POLÍTICA

28/05/2019 as 10:02

Sergipe atravessa uma “explosão de negatividade”! Tem que benzer este Estado!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

O momento do nosso Estado está longe de ser dos melhores. Já estamos enfrentando algumas dificuldades há alguns anos, justiça seja feita, mas não dá para negar que a sensação é que as coisas estão ficando piores. Não há uma grande notícia, uma mensagem que estimule o povo sergipano. A gente procura e não acha indicadores favoráveis! O governo de Belivaldo Chagas (PSD) celebra que os registros de mortes violentas, por exemplo, estão caindo, mas com todo respeito aos que fazem a Secretaria de Segurança Pública, a sensação de insegurança parece voltar a crescer.  

 

Na Saúde pública os governistas logo falam em volume de atendimentos, mas este colunista mantem a tese que, não fossem obras estruturantes de outros governos, como o Hospital João Alves Filho (hoje HUSE) e a Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, a situação era muito pior. Os hospitais regionais, tão propagados, continuam sem funcionar a contento, como também em Aracaju, já que as pessoas continuam recorrendo ao HUSE em busca de atendimentos básicos. Na urgência do IPES, por exemplo, a superlotação é tamanha que as pessoas estão tendo que recorrer ao 190 da PM para serem atendidas.

 

Sobre a Educação há muito tempo que Sergipe não houve uma grande evolução, um quando de melhora acentuada na qualidade do ensino. Na infraestrutura, o governo sonha com um empréstimo “surreal” para ter dinheiro para recuperar nossas rodovias estaduais, responsáveis por acidentes diários; uma obra “marcante” como do Centro de Convenções de Sergipe (CIC) parece virar um “elefante branco”, não se tem R$ 7 milhões para terminar o Terminal Pesqueiro no Centro e ainda se fala em “estadualizar” a duplicação da BR-235, sendo que não há previsão para terminar a obra da BR-101.

 

Este colunista contesta os números e afirma que o desemprego em Sergipe está em alta, os impostos elevados estão “quebrando” muitos empresários, o dinheiro não circula! Sergipe perdeu diversos voos importantes, nosso Turismo tenta “atrair” baianos “vendendo forró”, os hotéis e pousadas estão com baixa ocupação e já estamos quase no início do período junino. Nosso “carro-chefe”, o Forró Caju, não tem programação definida faltando menos de 30 dias para o São João. Como atrair turistas? Tentaram aproveitar o casamento de Carlinhos Maia, semana passada, mas sem opções, vários convidados ficaram hospedados em Piranhas (AL).

 

Continua com uma incerteza muito grande sobre o futuro da Fafen em Laranjeiras; estamos chegando no meio do ano e nossa bancada não conseguiu indicar ninguém nos órgãos federais; o governador tenta uma aproximação do presidente Jair Bolsonaro (PSL), fala na liberação de até R$ 1 bilhão para Sergipe, mas nosso Estado sequer possui um Secretário da Fazenda. O momento é tão delicado que Sergipe ganhou visibilidade nacional por conta de uma tragédia: o acidente aéreo envolvendo o cantor Gabriel Diniz e a tripulação do monomotor que seguia da Bahia para Alagoas e caiu nessa segunda-feira (28) em um manguezal no município de Estância.

 

Em síntese, com todo respeito às autoridades que comandam nosso Estado, há se de promover um ato religioso, uma espécie de concentração de forças, porque Sergipe está visivelmente “pesado”, “carregado”! Atravessamos uma explosão de negatividade e, pode parecer engraçado, mas é preciso “benzer” nosso Estado! Em meio a tantos problemas, as lideranças políticas não sem unem, as perseguições são contínuas, boa parte da imprensa não pode falar, foi censurada, os poderes estão comprometidos e, sem perspectivas, para a maioria só resta esperar por dias melhores. A gente tenta, mas tá difícil de acreditar...

 

Veja essa!

Em entrevista à FAN FM, o deputado estadual Garibalde Mendonça (MDB) disse que perdeu o comando da Secretaria de Meio Ambiente de Aracaju, mas com a promessa do prefeito Edvaldo Nogueira de entrar em contato no dia seguinte, para tentar “acomodar” a situação.

 

E essa!

