SERGIPE

15/04/2019 as 09:21

Deotap conclui primeira parte das investigações da Máfia dos Shows; Saiba quem são os indiciados

Inquérito aponta irregularidades em contratos realizados entre 2009 e 2015

<?php echo $paginatitulo ?>

O Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária (Deotap) concluiu a primeira parte das investigações no caso da Máfia dos Shows em Aracaju. Fruto de uma denúncia feita pelo jornalista Roberto Cabrini, o processo investigativo analisou contratos feitos entre a Funcaju e empresas ligadas ao empresário Téo Santana entre 2009 e 2015.

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (SSP/SE), o inquérito foi todo embasado em documentos, dados produzidos com apoio de autorizações judiciais e também provas testemunhais, sendo que artistas locais também foram ouvidos.

A investigação, que está nas mãos da delegada Nádia Flausino, do Deotap, identificou crimes contra a ordem econômica e também contra o patrimônio público, além de ter detalhado como o empresário Téo Santana, tinha como objetivo dominar o mercado através das empresas Téo Santanta, Estruturart, Mega e Fama, todas propriedades do próprio Téo. 

Nesta primeira primeira fase foram indiciados Téo Santana, Jorge Luiz Santana (irmão de Téo), Adriana Santos (ex-esposa de Téo), Aldemar Carvalho, Roberto Calanzans, Roosevelt Moura por crime contra a ordem econômica e estelionato majorado contra a fazenda pública, diante do conluio de empresas sob gestão unificada, além de organização criminosa pela reunião deliberada dos agentes visando a prática delitiva. De acordo com o portal NE Notícias, também figuram na lista o vereador Nitinho (ex-presidente da Funcaju) por problemas relacionados a licitações e o ex-diretor de eventos da Funcaju, José Emídio Cunha. 

Os próximos passos da investigação devem seguir na direção de prefeitos, secretários e empresários, além de voltar os esforços para ocorrências no interior do estado.

 

por Rafael Lopes

redação Alô News




Tópicos Recentes