POLÍTICA

01/06/2019 as 10:25

Witzel ignora “mimimi” de Sergipe e escolhe André para articular em BSB!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

Não é a primeira vez que este colunista escreve algo a respeito do ex-deputado federal André Moura (PSC). E o faz por reconhecer seus méritos, mas seus defeitos também. O problema é que, por “picuinhas políticas”, muitos sergipanos parecem torcer contra, pelo insucesso dos seus representantes. Aqui não se trabalha para “subir junto”, mas para atrair para baixo, nem que para isso tenha que “sofrer junto”. Já é hora do sergipano evoluir, deixar um pouco de lado esse “olhar provinciano”! Por conta do “mimimi” com André, hoje nosso Estado perdeu, e muito, em representação na capital federal.

 

Não temos sequer mais a mesma quantidade de voos diretos para Brasília (DF). Talvez por precipitação, por excesso de confiança ou vaidade, talvez por ter sido enganado ou motivado a arriscar, até um pouco de arrogância, André tenha decidido trocar uma reeleição possivelmente “fácil” para disputar um concorrido mandato de senador da República. Fez muito por Sergipe, diga-se de passagem. Trouxe cerca de R$ 1,5 bilhão em recursos federais para o Estado, para prefeitos aliados e que lhe faziam oposição. O maior exemplo está em Aracaju, com o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB). O pouco que vem sendo feito na capital, teve a participação decisiva de Moura.

 

A vontade da população, expressa no voto, é soberana, pode ser questionada, mas deve ser respeitada e interpretada. Com a experiência que adquiriu certamente o próprio André Moura já identificou onde errou em 2018. Pesou contra ele – e muito – sua proximidade com o ex-presidente da República, Michel Temer (MDB). Mas André não responde a nenhum processo ou teria cometido qualquer irregularidade por essa relação política. Aliás, nada disso tira o mérito dele ter sido o primeiro sergipano a liderar o governo federal na Câmara dos Deputados e, em seguida, em todo o Congresso Nacional.

 

Parece repetitivo, mas seu crescimento em Brasília (DF) se dimensionou tanto que André ainda mantém os cargos que indicou nos órgãos federais, mesmo sem mandato, sem voto e no governo do presidente “linha dura” Jair Bolsonaro (PSL). Reunida, toda a bancada federal de Sergipe em 2019 ainda não conseguiu transformar na prática em realizações para o Estado. Mesmo com muitas críticas e uma ciumeira “velada” de parlamentares sergipanos e de parte da imprensa local, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel simplesmente ignorou o “mimimi” de Sergipe e escolheu André para ser seu articular em BSB.

 

Por mais que os críticos tentem apontar defeitos, por mais que não gostem do perfil de André Moura, estamos diante de uma “máquina do trabalho”, um ser humano que gosta e vive do faz, um “animal político”, que convive com vitórias e derrotas, mas que continua fazendo história, quebrando “verdades absolutas” e destruindo preconceitos. André foi “esquecido” pela ingratidão do prefeito Edvaldo Nogueira; foi ignorado pelo governador (que chegou para resolver e ainda não conseguiu) Belivaldo Chagas (PSD), mas foi valorizado e reconhecido pelos cariocas. E mesmo que tenha sido por parte deles, não deixa ser um mérito para um nordestino e sergipano...

 

André Moura vai defender os interesses do Rio de Janeiro em Brasília. Isso não quer dizer que ele vai esquecer Sergipe, mas fortalece o discurso do quanto “provincianos” nós somos. É preciso pensar maior, deixar de ser “pequeno”. Moura venceu pelos méritos dele, é uma referência nacional, gostando ou não dele. Em meio a crise que vivemos, com o comércio “quebrando”, sem o dinheiro circular, com o desemprego em alta, não custava um gesto, um pouco de humildade. Pobre Sergipe, que sofre sem estadistas, homens públicos que colocam seu povo em primeiro plano. Só nos resta desejar sorte a André...

 

Veja essa!

Em Sergipe há quem defenda mais que André Moura seja condenado e cassado do que, mesmo a serviço do governo do Rio de Janeiro, consiga trazer mais recursos para o nosso Estado. Em meio a tanto desemprego, quem trabalha “contra a maré”, ou vai “vencer nadando” ou vai “morrer afogado”...

 

E essa!

A análise é muito objetiva: como um político estrategista como André Moura não serviu para Sergipe, Estado que não tem representação alguma junto ao presidente da República, e serviu para defender os interesses cariocas em BSB? Quem errou? Será que foi Witzel que escolheu alguém experiente? Galeguinho, galeguinho...

