraiá do Povo na Orla.

 

Reforma na pauta

Possivelmente, na próxima semana, o governo do presidente Jari Bolsonaro (PSL) deve intensificar os trabalhos pela tramitação da Reforma da Previdência no Congresso Nacional e deverá fazer um trabalho direto com as bancadas dos Estados. Nossos senadores e deputados vão passar por um “teste de fogo”, tendo que se posicionar se ficam com o governo ou com a oposição.

 

Bomba!

Sem cumprir seus compromissos assumidos na campanha eleitoral, o deputado federal Gustinho Ribeiro (SD) está vendo seu agrupamento se reduzindo, em especial, na Grande Aracaju. Muita gente que apostou no parlamentar, já está conversando ou já está alinhado com outro agrupamento.

 

Desidratando

Gustinho Ribeiro está vendo seu grupo se “desidratar” na capital, e ficou reduzido apenas ao secretário da Indústria, Comércio e Turismo (Semict), Marlysson Magalhães, e seu irmão e empresário do sistema financeiro Farlinho Magalhães. Vai precisar justificar o “peso político” para Edvaldo Nogueira...

 

Exclusiva!

A coluna recebeu uma informação que será guardada em absoluto sigilo, por enquanto, mas que deverá ter grande repercussão. Uma dica: parece ter relação com a bancada federal de Sergipe e uma forte exposição nacional. O assunto já é do conhecimento de algumas pessoas de fora do Estado. Não custa aguardar...

 

Agiotagem

Este colunista tomou conhecimento também de outra informação bastante “assustadora”: um político sergipano, eleito em 2018, está devendo muito dinheiro a um agiota conhecido e também aos que fazem sua assessoria jurídica. Até onde se sabe, ele vem “negociando” com “trocas” de cargos e favores o pagamento. Se a verdade vier à tona, o “telhado de vidro” vem abaixo. Cadê o MPF?

 

Valmir Monteiro

A desembargadora do Tribunal de Justiça de Sergipe, Ana Lúcia, manteve a prisão do prefeito afastado de Lagarto, Valmir Monteiro. Semana passada a magistrada interrompeu o julgamento, que estava empatado em 1x1, e pediu vistas. Ela manteve a prisão, quando o mundo jurídico e político apostavam que ele seria liberado com algumas medidas cautelares.

 

Aeroporto ou rodoviária?

Até pouco tempo os críticos do aeroporto de Aracaju o comparavam com uma “rodoviária” à moda antiga, pela falta de investimentos e atrativos para os sergipanos e turistas em geral. Agora, com a saída da Avianca, tem pouquíssima movimentação ao longo da semana, com poucas saídas na madrugada, na região do almoço e no final da tarde. À noite só restaram dois voos para Recife (PE) que, inclusive, não acontecem todos os dias...

 

Elber Batalha I

O vereador Elber Batalha (PSB) fez cobranças e duras críticas à Justiça de Sergipe em relação a quando se trata em fiscalizar o cumprimento de decisões interpostas por ela mesma à Prefeitura de Aracaju. Elber disse que Edvaldo Nogueira não cumpre nenhuma decisão judicial expedida pelo Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ/SE) e citou exemplos.

 

Elber Batalha II

O TJ concedeu liminar determinando a suspensão da terceirização do Hospital Nestor Piva no mês de abril e até hoje a Prefeitura não cumpriu. “Temos que apelidar o prefeito como ‘Imperador Edvaldo Nogueira’. O TJ proibiu a terceirização do Nestor Piva estipulando, inclusive, uma multa diária. Mesmo assim, Edvaldo não cumpre. Isso é caso de prisão. Em qualquer situação, quando se descumpre decisão judicial, a pessoa é presa. Vá um vereador ou um cidadão comum descumprir o que manda a justiça para ver se não vai preso!”, disse.

 

Licitação do Lixo I

O parlamentar relembrou outros casos em que o prefeito não cumpriu as decisões da justiça. Elber lembrou que a Torre perdeu a licitação do Lixo em Aracaju e, numa manobra, a Prefeitura conseguiu desclassificar a empresa que tinha ganhado o certame com o valor mais barato para deixar que a Torre voltasse para o contrato. Ele questionou a falta de ação da Justiça de Sergipe em cobrar que suas próprias decisões sejam cumpridas.

