POLÍTICA

11/06/2018 as 21:40

Bolsonaro fez mais “barulho” em Sergipe do que Geraldo Alckmin!

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

A eleição presidencial passa pela mesma indefinição já constatada na disputa aqui em Sergipe. Condenado em segunda instância e, automaticamente fora de embate e preso na sede da Polícia Federal em Curitiba (PR), o ex-presidente Lula (PT) deixa o pleito este ano completamente em aberto, ou seja, tudo é possível acontecer e não dá para “cravar” um grande favorito, por enquanto. Muito criticado por uma parcela da sociedade, em especial de esquerda, o pré-candidato Jair Bolsonaro (PSL) é o nome, na atualidade e segundo os números apresentados, que mais se destaca em relação aos demais.

 

Não custa registrar que dois aspectos “beneficiaram” Bolsonaro na corrida eleitoral: em primeiro lugar, a já citada prisão de Lula o deixa com boa vantagem e, mais recentemente, a fatídica greve dos caminhoneiros. Aquela paralisação nacional mobilizou uma categoria que teve seus pleitos atendidos pelo governo federal, mas em troca toda a população ficou desabastecida, e não apenas de combustíveis, mas de alimentos e outros insumos.

 

Estabeleceu-se o principio de um “caos social” diante da ineficiência do governo de Michel Temer (MDB) em encontrar soluções práticas para os problemas administrativos, “caos” combatido veementemente pelo pré-candidato do PSL. Semana passada, o presidenciável Jair Bolsonaro esteve em Sergipe. Foi recepcionado por uma multidão de militantes que o carregaram nas costas no Aeroporto de Aracaju, de onde seguiram para o Iate Clube, onde foi realizada uma grande plenária.

 

O também presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) também esteve em Sergipe esse final de semana. Respeitadas as dimensões partidárias, e considerando que o tucano já disputou uma eleição nacional e por anos governou o Estado de São Paulo, esperava-se uma recepção muito maior, tanto no aeroporto, quanto nos eventos em que ele se fez presente. Alckmin veio e não houve mobilização popular. Nem houve muito engajamento da classe política como um todo.

 

Para este colunista, houve uma precipitação na vinda do tucano a Sergipe. Um erro estratégico! Até porque são várias as indefinições no cenário nacional, não se sabe ainda os encaminhamentos concretos de legendas como o PSC, PSB e DEM, por exemplo, e isso prejudicou mais adesões “pró-Alckmin”. São as propostas dos candidatos que mais interessam agora, mas nos critérios de mobilização e de “barulho”, propriamente dito, os fatos provam que Bolsonaro e sua militância foram mais eficientes em Sergipe do que a velha tucanada...

 

Veja essa!

Entre os esquerdistas em Sergipe, já avaliando que Lula está fora de combate, a leitura é que o nome a ser defendido é o de Ciro Gomes (PDT). Pelo visto ele virá para o palanque de Belivaldo Chagas (PSD), Jackson Barreto (MDB), Rogério Carvalho (PT) e Fábio Henrique (PDT).

 

E essa!

A turma não se manifesta, mas muitos governistas estão preocupados com a falta de “êxitos” do governo de Belivaldo. Além de problemas na Segurança Pública e na Saúde, o “galeguinho” ainda não resolveu os atrasos de salários dos servidores, herança do governo de JB...

 

Golpista

Em entrevista ao radialista George Magalhães, na FAN FM, o governador Belivaldo Chagas, condenou a falta de planejamento do governo de Michel Temer, disse que ele inviabilizou o empréstimo do Finisa e taxou de “golpista” por entender que articularam o impeachment de Dilma Rousseff (PT).

 

Para refletir

Quando chama de “golpistas” aqueles que votaram pelo impeachment de Dilma Rousseff. Belivaldo só esqueceu que os deputados federais Fábio Reis (MDB) e Laércio Oliveira (PP), de sua base, votaram contra a petista. Ou não?

 

Exclusiva!

Falando no galeguinho, o secretário de Planejamento, Rosman Pereira, um dos mais importantes do governo, mantém um excelente relacionamento com o prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho, que demonstra ser conhecedor dos problemas de Sergipe. Abra do olho, cabra!

 

Aí não Sales I

Em entrevista no rádio, nessa segunda-feira (11), o secretário de Comunicação Social do Estado, Sales Neto, fazia a defesa do governo quando, em determinado momento, soltou essa: “os aposentados e pensionistas já estão recebendo antes dos demais servidores, o que já é um avanço”.

