POLÍTICA

18/09/2019 as 17:51

PL pode alterar cargos da base da PC e criar cargo único de oficial

Policiais civis se concentraram na sede da SEAD durante a reunião da diretoria com o gestor da pasta

Foto: Alô News<?php echo $paginatitulo ?>

Os policiais civis se reuniram na manhã desta quarta-feira, 18, na Secretaria de Estado da Administração (SEAD) com o gestor da pasta para tratar das pautas da categoria. De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol/SE), essa é a última rodada de negociações para ajustar o Projeto Oficial de Polícia Civil (OPC) que poderá ser enviado a Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) até o dia 30 de setembro. A categoria fará uma assembleia nesta sexta-feira, 20, para decidir se aceita ou não a proposta do Governo.

“ O OPC trata da restruturação dos cargos da base da Polícia Civil, ou seja, extingue a diversidade de cargos e cria um único cargo, o oficial da Polícia Civil. Dessa forma, a população que buscar os serviços de delegacia vai conseguir sair com sua demanda concluída, um único servidor, o oficial de polícia, vai fazer todo o atendimento. Isso contribui para diminuir a criminalidade e aumenta a eficácia do atendimento. Depois dessa reunião, o projeto será enviado ao Governador e ele se comprometeu a enviar para a Alese até dia 30 de setembro.”, explica Ênio Nascimento, diretor jurídico do Sinpol.

Outra pauta da categoria é a redução do interstício para promoção dentro da carreira. Os policiais civis contam que as promoções da categoria só ocorrem a cada cinco anos, e eles querem que esse tempo seja reduzido e equiparado a outras carreiras públicas de Sergipe. “Dividimos a carreira em 7 classes, e nossa proposta é que o tempo para 1ª classe seja com 3 anos, a 2ª e a 3ª com quatro anos, e as demais a cada três anos, totalizando 20 anos até a classe final da carreira”, diz.

Ênio Nascimento, diretor jurídico do Sinpol, conta que o governador se comprometeu a mandar PL para Alese até o final desse mês (Foto: Sinpol)

A categoria não busca na pauta desse ano reajuste salarial. Segundo Ênio, os policiais civis estão há nove anos sem a revisão geral anual. “Nós somos a única categoria de Sergipe que acumula esse tempo sem a revisão geral anual, as demais estão há seis anos sem a revisão. Esse ano não colocamos na pauta reajuste salarial, será pauta para o próximo ano porque entendemos o momento financeiro do estado, então focamos nossa pauta na valorização da categoria como protagonistas da ação policial, porque somos nós quem executamos a segurança pública”, afirma.

Reunião

De acordo com o presidente do Sinpol, Adriano Bandeira, a proposta apresentada pela SEAD  é algo novo e diverge da proposta que foi encaminhada pelo sindicato. Uma assembleia foi marcada para a sexta-feira, 20,  às 8h na Academia de Polícia para avaliar a proposta do Governo.

O Portal Infonet entrou em contato com o Governo do Estado que ficou de enviar seu posicionamento, mas, até a publicação desta matéria as informações solicitadas não foram envidas. O Portal Infonet está à disposição através do e-mail jornalismo@infonet.com.br ou através do telefone (79) 2106-8000.

Por Karla Pinheiro




Tópicos Recentes