 

Licitação do Lixo II

“A Justiça sergipana não existe para o prefeito Edvaldo Nogueira não, é? Desde dezembro a justiça disse para anular o contrato com a Torre e voltar a empresa que realmente ganhou. Até hoje nada foi cumprido. Ele está afrontando o Poder Judiciário. São duas decisões não cumpridas”, indagou.

 

IPTU

Na mesma linha, Elber lembrou também que outra decisão descumpridor por Edvaldo Nogueira foi em relação à cobrança do IPTU, que já foi declarado inconstitucional. “Edvaldo Nogueira tem o quê que a justiça não funciona para ele? Respeito a Justiça de Sergipe, os procuradores, mas juntar petição sem o prefeito assinar para adiar a pauta de julgamento é de esgotar a paciência”.

 

Alô SEED!

São cada vez mais fortes os rumores no meio empresarial sobre o tratamento diferenciado dado a Seed, em detrimento das demais secretarias, no que diz respeito e licitações para realização de obras. O entendimento é que isso enfraquece, demasiadamente, a Sedurbs (Jackson Barreto).

 

Entenda!

Esse é o primeiro passo para o descumprimento do acordo de que essa área seria conduzida por Bira (secretário), que além de toda uma logística à disposição para realização de obras, em tese seria muito mais barato e eficaz a realização dos serviços do que através de um mini-setor, conduzido por um pequenino (e ligeiro) diretor de Obras da SEED.

 

Outra coisa!

É bom frisar também as últimas ocorrências na Seed, onde rolam dispensas de valor na área de engenharia em total desrespeito ao que estabelece a lei de licitações (supostamente contemplando os amigos com os preços máximos). Melhor nem falar dos compromissos de campanha. Cenas dos próximos capítulos...

 

Quem manda, afinal?

Não custa o “galeguinho” Belivaldo Chagas esclarecer: quem tem o comando da SEED? O secretário atual (rei da Inglaterra) ou pequenino (e ligeiro) diretor de obras? Quem estaria dando suporte a todas essas “travessuras” na secretaria? Se alguém conversar com funcionários mais antigos da Pasta vai ver que tem muita coisa ainda para ser revelada...

 

Cabo Amintas I

O vereador Cabo Amintas (PTB) denunciou o abandono da EMEF Carvalho Neto, no bairro Novo Paraíso. Além disso, ele ainda destacou o vereador Pastor Carlito Alves (PRB), mostrando a incoerência do membro da Casa Legislativa quanto as recentes declarações sobre o militar. Amintas ainda lamentou o falecimento do soldado Lucas Yuri dos Santos Pinto, vítima de acidente automobilístico. “Que Deus conforte a todos os amigos e familiares nesse momento de dor. E que o Yuri esteja em um lugar de paz, bem mais tranquilo que essa terra”, afirmou.

 

Cabo Amintas II

Em seguida, foi momento do vereador voltar a falar da situação de descaso instalada na EMEF Carvalho Neto. Amintas esteve na escola e, durante live do programa “Nas Ruas”, exibido em suas redes sociais, para mostrar o contínuo estado de abandono da instituição de ensino. Com um bolo, o vereador esteve ao lado da população, “cantando parabéns” e ironizando os cinco anos de obras paradas.

 

Pais abalados

Outro assunto que foi abordado por Amintas durante seu discurso foi uma entrevista dada pelo vereador Pastor Carlito Alves, recentemente. Na declaração, o pastor chama Cabo Amintas de “louco” e afirma que o militar na reserva “precisa de ajuda psicológica”. O episódio, de acordo com o petebista, fez seu pai, um idoso de 80 anos, chorar. Além de abalar sua mãe, também idosa.

 

Louco, não!