O comando da SEMA passou para o deputado federal Laércio Oliveira (PP), coube a Jackson Barreto (LEIA MDB) ser contemplado com a Fundat e, até agora, Garibalde segue “esquecido” pelo prefeito. “Se achasse que é importante, certamente teria entrado em contato”, avaliou o deputado.

 

Saúde é 190?

Repercutiu a denúncia de uma confusão registrada na noite do último sábado (25), na urgência do Ipesaúde. O Samu trouxe um paciente para a unidade que fica no Hospital Cirurgia e, segundo informações, o médico de plantão teria demorado a proceder no atendimento alegando que o pronto-socorro estava superlotado, mesmo em se tratando de um cargo de muita urgência. A filha do paciente chegou a acionar o 190 da PM para conseguir o atendimento.

 

Exclusiva!

Uma fonte bem avisada entrou em contato para explica que, no próprio sábado, este não foi o único registro e as pessoas estão sem entender o que está acontecendo no Ipesaúde já que aumentou a arrecadação do órgão. O entendimento é que era para se ter estrutura para atender toda a demanda. Abra do olho, galeguinho!

 

Bomba!

Dia 4 vem aí a licitação das feiras livres de Aracaju e, segundo o edital, está previsto que a (s) empresa (s) vencedora (s) poderá subcontratar, parcialmente, os serviços, mas não se estabelece o percentual! Como perguntar não ofende nunca, ao Ministério Público Estadual, cadê o princípio de isonomia exigido pela lei das licitações? Esse é um edital para “inglês” ler...

 

Feiras livres

Este colunista apurou que, pelo modelo do edital da licitação, a EMSURB poderá autorizar a empresa vencedora de um dos lotes a subcontratação de 80% dos serviços, por exemplo, e para outra empresa vencedora de outro lote apenas 5% ou até nada! Outro detalhe neste “EDITAL”: ficará a critério da EMSURB, autorizar ou não, a exploração do espaço público para outros fins. Ou seja, para os amigos de Jackson Barreto, tudo! Para quem não “reza na cartilha” ou não é aliado político, “os rigores da lei”.

 

Gabriel Diniz I

A Secretaria da Segurança Pública do Estado de Sergipe (SSP/SE) informa que, após o resgate dos três corpos envolvidos no acidente aéreo ocorrido nessa segunda-feira (27), na região da Praia do Saco, município de Estância/SE, foram identificados e liberados do Instituto Médico Legal, na capital sergipana.  Oficialmente estão confirmados os corpos do cantor Gabriel Diniz, e dos pilotos Linaldo Xavier e Abraão Farias.

 

Gabriel Diniz II

O Grupamento Tático Aéreo (GTA) foi a primeira equipe a chegar ao local do acidente, e de acordo com o Major Leonardo Anjos, coordenador da operação de resgate, o GTA, após sobrevoo na região, localizou os destroços da aeronave, orientando a chegada da equipe de resgate do Corpo de Bombeiros.

 

Resgate I

Segundo o Coronel Gilfran Mateus, comandante geral do Corpo de Bombeiros, os três corpos foram retirados de dentro da aeronave. “No início da operação falava-se em quatro corpos, mas junto à Aeronáutica, ao controle de espaço aéreo aqui, que tem as informações do plano de voo, constatamos que apenas três pessoas estavam na aeronave”.

 

Resgate II

Para a operação, também foram acionados o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o Instituto Médico Legal (IML), que prontamente foram encaminhados ao local. A Superintendência do SAMU 192 Sergipe, através da Central de Regulação de Urgências (CRU) acionou 01 Unidade de Suporte Avançado (USA) e 01 Unidade de Suporte Básico (USB).

 

Óbitos

“Nós observamos que todos foram extremamente machucados, com várias fraturas, exatamente porque, com a queda ocorreu politraumatismo, tanto traumatismo craniano como torácico e abdominal, levando a óbito de imediato todos eles”, informou o diretor do IML, o médico legista José Aparecido Cardoso.

 

Velório

O corpo do cantor Gabriel Diniz chegou por volta de 5h dessa terça-feira (28) ao ginásio de esportes Ronaldão, no bairro do Cristo Redentor, em João Pessoa, para ser velado. O velório foi, inicialmente, fechado para familiares e amigos. A cerimônia foi aberta ao público, que fazia fila desde a madrugada, às 8h. O sepultamento deverá ser realizado nesta tarde.