 

Euclides Figueiredo I

Durante o programa do radialista Gilmar Carvalho, na FM Jornal, nessa sexta-feira (31), manifestantes que interditaram a Avenida Euclides Figueiredo, na zona Norte da Capital, em protesto contra Edvaldo Nogueira, “soltaram o verbo” e foram taxativos: a gestão prometeu retomar as obras (paralisadas) ao longo da semana, mas até o horário do programa nada havia acontecido.

 

Euclides Figueiredo II

A turma está na bronca e disse que não aguenta mais “ser enganada” pela PMA que, segundo eles, deixou os moradores “na lama”. O interessante é que o prefeito está na Europa, curtindo 15 dias de férias. Aí sim ele foi no lugar certo buscar a “qualidade de vida”. E o povão “pagando o pato”. E viva o capitalismo!

 

Edvaldo x Bertulino I

É visível para qualquer um que o prefeito de Aracaju está trabalhando, incansavelmente, via Emsurb (leia Jackson Barreto), para retirar todas as concessões de feiras livres do empresário Bertulino Menezes que, historicamente, tem relação política com a família Valadares. É perseguição pura!

 

Edvaldo x Bertulino II

Faltando poucos dias para a licitação das feiras (dia 4), a PMA se manifesta que está buscando uma empresa para montar a feira do Augusto Franco, no próximo dia 5 (depois da licitação), ou seja, uma espécie de “contrato emergencial”, como este colunista já antecipou.

 

Edvaldo x Bertulino III

O engraçado é que o presidente da Emsurb, Luís Roberto, se manifesta sobre a feira do Augusto Franco como se o empresário Bertulino Menezes já tivesse sido notificado da decisão que retirou sua permissão pelo uso do espaço público. E já quer colocar outra empresa sem esperar o resultado da licitação? Sei não...

 

Bomba!

Comenta-se nos bastidores que dois empresários brigam por esse contrato emergencial das feiras livres de Aracaju: um conhecido por Roque, que seria ligado politicamente a Jackson Barreto, e outro de Itabaiana, que teria tomado um empréstimo grande para preparar as barracas para a capital. “Corre por fora” uma empresa de Caruaru (PE). Tudo para tirar Bertulino!

 

Alô Euza Missano!

Na terça-feira (4) está agendada a licitação das feiras livres de Aracaju. Mesmo diante de uma “chuva de impugnações” por conta do edital “mal feito” e do silêncio da Emsurb, a pergunta que não quer calar e deve ser dirigida ao prefeito Edvaldo Nogueira e ao MPE: será que os feirantes vão concordar em pagar R$ 38 por uma banca simples e R$ 200 em um balcão refrigerado? Numa crise dessas? Para a PMA e a Emsurb o faturamento dos feirantes está nas alturas...

 

Exclusiva!

O Sepuma (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Aracaju) acionou o Ministério Público Estadual para investigar uma denúncia relacionada ao departamento de precatórios de Sergipe que pode resultar em suposta prática de atos que configuram improbidade administrativa ou crime de responsabilidades dos gestores. O processo já está em tramitação...

 

Abra do olho, galeguinho I

Mesmo com o “perfil centralizador” do governador Belivaldo Chagas, esta informação, aparentemente, passou desapercebida para o “galeguinho”. Segundo o Diário Oficial do Estado, do último dia 23, consta uma dispensa de licitação nº 005/2019 da Secretaria de Educação, para “serviços emergenciais de demolição e construção de muro e calçada no Colégio Estadual Professora Judite Oliveira, em Aracaju”.

 

Abra do olho, galeguinho II

A empresa vencedora da dispensa de licitação, pela “bagatela” de R$ 141,4 mil, foi a empresa Marco Antônio Garcez Mattos Filho a confirmação se deu no último dia 22. No primeiro momento este colunista entranhou uma dispensa de licitação, por um valor interessante, para demolição e construção de muro.

 

Abra do olho, galeguinho III

Este colunista chama a atenção do governador, tão exigente nos processos administrativos de sua gestão, e logo na secretaria do seu “braço direito” que “premiou”, com uma dispensa de licitação de R$ 141 mil, uma empresa que, segundo a Receita Federal, foi aberta em 18 de dezembro de 2018, ou seja, em menos de cinco meses de atuação já ganhou esse “incentivo” do poder público. O “padrinho” é forte ou não?

