SERGIPE

11/06/2019 as 14:56

Caso Unit: estudante está internado

Burckley está internado tratando de depressão

<?php echo $paginatitulo ?>

O estudante de Engenharia de Produção, Wesley Burckley, que protagonizou na Universidade Tiradentes um cenário de terror após as ameaças de ataque contra a vida de professores e coordenadores, já está internado na Clínica São Marcelo, fazendo tratamento psiquiátrico. Wesley Burckley que foi diagnósticado com depressão, foi detido ontem no Bloco E da UNIT por policiais militares, mas foi levado, na companhia do pai, para a Clínica de Repouso, que fica na zona norte da capital, onde iniciou a terapia. Burckley postou mensagem ameaçando eliminar gays, lésbicas, assassinos e ladrões, sem mencionar o nome específico dos alvos. Quando o estudante de Engenharia chegou na Universidade, por volta das 9h da manhã, colegas e estudantes da UNIT deixaram as salas de aula e saíram da instituição de ensino com a chegada da polícia. A irmã de Wesley, Bianca Burckley, explicou pelas redes sociais o que desencadeou as ameaças feitas por ele. Segundo a jovem, nos últimos meses ela e o irmão perderam a mãe, 6 meses depois quase perdem o pai, que ficou acamado por 3 meses, a avó faleceu há um ano, e  por último aumentou a pressão para Wesley apresentar o trabalho de conclusão do curso (TCC).

Bia informa que Wesley se sentiu pressionado e caiu de , de cara nos estudos, de uns dias pra cá para entregar o TCC e apresentar o trabalho. Então, tudo isso foi se juntando na cabeça de meu irmão e ele caiu em depressão., a ponto de querer tirar a própria vida e a vida dos outros. No meio da agitação na manhã de ontem, Bianca informa aos colegas e amigos de Wesley seu já tinha sido levado pelo pai para uma clínica e que sua internação estava sendo providenciada. Em outro momento Bianca pede aos colegas de Wesley que “por favor, tenham compaixão”. Acrescentou na mensagem que “a depressão é uma doença miserável, só sabe quem passa por isso. Só quem é mais próximo dele vê o que Wesley está passando. No final da manhã, já demonstrando sinais de impaciência, Bianca pede clemência aos seus seguidores do Instagram. “Pelo amor de Deus: o que vocês queriam saber eu já postei. Não posso responder todo mundo. Tenho filho pequeno pra cuidar. Meu irmão já está com meu pai numa clínica.

Hoje a Universidade Tiradentes voltou a funcionar normalmente e os alunos comentavam sobre o episódio de ontem que se transformou num clima de terror. Muitos amigos de Wesley ficaram surpresos com as ameaças. No entanto, os mais próximos da família já sabiam que o estudante de Engenharia estava depressivo e vivendo isoladamente. Apesar da internação de Wesley Burcker, a polícia vai investigar se a ação dele foi individual ou se ele teve apoio de outros colegas. Nas redes sociais de Wesley  a polícia vai em busca de outras respostas. O setor de Inteligência vai apurar se as ameaças iniciaram somente quando Wesley ficou com depressão ou se antes de sua enfermidade ele integrava algum grupo homofóbico que ameaçava gays e lésbicas.




Tópicos Recentes