 

Aí não Sales II

Com todo respeito ao secretário, que é amigo deste colunista, mas avanço seria se os aposentados recebessem dentro do mês corrente, como era feito anteriormente. Isso sim seria valorizar os inativos. Pagar a esta categoria antes dos demais, não é um gesto, mas uma questão de bom senso.

 

30%

Chamou atenção de muita gente o anúncio do governo do Estado de que pretende reduzir em 30% o valor dos contratos e serviços prestados pelos fornecedores. O secretário da Fazenda, Ademário Alves disse que vai negociar a redução para tentar garantir o pagamento em dia.

 

Bomba!

O detalhe é que uma redução de 30% em cada contrato representa ou não o superfaturamento nos valores que vinham sendo aplicados pelo então governador Jackson Barreto? Setores da oposição já estudam acionar o Ministério Público e o Tribunal de Contas para verificar esses preços...

 

Venâncio Fonseca I

O deputado estadual Venâncio Fonseca (PSC) destacou o volume de recursos viabilizados pelo líder do Congresso Nacional, deputado federal André Moura (PSC), para a Codevasf (Companhia de Desenvolvimento do Vale São Francisco e Parnaíba). Ele chamou a atenção para a recente visita do presidente nacional da Codevasf, Antônio Avelino Neiva, aos perímetros irrigados Betume, Cotinguiba/Pindoba e Propriá, no Baixo São Francisco. Na oportunidade, foi assinada a ordem de serviço do projeto básico do Canal de Xingó.

 

Venâncio Fonseca II

“Quero destacar as ações da Codevasf em Sergipe com o apoio do deputado André Moura. Ele tem sido fundamental para o desenvolvimento desses trabalhos, viabilizando recursos financeiros para atividades diversas, como a liberação de R$ 62 milhões provenientes de emenda impositiva da bancada federal de Sergipe em 2017, aplicados nos perímetros, beneficiando, diretamente, 1,5 mil famílias de produtores rurais”, pontuou o deputado.

 

Investimentos I

Em seguida, Venâncio lembrou que os valores foram aplicados na recuperação de canais, na implantação de sistema de captação flutuante, na reforma de estações de bombeamento, na reabilitação da rede de drenagem e reformas de distritos de irrigação, modernização dos sistemas elétricos dentre outros.

 

Investimentos II

“André Moura acompanhou a liberação de mais 1,2 milhão de apoio para os distritos de irrigação e para a aplicação de ações de operação e manutenção dos perímetros irrigados. Tem ainda R$ 56 milhões de recursos provenientes de emendas impositivas da bancada federal para projetos de desenvolvimento sustentável, inclusive para a ação produtiva dos municípios da área de atuação da Codevasf”, enumerou o parlamentar.

 

Canal de Xingó

Venâncio Fonseca ainda deu ênfase aos R$ 11 milhões liberados por André Moura para elaboração do tão sonhado projeto básico do Canal de Xingó. “Isso vai nortear futuras construções e investimentos, contemplando cinco municípios sergipanos (Canindé do São Francisco, Poço Redondo, Monte Alegre, Porto da Folha e Nossa Senhora da Glória) e outros dois da Bahia. Além do apoio para a extensão da atuação da Codevasf nos 75 municípios sergipanos”.

 

Fez história

“Quero deixar registrado o trabalho do deputado André Moura sobre a liberação de recursos para as ações da Codevasf e, aproveitando a oportunidade, também quero parabenizar o trabalho que está sendo realizado pelo presidente da entidade, o ex-deputado César Mandarino, com várias ações desenvolvidas aqui em Sergipe. Conforme o presidente nacional, André Moura entrou para a história da Codevasf como o parlamentar federal que mais liberou recursos para a entidade. É um deputado atuante e trabalhador, que orgulha a todos nós sergipanos”, concluiu Venâncio.

 

JB & Soneca I

A convite do vereador Palhaço Soneca (PPS), o ex-governador Jackson Barreto foi conferir de perto as obras de reforma do Centro Comunitário (barracão cultural) do bairro São Carlos e do Posto de Atendimento ao Cidadão (PAC). Durante a gestão de Jackson, Soneca fez vários pedidos de melhorias na comunidade, e felizmente ele cumpriu com a promessa de resgatar a área de lazer e incentivo à cultura, além de trazer de volta o ponto da Polícia Comunitária na região.

 

JB & Soneca II

Palhaço Soneca agradeceu a atenção de Jackson Barreto durante o mandato de governador de Sergipe. “Ele fez muito pela nossa comunidade. É uma pessoa muito querida no bairro e ainda pode nos ajudar no futuro”, afirmou. Para Jackson Barreto, a região do São Carlos é muito importante, pois quando ele foi prefeito de Aracaju, das 23 escolas que construiu, a primeira delas foi lá. “Eu vi o bairro crescer, através do compromisso social da nossa administração”, relembrou.