“Senhores, eu cheguei em casa semana passada e encontrei meu pai, um senhor de 80 anos, chorando. Graças a uma entrevista sua, Pastor Alves, que resolveu me julgar. Quero informar à população de Aracaju, que não recebi nenhum comunicado de nenhum procedimento da Comissão [de Ética]. O que recebi foram vídeos sendo acusado por um colega, então relator da Comissão, me chamando de ‘louco’. Ele [Pastor Alves], que estava fora do plenário, ao lado de uma psicóloga — que eu sugiro ao Conselho de Psicologia que verifique quem é — pois deu o meu ‘laudo’, disse que eu precisava ser tratado”, explicou.

 

Alese I

Os deputados estaduais aprovaram, nas Comissões Temáticas e em plenário, na manhã dessa terça-feira (30), um projeto de autoria do Poder Executivo, uma Moção de autoria do deputado Iran Barbosa (PT), além de dois projetos de resolução de autoria do ex-deputado Antônio dos Santo os e da deputada Kitty Lima (REDE), concedendo o Título de Cidadão Sergipano a Marcelo Gerrard Almeida de Andrade e à ministra de Estado da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Regina Alves.

 

Alese II

Do Poder Executivo um projeto de lei que promove alterações na lei nº 4.189/1999, que dispõe sobre a execução de obras e serviços de engenharia com recursos do Tesouro do Estado, disciplina o uso do espaço territorial nas áreas de conturbação e de desenvolvimento intermunicipal, regulariza a taxa de assessoramento técnico, restabelece plano de desligamento voluntário, cria sistema de registro de preços para obras e serviços de engenharia e institui o Fundo Estadual de Desenvolvimento da Habitação.

 

SEDUC I

Na proposta em questão, o governo promove alterações para adequar à Lei às reais circunstâncias por que passa a Administração Pública Estadual, especialmente em relação às atuais necessidades apresentadas pela Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (SEDUC). O governo alega “a descentralização dos processos de execução de obras e serviços de engenharia para SEDUC busca promover maior celeridade e eficiência no âmbito da rede estadual de ensino”.

 

SEDUC II

Em seguida, a mensagem governamental diz que o projeto proporcionará inegáveis benefícios aos serviços prestados na área de educação, ressaltando que as alterações estarão em consonância com os prefeitos dispostos na Constituição Federal e na Lei 8.666/93. “A medida permitirá que Sergipe avance velozmente na execução de obras e serviços de engenharia nas unidades escolares e imóveis de atividade fim da SEDUC”.

 

Proposta

Na alteração proposta, o artigo 4º da Lei passa a ganhar o parágrafo 4º com a seguinte redação: “ficam igualmente executados da aplicação desta Lei, as obras e os serviços de engenharia referentes às unidades escolares e imóveis de atividade fim da SEDUC, cuja execução lhe é facultada”.

 

Moção

De autoria do deputado Iran Barbosa foi aprovada uma Moção apelando aos deputados federais e senadores da bancada sergipana que atuem junto ao governo federal e à Petrobras para reverter a hibernação/paralisação das atividades e o fechamento da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados em Sergipe (FAFEN).

 

Damares Regina

O Título de Cidadão Sergipano a Marcelo Gerrard Almeida de Andrade, proposto por Kitty Lima, foi aprovado por unanimidade; já o Título para a ministra Damares Regina Alves foi aprovado por maioria, com o voto contrário do deputado Iran Barbosa. Ela recebe a Cidadania Sergipana e a Cidadania Aracajuana, em sessão conjunta no plenário da Alese.

 

Zezinho Sobral I

O setor pecuarista e os pequenos produtores sergipanos estão em festa desde quando o governador Belivaldo Chagas sancionou no município de Nossa Senhora da Glória, a lei que regulamenta a produção e a comercialização dos queijos artesanais. Um dos autores, o deputado Zezinho Sobral (PODE), afirmou que a Assembleia Legislativa de Sergipe foi propositiva e resolutiva ao apresentar para o Brasil uma lei que fala sobre queijos artesanais.

 

Zezinho Sobral II

Sergipe é o quarto estado da região Nordeste que regulamenta as queijarias artesanais, seguido pelo Piauí, Rio Grande do Norte e Pernambuco. No Brasil, a regulamentação também já foi feita em Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Goiás, entre outros estados. Um dos principais avanços com a regulamentação é o reconhecimento da produção do queijo com o leite cru, preservando  a cultura e o modo de fazer a iguaria em cada região do país.