 

Ivan Paixão

O ex-deputado federal por Sergipe, Ivan Paixão, aos 67 anos, faleceu em Salvador (BA), na madrugada desse sábado (1º). O corpo será velado no Cemitério Colina da Saudade, em Aracaju, a partir das 14 horas, e será sepultado às 17 horas. A Coluna externa os mais sinceros votos de pesar aos familiares, em especial ao amigo e comunicador Rodrigo Paixão, leitor assíduo deste espaço.

 

Gabriel Diniz

A Prefeitura de Estância promove neste domingo (2), a partir das 10 horas, no Porto dos Cavalos, no litoral do município, uma missa de sétimo dia em memória do cantor Gabriel Diniz e do restante da tripulação do monomotor, Linaldo Xavier e Abraão Farias, que vieram a óbito no acidente com a queda da aeronave, no último dia 27, em um manguezal no centro-sul de Sergipe.

 

Adaílton Martins I

O deputado estadual Adailton Martins (PSD) participou da audiência pública “Caueira: obstáculos e desafios ao desenvolvimento”, de iniciativa do também deputado Luciano Pimentel (PSB), na manhã dessa sexta-feira (31) e colocou seu mandato à disposição da Prefeitura de Itaporanga para ajudar no que for possível para impedir a derrubada de imóveis na região.

 

Adaílton Martins II

Com o discurso da busca pelo entendimento e da conciliação, Adailton Martins disse que problemática parecida também é vivida por donos de imóveis na Barra dos Coqueiros, mais precisamente na região das Praias da Costa e do Jatobá. O parlamentar disse ainda que é frequentador da Praia da Caueira, tem imóvel na região e que conhece um pouco do “drama” daquela comunidade. “Não podemos ficar de braços cruzados diante do risco dessas casas serem derrubadas. Vejo problemas semelhantes aos da Barra dos Coqueiros. Em outros Estados percebemos que há diálogo e entendimento e nós queremos esse mesmo tratamento aqui em Sergipe”.

 

30 anos

Adaílton Martins lembrou que os moradores da Caueira já possuem edificações na região há mais de 30 anos e disse que muitas pessoas sobrevivem do comércio local, vendendo caranguejo, ostras e coco. “Nossa preocupação é com o caos social que a derrubada dessas casas poderia causar. Além dessas pessoas que sobrevivem da venda desses produtos, temos os pequenos comerciantes também. O desemprego está em alta no nosso País e não podemos permitir que essa situação fique ainda pior”.

 

Sérgio Sobral I

Um dos debatedores da audiência pública “Caueira: obstáculos e desafios ao desenvolvimento”, iniciativa do também deputado Luciano Pimentel (PSB), na manhã dessa sexta-feira (31) no plenário da Assembleia Legislativa, o presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis da 16ª Região (CRECI/SE), Sérgio Sobral, disse que um aspecto sobre a Caueira e outras praias do Estado é que, segundo ele, “Sergipe não tem um política de turismo e que falta gestão à quem está no comando”.

 

Sérgio Sobral II

Segundo Sérgio Sobral desde o governo de Antônio Carlos Valadares que existe um projeto pronto para resolver o problema do litoral sergipano, mas “até hoje, entra governo, sai governo e nada muda! Não se resolve, o problema aí é falta de gestão!”, avaliou, dizendo ainda que “no Nordeste só Teresina (PI) possui menos quartos de hotel do que Aracaju. Aqui o turismo não existe! Praticamente 80% das pessoas que vêm para cá são da Bahia e buscam nosso Estado por conta da tranquilidade, para fugirem das festas”.

 

Sem vontade política

O presidente do CRECI disse ainda que Sergipe é um Estado de mão de obra farta e qualificada, de terra barata e que tem sol o ano inteiro. “A coisa mais difícil é encontrar praias nativas no mundo e Sergipe tem, mas ninguém faz nada! Os mercados imobiliários da Bahia e de Alagoas são fortes porque os turistas internacionais compram imóveis lá! A gente percebe que também falta vontade política para incrementar o turismo”.

 

Congresso sem auditório!

Sérgio Sobral relatou que tem um Congresso Internacional sendo programado para Aracaju, já no próximo mês de Julho, com as vindas de comitivas da Europa, Ásia e Estados Unidos, de várias partes do mundo, e que até agora não há um local adequado para acomodar o evento. “O Centro de Convenções (CIC) está em obras, o Teatro Tobias Barreto do mesmo jeito. Essa falta de gestão em Sergipe já vem se arrastando há anos, vem patinando”.

