SERGIPE

02/05/2019 as 14:43

Corpo de professora morta por Bombeiro será sepultado hoje (30)

Mulher foi assassinada pelo ex-marido em frente a escola que trabalhava. Bombeiro terá sepultamento amanhã

<?php echo $paginatitulo ?>

O corpo da professora Andréa Monte Santos, morta a tiros pelo ex-marido, o bombeiro militar Jeferson Mendonça, quando chegava na escola em que trabalhava será sepultado ainda hoje (30), às 16h20 no cemitério São João Batista. O corpo está sendo velado no velatório PrevMais.

O velório de Jeferson, que após ter matado a ex-esposa, cometeu suicídio, acontecerá nesta sexta-feira (03) no cemitério Colina da Saudade.

O Corpo de Bombeiros e o Sindicato dos Professores da Rede Municipal de Ensino de Aracaju (sindipema) publicaram notas de pesar. Confíra na íntegra:

Corpo de Bombeiros

É com imenso pesar que o Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) lamenta o falecimento do subtenente Jeferson Mendonça (48) e da sua ex companheira, a senhora Andréa Monte Santo Belizário (37), na manhã desta quinta-feira (02), no bairro 17 de Março, zona sul de Aracaju/SE.
O bombeiro militar, segundo informações, teria cometido um suposto feminicídio contra sua companheira e em seguida, praticado suicídio, utilizando-se de sua arma de fogo, fato que o Comando da Corporação lamenta e desabona profundamente.

O subtenente Mendonça ingressou nas fileiras da Corporação em 10 de outubro de 1994, e há mais de 24 anos desempenhava seu trabalho com dignidade em prol da sociedade sergipana.

O comando e os integrantes do CBMSE somam-se ao luto de ambas as famílias, ao tempo em que manifestam suas condolências aos amigos e familiares, nesse momento de tamanho sofrimento.

Sindipema

O Sindipema repudia toda e qualquer forma de violência contra a mulher, sobretudo o feminicídio. O machismo faz vítimas todos os dias. A cada hora, dezenas de mulheres sofrem algum tipo de violência e muitas não denunciam por medo. E quando optam por divórcio, são assassinadas.

Inseridos na causa da mulher, por meio da Secretaria de Gênero e Diversidade, lutamos por políticas públicas que protejam efetivamente e garantam que as vítimas sejam acolhidas e permaneçam vivas. Acreditamos na igualdade de gênero e na força das mulheres.

Seguiremos cobrando da atual administração maior segurança, principalmente nas unidades de ensino. Muitas não contam com porteiros e as rondas da Guarda Municipal. Nossas crianças e profissionais do ensino precisam de todo tipo de proteção para que não fiquem a mercê da violência.

O Sindipema lamenta profundamente a morte da professora Andréa e se solidariza com toda a família e amigos.

 

por Rafael Lopes

redação Alô News

 




Tópicos Recentes