SAÚDE

27/01/2019 as 13:37

Na volta às aulas, pais precisam redobrar atenção com a higiene das crianças

Com o início da rotina escolar, é comum que as crianças comecem a apresentar sintomas como coriza, febre e diarreia

Foto: (Cesar Ogata / SECOM).<?php echo $paginatitulo ?>

 

Mais um ano letivo está se iniciando, e com ele muitos pais ficam receosos com a saúde dos pequenos. Com o início da rotina escolar, é comum que as crianças comecem a apresentar sintomas como coriza, febre e diarreia.

As causas podem ser variadas, mas especialmente crianças até 3 anos sofrem bastante com as chamadas infecções virais e bacterianas após ingressarem na creche e na pré-escola. De acordo com a pediatra do Exame – laboratório Dasa, Natasha Slhessarenko, as infecções de vias aéreas superiores (gripe, resfriado, otite, sinusite e amigdalite), as inflamações oculares (conjuntivite) e a gastroenterite estão entre as principais queixas.

Isso acontece porque o sistema imunológico da criança ainda está em fase de desenvolvimento. Além disso, a exposição a ambientes fechados e o contato físico entre as crianças aumenta a chance de transmissão dessas doenças.

Dra. Natasha Slhessarenko explica que manter a caderneta de vacinas em dia é a principal forma de prevenção das doenças imunopreviníveis. "Um exemplo é a queda nos casos de diarreia, por rotavírus, após a inclusão da vacina no calendário nacional de imunização", reforça a pediatra.

Higiene
Cuidados com a higiene também são importantes para alunos e cuidadores. "Lavar as mãos, limpar o nariz e cobrir a boca com o cotovelo na hora de espirrar ou tossir são medidas rápidas que auxiliam a não disseminação dos vírus", destaca Natasha Barreto.

Outro fator importante a ser observado é a exposição ao sol e a ventilação do ambiente escolar, necessários para manter o ambiente menos propício à transmissão de infecções. A pediatra ressalta que crianças que apresentarem febre, por exemplo, devem ser observadas em casa, pois este é um sintoma comum em doenças diversas, que podem ou não ser contagiosas.

As medidas de controle e prevenção devem ser mantidas ao longo de todo o período letivo, mas os cuidadores devem ter atenção especial nos meses de inverno. A falta de sol e a necessidade de manter as crianças por mais tempo nas salas de aula facilita a proliferação de vírus e bactérias.


 

 

 

 

Com informações de Desatak Jornal.




Tópicos Recentes