 

Empresas quebrando

Sobre as praias da Caueira, em Itaporanga, do Abaís e do Saco, em Estância, ele disse ainda que “nessas praias e naquelas ilhas por lá, se fosse em outro Estado, já teríamos uma estrutura de hotéis, resorts e restaurantes montados. Essa união dos órgãos todos reunidos aqui neste evento revelam a dimensão do problema. Não existe uma política de atração de investidores. São mais de 100 empresas nos últimos dois anos que foram embora para a Bahia e Alagoas, porque lá os tributos são menores e o Estado ajuda dando condições e incentivos”.

 

Orla e Caueira

O presidente do CRECI falou também da condição em que se encontra a Orla de Aracaju. “Nem aquela Orla, a mais bonita do Brasil, estão mantendo. Nem o que fizeram estão mantendo. Como sergipanos ficamos tristes com esta realidade. O problema do turismo e do setor imobiliário é crítico. No caso da Caueira, por exemplo, aquele loteamento existe há uns 30 anos, aprovado e registrado pelo próprio Governo, que fez serviços de calçamento e drenagem. E agora vão derrubar as casas? Isso não tem lógica alguma! É preciso discutir e tentar resolver da melhor maneira possível!”.

 

Luciano Pimentel

O deputado Luciano Pimentel (PSB) afirmou que os moradores da praia da Caueira, município de Itaporanga D’Ajuda, não são invasores. “Na praia da Caueira inicialmente, tinha uma decisão do juiz federal em Estância, proibindo a construção de qualquer unidade habitacional inclusive reformas. Houve um embargo da Prefeitura de Itaporanga D’Ajuda e a partir disso ai, há uma decisão em caráter liminar de um desembargador federal em Recife, que suspendeu o julgamento pelo Colégio de Desembargadores da Justiça Federal. Nós estamos buscando entendimento com a Adema, a Secretaria de Turismo do Estado, a Prefeitura de Itaporanga, Ministério Público Estadual, Procuradoria do Estado”, ressalta.

 

Rodrigo Valadares I

O deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB) questiona o volume de recursos gastos pelo governo do Estado com o Turismo e a falta de perspectivas sobre o término das obras do Centro de Convenções de Sergipe (CIC), sem uso há alguns anos. Rodrigo Valadares disse que um jornal impresso publicou uma nota dizendo que o “G4” está “pegando leve” com o governador Belivaldo Chagas (PSD).

 

Rodrigo Valadares II

“Também li uma notinha onde o líder do governo, deputado Zezinho Sobral (PODE), sugere um debate sobre os recursos do Prodetur e achei importante”. Em seguida, Rodrigo disse que sobre o Turismo o Estado perdeu milhões de receita gastando com consultorias. “Foram R$ 24 milhões aplicados em consultorias e não conseguiram reformar o CIC! Não custa lembrar que essas mesmas consultorias levaram as prisões de diversas pessoas, como Zé Dirceu e Paulo Roberto Costa”.

 

Acese I

Idealizado pela Associação Comercial e Empresarial de Sergipe, com a chancela do presidente Marco Pinheiro, e com o apoio da CDL-Aracaju, Fecomercio-SE, Prefeitura de Aracaju e da classe empresarial da região central da capital, o Núcleo Centro Forte é uma iniciativa que busca manter um núcleo estratégico de lojistas do Centro Comercial de Aracaju para pensarem juntos ações para a região. O lançamento da campanha acontece nesta segunda-feira (3), na sede da ACESE, a partir das 7h30.

 

Acese II 

Segundo seu coordenador, Maurício Oliveira, Vasconcelos, vice-presidente da ACESE e idealizador do projeto, o Núcleo Centro Forte é um marco para a região. “O Centro Forte abre uma janela de oportunidades voltada inicialmente para o comércio do centro. É um embrião que a ACESE implementa, de maneira plural e democrática, para poder se dedicar a atividades específicas, um projeto que, sem dúvida, será bem recebido”, explicou.

 

Marco Pinheiro

Para Marco Pinheiro, o Centro Forte é o início de uma série de atividades voltadas ao desenvolvimento econômico em formato de núcleo comercial, com possibilidade de expansão. “A ACESE é uma entidade ampla, e com o Núcleo Centro Forte, se aproxima e atende as necessidades da região, por ser uma etapa inovadora para cuidar daqueles que compõem o nicho econômico do Centro Comercial de Aracaju”, afirmou, lembrando que tal ação só é possível quando a entidade escuta a voz dos empresários e reconhece as pedras nos caminhos do crescimento econômico.