 

Estágio

O deputado federal Fábio Reis voltou a dizer que quando for candidato a prefeito de Lagarto, seguirá o exemplo do prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana. A primeira vez que ele destacou a gestão da quarta cidade mais antiga do País foi na convenção do MDB. Durante entrega de ambulâncias em São Cristóvão, ele voltou a afirmar que “quando eu for candidato a prefeito de Lagarto, venho fazer estágio em São Cristóvão com Marcos Santana”.  

 

Falando nele

O prefeito Marcos Santana esteve com o governador Belivaldo Chagas pedindo investimentos para infraestrutura urbana e turística em São Cristóvão. Na ocasião, foram apresentados projetos de obras estruturantes para o município, a exemplo da recuperação da rodovia João Bebe Água, e a ampliação dos serviços do Hospital Nosso Senhor dos Passos.

 

Solos salinizados I

Uma estrada de terra sinuosa leva à propriedade de dona Maria José no semiárido sergipano. Ali, no assentamento Jacaré-Curituba, ela costumava plantar quiabo, milho e feijão. De uns anos para cá, o lote foi ficando sem vida.  A salinização do solo não deixava planta nenhuma crescer. Por isso, quando pesquisadores apareceram por lá dizendo que iriam recuperar a área para que voltasse a produzir, a agricultora não pensou duas vezes, e aceitou a implantação de um experimento piloto de recuperação de solos afetados por sais.

 

Solos salinizados II

Desde março deste ano, seu pequeno lote sedia um estudo interessante para o Nordeste, a recuperação de solos salinizados. Há muitos deles no semiárido nordestino, por conta de irrigação inadequada associada à má drenagem da terra. O estudo reúne diversas técnicas de recuperação de solos afetados por sais. Até hoje, as soluções mais estudadas por pesquisadores para resolver o problema foram testadas em laboratórios e casas de vegetação, com pequenas amostras de solo, sendo escassos trabalhos de campo que apontem soluções definitivas quanto à recuperação de solos afetados por sais. 

 

Técnicas experimentadas

Agora, estão sendo experimentadas diversas técnicas de recuperação em condições de campo, em um solo salinizado pelo uso excessivo de água de irrigação e má drenagem. “A gente está tirando dos livros toda uma teoria e colocando essas informações no campo”, conta o engenheiro agrônomo Airon José da Silva, coordenador da pesquisa. Estamos avaliando deste a escolha dos materiais necessários, até o custo real de recuperação do solo, estas informações serão úteis no fomento de novas pesquisas, na formação acadêmica e para os agricultores que tiveram o solo de seus lotes afetados por sais.


Laércio Oliveira I

Depois de ser procurando por carcinicultores de vários municípios, principalmente os de Brejo Grande, o deputado federal, Laércio Oliveira, resolveu fazer uma visita técnica neste domingo, dia 26, juntamente com o diretor-presidente da Adema, Gilvan Dias, o superintendente interino da Superintendência Federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento em Sergipe, André Barreto e o presidente da Associação Sergipana dos Armadores de Pesca Artesanal, Humberto Eng, aos carcinicultores do município.

 

Laércio Oliveira II

“Já tinha sido procurado por alguns dos carcinicultores que traziam demandas e pedido de ajuda para região, que antes era reconhecida pela rizicultura e agora passa a ser um local em pleno desenvolvimento da aquicultura, principalmente a criação de camarão. Por isso, resolvi convidar André Barreto, Gilvan Dias e Humberto Eng para fazermos uma visita hoje aos carcinicultores em Brejo Grande. Eles aceitaram e estamos aqui para ouvi-los. É a hora de falarmos das dificuldades, de conhecermos alguns viveiros de camarão e a realidade da região para traçar ações que possam ajudar no desenvolvimento da atividade que vai gerar emprego e renda para essa região do baixo São Francisco com essa cadeia produtiva”.

 

Iran Barbosa

Levando-se em conta a necessidade de atendimento à reivindicação das famílias residentes nas comunidades Guajará, Rosa de Maio, Palestina e imediações, que são vítimas dos altos índices de violência, o deputado estadual Iran Barbosa (PT), através da Indicação Nº 244/2019, solicitou a construção, com estrutura e profissionais necessários ao funcionamento esperado, de um Posto Policial na comunidade Guajará, com cobertura policial nas referidas comunidades adjacentes, localizadas no município de Nossa Senhora do Socorro. 