 

Róbson Viana I

O deputado estadual Robson Viana (PSD) apresentou projeto para garantir o direito do consumidor de realizar teste de qualidade no combustível ofertado pelos postos. Para tanto, o deputado solicita no projeto a obrigatoriedade de fixação de uma placa com a seguinte frase: "Todo revendedor de combustível líquido automotivo é obrigado a realizar a análise da qualidade do combustível, sempre que solicitado pelo consumidor, conforme determina o artigo nº 8 da Resolução nº 9 de 7 de março de 2007, da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP)".

 

Róbson Viana II

“Propomos este Projeto de Lei, visando levar ao conhecimento da população o direito de requerer a qualquer momento, quando for abastecer seu veículo em um posto de combustível, a realização do teste de aferição da qualidade do combustível líquido que irá comprar", explica Robson. A utilização de combustível adulterado gera riscos para a saúde dos motoristas, dos frentistas dos postos de combustíveis e para a população em geral, pois o combustível adulterado produz mais resíduos químicos durante e após a combustão, gerando mais poluição,além de que alguns combustíveis adulterados possuem em sua fórmula elementos químicos altamente cancerígenos.

 

Edvaldo Nogueira

O prefeito Edvaldo Nogueira recepcionou dirigentes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para discutir linhas de investimento para Aracaju. Secretários municipais também participaram do encontro, no qual o prefeito expôs o Planejamento Estratégico do município e o Plano de obras. Os representantes do banco apresentaram aos gestores municipais as possibilidades de financiamento para a cidade, através do programa BNDES Municípios.

 

Mais recursos

“Esta reunião com representantes do BNDES no Nordeste, que vieram mostrar à Prefeitura as possibilidades de acesso a recursos, para que possamos atuar na área de infraestrutura, turismo, desenvolvimento econômico, mobilidade, cidades inteligentes, entre outras. Este sistema de crédito do BNDES abre possibilidades de financiar o progresso, o desenvolvimento e a melhoria da qualidade de vida dos municípios”, afirmou o prefeito.

 

Sistema S

O deputado André Moura, participou do café da manhã promovido pela Fecomércio-Sergipe com a presença de empresários e dirigentes de entidade dos Sistema S [Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai); Serviço Social do Comércio (Sesc); Serviço Social da Indústria (Sesi); e Serviço Nacional de Aprendizagem do Comércio (Senac); Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar); Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop); e Serviço Social de Transporte (Sest)].

 

André Moura

Mesmo atuando como líder do governo, André se posicionou contrário à retirada dos recursos do Sistema, pois entende que as entidades que o compõe são fundamentais para o desenvolvimento econômico, educacional e social de Sergipe e do Brasil. "O projeto do governo prevê um corte de 25% dos recursos para aplicação na segurança pública. Minha missão como líder do Governo no Congresso Nacional é muito espinhosa, mas já me posicionei contra a retirada dos recursos que estão sendo muito bem aplicados – principalmente na educação – coisa que o Sistema S faz muito bem", argumentou.

 

Outros mecanismos

André lembrou ainda que existem outros mecanismos que podem servir como fonte de recursos. "Por saber disso é que sou contra a retirada dos recursos”, disse, acrescentando que trabalhará para encontrar uma solução que não prejudique o andamento dos serviços sociais prestados pelas entidades.

 

Laércio Oliveira I

O deputado federal Laércio Oliveira (PP) participou da solenidade com o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, que veio a Sergipe a convite do parlamentar para anunciar a liberação de R$ 50 milhões referente a emenda de bancada e assinatura de termo de compromisso de seis veículos para o combate e controle de endemias. A solenidade aconteceu, no Palácio de Despachos com o governador de Sergipe, Belivaldo Chagas.

 

Laércio Oliveira II

Laércio falou em seu discurso que foi na noite da quarta-feira (6), ao gabinete do ministro da Saúde, Gilberto Occhi, pedir a liberação dessa emenda parlamentar de bancada e o ministro conseguiu e se comprometeu em vir ao estado para anunciar a chegada do recurso no valor de R$ 50 milhões. Além disso, Laércio conseguiu 6 veículos para o combate e controle de endemias nos municípios de Campo do Brito, Ribeirópolis, Propriá, Santana do São Francisco, Santo Amaro e Canhoba.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 

 




Tópicos Recentes