 

São Cristóvão

 O diretório municipal do MDB em São Cristóvão tem novo presidente: Marcos Santana assume a sigla com o desafio de fortalecer o partido para as próximas eleições. “Vamos trabalhar pelo fortalecimento da sigla em São Cristóvão, com candidatos preparados, capacitados para entender as demandas do povo e atendê-las de forma correta e digna”, afirmou. No município, o MDB tem, além do prefeito, os vereadores Adailton Lopes (Dito) e Vanderlan Correia.

 

Avosos I

Em reunião no Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE), o presidente voluntário da Avosos, Wilson Melo, finalizou as discussões a respeito de mais uma etapa de ampliação do Internamento Oncológico Pediátrico Maria Ruth Wynne Cardoso - 'Tia Ruth'. Também participaram da reunião: o superintendente do HUSE, Dr. Darcy Tavares, a responsável técnica da Pediatria Oncológica, Dra. Pérola Barros e a coordenadora da Oncologia, enfermeira Meire Jane Oliveira. 

 

Avosos II

“Esta reunião teve o objetivo de concluir os ajustes a respeito da reforma da pediatria, onde teremos uma Brinquedoteca bem colorida, que é uma das marcas da Avosos. Além da Brinquedoteca teremos mais cinco leitos de duas  enfermarias, um leito de isolamento, um repouso médico e uma sala multiprofissional”, informa Wilson Melo, que também é um dos fundadores da instituição.

 

Maria do Carmo I

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) apelou à sensibilidade dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) para que revejam a decisão que estabelece exceções para a liberação de remédios para portadores de doenças raras. Na decisão, pactuaram-se algumas condicionantes, dentre elas a de que o medicamento já possua registro em “reputadas” agências reguladoras no exterior e que não exista substituto terapêutico no Brasil.

 

Maria do Carmo II 

Pelo entendimento dos ministros, a medicação deve ser liberada, de forma solidária, por União, Estado e Municípios, porém, em se tratando dos que não têm registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), deve-se analisar caso a caso. “Nós estamos falando de uma situação grave. De pacientes que enfrentam toda sorte de dificuldade para ter acesso a uma medicação cara que, em geral, para conseguir precisa recorrer à Justiça”, observou Maria.

 

Normatização 

Ela disse entender que há uma necessidade da normatização, “mas sabemos quão complexa é essa questão. Ninguém escolhe ter um filho ou um parente com doença rara, mas se ele existe, o Poder Público tem que cumprir o seu papel da melhor forma, possibilitando o cumprimento das garantias constitucionais”.

 

Sem retrocesso

Para a parlamentar, a grande preocupação de todos é que não haja um retrocesso nessa discussão e que os pontos pactuados sejam, de fato, colocados em prática. “A nossa expectativa é que de sejam revistas essas questões de modo a permitir que esses pacientes, bem como os seus familiares, tenham mais tranquilidade”, falou Maria, que participou de todas as discussões sobre o tema, no ano passado, ao compor a subcomissão especial das doenças raras. 

 

Anderson de Tuca I

O vereador Anderson de Tuca criou o Projeto de Lei nº 150/2019, que institui o Junho Vermelho, mês de conscientização de doação de sangue no calendário de comemorações e eventos do município de Aracaju. O objetivo do Projeto de Lei é conscientizar a população de Aracaju, através de campanhas informativas e educativas, durante o mês de junho sobre a importância da doação de  sangue, seus procedimentos, sua confiabilidade e os requisitos necessários para se tornar um doador.

 

Anderson de Tuca II

Apesar do procedimento de doação de sangue ser simples, rápido e indolor, o grande desafio do Hemose é promover a fidelização do doador, para que o mesmo permaneça fazendo suas doações no intervalo previsto na RDC n° 34, da Anvisa, de 11 de junho de 2014. Homens podem doar sangue até quatro vezes por ano, com intervalo de 60 dias entre cada doação. Já as mulheres podem doar três vezes ao ano, com intervalo de 90 dias. Para doar basta pesar mais de 50 kg, ter entre 16 a 69 anos (menores de 18 anos devem possuir consentimento formal do responsável legal) e estar bem de saúde.

MDB

O Diretório Municipal de Aracaju/SE do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) realizou sua convenção, que confirmou o nome do ex-governador Jackson Barreto como presidente. Jackson irá comandar o partido nas eleições do próximo ano e já anunciou que pretende realizar um trabalho de fortalecimento da sigla. O primeiro vice-presidente é o ex-prefeito de Aracaju, João Augusto Gama, e o ex-vice-governador, Benedito Figueiredo, foi eleito o segundo vice.