Maria do Carmo I

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) defende que o Senado passe o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), ao Ministério da Justiça e Segurança, tirando-o da estrutura do Ministério da Economia. A Medida Provisória que trata sobre o assunto está pautada na sessão desta terça-feira (28). Há duas semanas, a Câmara Federal confirmou o Coaf sob os cuidados do ministro da Economia, Paulo Guedes. “Há toda uma expectativa da sociedade para que o órgão fique com o ministro Sérgio Moro, considerando a sua ação precípua de combate à corrupção e a lavagem de dinheiro”, disse Maria.

 

Maria do Carmo II

Para ela, tirar o Coaf das hostes do MJ, é fragilizar esse processo de combate a crimes que são tão nocivos ao país, comprometendo, sobretudo, o bom andamento da coisa pública. Maria do Carmo lembrou que Moro já demonstrou muita habilidade nessa batalha contra a corrupção, quando comandou a Operação Lava-Jato que levou inúmeros corruptos à prisão.

 

Maria Mendonça I

A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, na tarde dessa segunda-feira (27), para sair em defesa do trabalhador rural durante a Reforma da Previdência que está sendo apresentada pelo governo federal para apreciação do Congresso Nacional. A parlamentar anunciou que vai apresentar uma Moção de Apelo para chamar a atenção da bancada federal de Sergipe em BSB.

 

Maria Mendonça II

Ao fazer uso da palavra, Maria Mendonça fez alusão ao 25 de Maio, quando se celebra o Dia do Trabalhador Rural. A parlamentar fez uma homenagem às pessoas que trabalham no campo e lembrou a morte do deputado federal Fernando Ferrari, que sempre lutou pelo direito destes trabalhadores. “Esta data deve ser um momento de reflexão e de luta em defesa do trabalho e dos direitos daqueles e daquelas que alimentam o Brasil”.

 

Trabalhador rural

A parlamentar colocou que os direitos trabalhistas do empregado rural, salvo algumas regras diferenciadas, estão de acordo com as normas previstas na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), inclusive descanso semanal remunerado, 13º salário, dissídio coletivo e reajuste salarial. “É necessário regularizar a situação desses trabalhadores, oferecendo condições de trabalho decentes a essas pessoas”.

 

Virou lei

Maria Mendonça destacou ainda a lei 8.174/11 de sua autoria que institui em Sergipe o Programa de Prevenção e Combate às doenças causadas por exposição solar do trabalhador rural, visando a implementação de ações permanentes e articuladas entre entes públicos e privados, voltadas à prevenção, ao diagnóstico e ao tratamento de doenças decorrentes da exposição do trabalhador rural ao sol no seu ambiente de trabalho.

 

Consciência e fiscalização

“A Lei visa conscientizar e esclarecer os trabalhadores sergipanos sobre os cuidados e procedimentos a serem adotados quando em atividade de exposição ao sol, considerando que o câncer de pele responde por 25% de todos os tumores diagnosticados em todas as regiões do Brasil”, disse Maria Mendonça, pontuando ainda que o Estado e Ministério Público devem estar atentos para a aplicabilidade da lei nos dias atuais.

 

Reforma da Previdência

Por fim, Maria Mendonça chamou a atenção para a Reforma da Previdência e disse que “se as mudanças propostas pelo governo no sistema previdenciário forem mantidas na negociação com o Congresso, o pequeno produtor ou trabalhador rural não poderá mais se aposentar por idade, sem nunca ter contribuído. Quero externar nosso compromisso com esses trabalhadores e, embora não seja contra a Reforma da Previdência, discordo de alguns pontos”, disse, anunciando que vai apresentar uma Moção de Apelo pedindo o empenho da bancada sergipana.

 

Goretti Reis I

A deputada estadual Goretti Reis (PSD) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, na tarde dessa segunda-feira (27), para questionar a Ação Civil Pública por Improbidade Administrativa com pedido de compensação ao dano moral coletivo movida pelo Ministério Público Estadual da Comarca de Lagarto, baseada em denúncia pública feita pelo então deputado estadual Valmir Monteiro que alegava irregularidades quanto ao repasse do valor de R$ 1,5 milhão das antigas verbas de subvenção social para a Maternidade Zacarias Júnior, em Lagarto.

