POLÍTICA

16/08/2019 as 09:41

Música no Fantástico! Pela 3ª vez, quem, afinal, “quebrou” o Estado de Sergipe?

Quorum

Política
Por Habacuque Villacorte
<?php echo $paginatitulo ?>

Em visita ao município de Tobias Barreto, o governador Belivaldo Chagas (PSD), foi interpelado por um grupo de manifestantes, revoltados com as condições em que se encontram as rodovias estaduais e, diante dos trabalhadores, reconheceu a “falência econômica” que atravessa sua gestão, que o Estado não está tendo êxito para tomar empréstimos junto ao sistema financeiro e que, por enquanto, só pode se comprometer em manter a Operação Tapa-Buracos em toda a extensão da pista que liga os municípios de Tobias a Lagarto.

 

O áudio do “desabafo” do governador foi gravado pelos próprios manifestantes e foi reproduzido pelo radialista Narciso Machado, na manhã dessa sexta-feira (16), na FAN FM. Dentre as dificuldades encontradas pelo chefe do Executivo, o próprio disse que tentou um empréstimo de R$ 100 milhões junto ao Banco do Brasil para a recuperação das estradas, mas que só obteve a liberação de R$ 20 milhões, por conta da situação financeira em que se encontra seu governo, em profunda instabilidade e sem crédito no mercado.

 

Hoje Sergipe tem um déficit mensal com a previdência superior a R$ 100 milhões; são mais de 180 mil pais de famílias desempregados; débitos milionários com fornecedores, empresários de diversos segmentos “quebrando”; servidores públicos recebendo seus vencimentos fora do mês trabalhado e sem reajuste há quase sete anos; a estrutura da Segurança Pública comprometida com prédios “caindo aos pedaços”; a Saúde prestes a ser “despejada” do prédio onde funciona; e a Educação em eterno conflito com o Magistério, que não se sente valorizado.

 

Centenas de famílias ficaram desalojadas e tiveram suas vidas destruídas em Sergipe, após as enchentes registradas recentemente. Mas o setor Social do governo de Belivaldo Chagas fez alguns paliativos, mas está muito aquém da ajuda que as pessoas esperam do poder público. Na “sabatina” para os manifestantes em Tobias Barreto, o “galeguinho” reconheceu publicamente que, muito pior do que aquele trecho reclamado, existem outras rodovias estaduais que estão em uma situação muito pior e praticamente sem condições de trafegar.

 

Mas, como perguntar não ofende nunca, o que fazer, governador? Que os problemas existem, isso todos nós já temos conhecimento e compactuamos, mas o “galeguinho” foi eleito em 2018 dizendo que “chegou para resolver”! É positivo sim que o chefe do Executivo seja transparente para reconhecer as dificuldades, mas o que está faltando, além de dinheiro? Cadê a bancada federal de Sergipe? De que forma nossos deputados e senadores em BSB estão ajudando junto ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL)? E quanto às parcerias público-privadas?

 

Por questão de Justiça, este colunista não vai apenas responsabilizar Belivaldo Chagas por Sergipe ter chegado “ao fundo do poço”. Mas, pela terceira vez em um comentário, volta a questionar: quem, afinal, “quebrou” o nosso Estado? O que nos levou a chegar a esta situação de crise, de falta de crédito no mercado? Será que a culpa ainda é do ex-governador João Alves Filho (DEM) que saiu do comando em 31 de dezembro de 2006? Ou é do mesmo grupo que governa Sergipe desde 2017? E, indo ainda mais além: alguém será responsabilizado? O povo espera sim, sinceridade por parte do governador, mas não quer ouvir “choro”. Quer resultado...

 

Levou um pito I

Pressionado pelos manifestantes que o interpelavam e filmavam suas justificativas, o governador Belivaldo Chagas fez uma ligação para o presidente do DER/SE, o engenheiro civil Ancelmo Luiz de Souza, e lhe cobrou resultados mais efetivos sobre a Operação Tapa-Buracos na rodovia.