 

Jackson Barreto 

“Vamos preparar uma forte chapa de vereadores, discutir com os candidatos a nova legislação, porque não vai haver coligação proporcional, agora o próprio partido terá que fazer legenda própria. Então é importante que tenhamos bons candidatos, candidatos fortes, porque você tem que atingir o coeficiente eleitoral. E a partir daí, com o número de votos do partido, você pode eleger dois, três ou quatro vereadores Vamos discutir todos esses fatores”, disse Jackson.

 

Pré-candidatos

JB ainda destacou que uma das estratégias do partido é ter candidatos nos diversos bairros da capital. “É um trabalho que vai demandar tempo e paciência, mas acredito que conseguiremos montar uma boa chapa”, concluiu.

 

Apoio a Edvaldo

Durante a convenção Jackson Barreto ratificou o apoio à reeleição do prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira. “Nosso partido está aliado ao prefeito Evaldo Nogueira e o nosso projeto é de manter essa aliança. Politicamente nós também fizemos parte da eleição de Edvaldo e o MDB participa do governo de Edvaldo. Além do mais, a gente constata que Edvaldo Nogueira está fazendo uma boa administração. Neste momento de crise, um prefeito estar realizando as obras que Edvaldo está realizando, nós só temos que aplaudir. E são obras na periferia de Aracaju, aquilo que eu sempre defendi, obras para o povo”, concluiu.

 

Carlos Pinna

O conselheiro Carlos Pinna de Assis, do Tribunal de Contas de Sergipe (TCE/SE), é o mais novo Cidadão Honorário do Estado de Alagoas. Destinada a personalidades que tenham contribuído para o desenvolvimento do Estado, o Título lhe foi concedido durante sessão solene no plenário da Assembleia Legislativa alagoana, em Maceió. “Essa é uma homenagem que eu jamais sonhei merecer e atribuo isso à generosidade alagoana, à Casa do povo alagoano, que outorga esse que é o maior título que alguém pode receber de Alagoas, a adoção como um filho de um Estado que é um exemplo para o Brasil”, destacou Pinna.

 

Inácio Loiola

Conforme o deputado estadual Inácio Loiola, autor da propositura, além de possuir laços familiares com Alagoas, ao presidir o TCE de Sergipe, Pinna viabilizou a realização de capacitações de gestores e servidores públicos alagoanos numa ação conjunta do Projeto TCE Itinerante. “O conselheiro Carlos Pinna tem essa ligação e admiração por Alagoas e à frente do Tribunal de Contas de Sergipe muito ajudou na modernização do TCE de Alagoas. Então, nada mais justo que o Poder Legislativo do Estado de Alagoas render essa homenagem a esse grande sergipano, hoje com absoluto orgulho nós o homenageamos com essa menção honrosa de cidadão alagoano” destacou Loiola.

 

Carlos Alberto Sobral

A sessão foi conduzida pelo presidente da Assembleia Legislativa de Alagoas, deputado Marcelo Victor, segundo o qual tal homenagem é “movida pelo mais nobre dos sentimentos, que é o respeito”. Representando o presidente do TCE/SE, conselheiro Ulices Andrade, o vice-presidente, conselheiro Carlos Alberto Sobral, descreveu o momento como “uma demonstração inequívoca de que Carlos Pinna é um cidadão além fronteiras, que tem projeção e reconhecimento nacional”.

 

Susana e Angélica

As conselheiras Susana Azevedo e Angélica Guimarães também prestigiaram a solenidade e enalteceram o homenageado. “Pinna é um homem que tem uma folha de serviços prestados não só para o Estado de Sergipe  como para o Brasil; foi presidente da Atricon, onde pôde ajudar todos os Estados brasileiros, inclusive Alagoas. Hoje recebe essa homenagem belíssima da Assembleia Legislativa e é uma honra muito grande estarmos aqui prestigiando“, afirmou Susana Azevedo. 

 

A Juninartística

Com entrada gratuita, a Galeria de Arte do Sesc, abre ao público nesta segunda-feira (3), a Exposição “A Juninartística” do Coletivo Cerâmico, no bairro São José, e que seguirá até o dia 16 de julho, com uma série de atrações. Além do Sesc, a exposição tem o apoio do Fecomércio.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 

 

 

 




Tópicos Recentes