 

Goretti Reis II

Goretti disse que até o momento não recebeu qualquer notificação do Ministério Público e que só tem conhecimento do assunto através do que vem sendo colocado nas redes sociais. Ela questionou a Ação proposta pelo promotor de Justiça, Belarmino Alves dos Anjos Neto. “O questionamento é que eu teria direcionado recursos para a maternidade Zacarias Junior. O detalhe é que para 2014 eu nem fiz destinação de recursos porque no ano anterior estava exercendo o cargo de secretária municipal de Saúde em Aracaju”.

 

Sem irregularidades

Goretti pontuou que a Maternidade passou por inspeções do Ministério Público Estadual e Federal e que em nenhum momento se identificou irregularidades na aplicação dos recursos. “Essa ação vem cinco ou seis anos após porque queriam encontrar um motivo, querendo que eu restitua só pelo fato de meu esposo ter exercido a presidência da Maternidade, que também conta com um colegiado fiscal e com secretários. Essa Maternidade não atende apenas a Lagarto, mas a toda região e até aos municípios da Bahia, além de ser reconhecida e premiada pelo Ministério da Saúde”.

 

Lagarto 2020?

“Quero saber qual o problema, onde há o impedimento de que não se podia repassar recursos para uma entidade onde há um parente de deputado? Isso nunca aconteceu? Por que só comigo? Era para verificar a aplicação e execução dos recursos. Isso sim! A Maternidade faz mais de 3 mil procedimentos por ano”, disse a deputada, acrescentando que “será que isso se deve ao fato de meu nome ser cotado para disputar a prefeitura de Lagarto em 2020 e já estou incomodando?”, questionou.

 

Denúncia

Por fim, Goretti Reis denunciou que o promotor de Justiça que assina a Ação tem um parentesco com a atual prefeita de Lagarto e que a medida “seria uma forma de protege-la para me queimar. Eu sou uma mulher ética, séria e desafio qualquer um que prove um só desvio meu de recursos. Eu me conheço, tenho compromisso com a coisa pública, por onde passei e não vou deixar isso passar, deixar o meu direito de falar. Respeite as pessoas porque se estou aqui é porque tenho credibilidade junto ao povo”, disse, recebendo a solidariedade do também deputado Georgeo Passos (Cidadania 23).

 

Estância I

Após aproximadamente 30 anos, o município de Estância retoma o convênio com Instituto de Promoção e de Assistência à Saúde de Servidores do Estado de Sergipe (Ipesaúde), graças ao empenho do prefeito Gilson Andrade na efetivação desse convênio, que consiste numa iniciativa que faz parte do programa de valorização do servidor público municipal. Assim, na próxima quinta-feira (30), inicia o cadastro de servidores interessados em aderir ao convênio de assistência médico-odontológica ambulatorial e hospitalar, por meio de serviços próprios da autarquia. 

 

Estância II

O cadastramento será realizado na sala da Secretaria da Administração e Planejamento, localizada na sede da prefeitura, das 8h às 12h. Além dos servidores ativos, também poderão fazer a adesão inativos e comissionados. Ambos poderão incluir seus dependentes, obedecendo critérios do Ipesaúde.

 

Abertura do forró I

Com uma programação festiva e cultural regada a muito forró, acontece na próxima sexta-feira (31), a abertura oficial dos festejos juninos de Estância “Cultura e tradição que aquecem nossa paixão”, a partir das 19h, com a Salva Junina que inicia com um cortejo cultural saindo da Avenida Getúlio Vargas (em frente a Igreja Santa Cruz).

 

Abertura do forró II

Em seguida, vai passando pelas principais ruas da cidade, com destino à Praça Barão do Rio Branco, onde ocorre a benção da fogueira, hasteamento das bandeiras juninas, apresentações de Barcos de Fogo e espadas, além do arrasta-pé com o trio pé de serra Sanfona Branca. E no Forródromo Rogério Cardoso, shows musicais que terão como atrações: Tyta Barão, Cavalo de Pau, Márcia Fellipe e Mano Walter.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 

 

 




Tópicos Recentes