 

Tudo detalhado

Segundo o deputado, o texto detalha processos, técnicas, tipos de queijos e demais derivados do leite produzidos artesanalmente, além de estabelecer critérios que asseguram a qualidade e inocuidade dos produtos. E explica aos órgãos ambientais que uma queijaria artesanal é pequena, de estrutura reduzida e não tem as mesmas implicações de um grande laticínio que recebe milhares de litros.

 

Queijo artesanal

“A sanção dessa lei é uma excelente notícia, pois ela é mais completa,  amplia e discute os aspectos; fala da criação dos animais, da origem do leite, do controle sanitário. Ela diagnostica o perfil do produtor de queijo, quando diz que o queijeiro que tem habilidade, conhecimento e que fez curso e se qualificou, pode responder tecnicamente pelo seu estabelecimento, porque afinal de contas o queijo artesanal parte da arte e da habilidade de cada um. É o queijeiro quem dá o gosto e o sabor, quem diz como deve produzir, quanto tempo passa. Cada um buscando aprimorar”, entende.

 

Lançamento I

Não há barreiras para a literatura! É o que comprova o agora escritor Ivan Pinto Sampaio.  Desde maio de 2018, ele realiza acompanhamento multiprofissional em saúde mental devido ao diagnóstico de Esquizofrenia. O domínio com as palavras rapidamente foi perceptível pelos profissionais, já que alguns dos sintomas graves apresentados por Ivan diminuíam significativamente com a prática da escrita, deixando-o tranquilo e com autoestima elevada.

 

Lançamento II

Ivan passou a se definir como “o poeta do amor”, e escrever sobre seus pensamentos se tornou uma prática diária, estimulada pela equipe, no seu projeto terapêutico individual. Durante uma reunião clínica - momento em que a equipe multiprofissional discute a evolução e tratamento dos pacientes, sob a supervisão do Dr. Antonio Aragão, psiquiatra e Diretor Técnico da Equilíbrio Clínica Dia – foi feita uma leitura de alguns textos e observado o potencial para publicação do livro de Ivan.

 

Lançamento III

Para Kelly Coutinho, Responsável Legal e Assistente Social da Equilíbrio Clínica Dia, o lançamento do livro reitera a importância do 18 de maio, Dia Nacional da Luta Antimanicomial que é comemorado durante todo o mês, e enfatiza a importância da humanização do tratamento de um paciente com transtorno mental . “Resgatar suas habilidades e potencialidades, elevar a autoestima , ressignificar sua vida, tornando-o protagonista da sua própria história, esse é o nosso objetivo”, explica.   

 

Processo seletivo

Prosseguem até o próximo dia 8, as inscrições para o processo seletivo de estágio de nível superior no Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE). A seleção visa ao preenchimento de vagas disponíveis e formação de cadastro reserva para estudantes das áreas de Administração, Ciências Contábeis, Direito, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, História, Informática, Psicologia e Serviço Social.

 

Inscrições

Na inscrição o candidato deve preencher o cadastro, imprimir o boleto bancário e efetuar o pagamento em qualquer agência do Banese até 08/05/2019. O valor da inscrição é R$ 20. As inscrições somente serão confirmadas após a comprovação do pagamento. A partir do dia 13/05, será disponibilizado no mesmo site a relação dos interessados que tiveram suas inscrições deferidas.

 

Provas

As provas serão realizadas em Aracaju, no dia 22/05/2019, na Faculdade Pio X, Campus III, localizado na Avenida Tancredo Neves, 5655, bairro Jabotiana, no horário das 9 às 12h. Entre os requisitos estão ter cursado no mínimo 50% dos créditos obrigatórios; ter média geral ponderada correspondente a, no mínimo, 5.0, entre outros. Somente poderão ingressar no estágio os candidatos que estejam até o limite de seis meses da data prevista para a conclusão do curso.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com




Tópicos Recentes