 

Levou um pito II

Em determinado momento da conversa, Belivaldo deu um “pito” no auxiliar dizendo que ele mesmo percorreu um trecho e só encontrou uma equipe trabalhando. “Pois, meu amigo, amanhã pegue seu carro e venha verificar porque você está sendo enganado pelos técnicos”. Eita!

 

Sem dinheiro

Ao retomar a conversa com os manifestantes, Belivaldo voltou a deixar claro que não tem dinheiro para fazer algo melhor, que a solução para o problema é a troca do asfalto por completo, mas que por falta de recursos tem que manter o tapa-buracos por prazo indeterminado. Chegou, inclusive, a dizer que no governo passado, do ex-presidente Michel Temer (MDB), alguém “botou o dedo” para os recursos não virem para Sergipe. Que coisa!

 

Comigo não!

No momento em que reproduzia a fala do governador, Narciso Machado recebia nos estúdios da FAN FM o ex-líder do Governo no Congresso Nacional e hoje secretário do governo do Rio de Janeiro, André Moura (PSC). Sobre o “botar o dedo”, André disse que “eu mesmo não tenho nada com isso. Todos são testemunhas que, mesmo sendo adversário, procurei ajudar e muito o governo de Sergipe e a prefeitura de Aracaju”. E, justiça seja feita, o pouco que faz Edvaldo, muito é devido a André...

 

André Moura I

Sobre a realidade financeira difícil que Sergipe atravessa, André Moura reconheceu o esforço do governador Belivaldo Chagas e disse que não lamenta ter sido candidato a senador em 2018. “Ainda mais agora que vejo a disponibilidade de recursos em BSB e não tem quem traga. Sou testemunha porque estamos levando muita coisa para o Rio de Janeiro”. Este colunista, inclusive, já criticou a baixa representação da bancada federal sergipana...

 

André Moura II

O presidente estadual do PSC não descartou uma candidatura de Gilmar Carvalho a prefeito de Aracaju pelo partido. Reforçou que, inclusive, sua pré-candidatura foi lançada em um ato. Disse que depois Gilmar começou a tratar com outros partidos, que vê com naturalidade e que não será empecilho para o deputado. Que ele terá tempo para decidir, mas que em breve o partido vai lhe cobrar uma posição para também poder se articular para 2020.

 

Bancada vota

Este colunista, quando escreve algo favorável ao presidente da República, Jair Bolsonaro, logo é questionado. Mas é preciso fazer justiça e “dividir” a crítica feita ao chefe do Executivo Nacional com a bancada federal do Estado. A MP 881 (Liberdade Econômica), muito criticada por alguns setores em Sergipe, teve o voto favorável de cinco deputados federais sergipanos e um contrário de João Daniel (PT). Outros dois deputados se esquivaram...

Veja essa!

Atendendo pedido do Ministério Público Eleitoral (MP Eleitoral), o Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE/SE) cassou o mandato do deputado Talysson Barbosa Costa, o Talysson de Valmir, deputado estadual mais votado das eleições de 2018. No mesmo julgamento, Valmir de Francisquinho, pai do deputado, teve a inelegibilidade decretada. Os dois foram condenados com placar de 5 a 2 por abuso de poder no uso da máquina administrativa da Prefeitura de Itabaiana durante as eleições.

 

E essa!

Segundo a investigação do MP Eleitoral, Talysson foi beneficiado pela vinculação da cor, dos símbolos e dos slogans de sua campanha com a publicidade institucional e com atos de governo do município de Itabaiana. De acordo com a procuradora Regional Eleitoral Eunice Dantas, “era impossível distinguir quando Valmir dos Santos Costa atuava como prefeito de Itabaiana ou como apoiador de campanha de Talysson de Valmir.

 

Investigação
Durante a investigação da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE), ficou claro que uma série de atos administrativos da prefeitura municipal foram usados para campanha eleitoral. Na ação, a procuradora afirma que “a padronização dos bens públicos da cidade de Itabaiana na cor azul beneficiou Talysson Barbosa, por meio de uma prática sorrateira de utilização da máquina administrativa com vistas a influenciar o eleitor a optar por eles, ferindo, com isso, os princípios basilares do jogo democrático, situação que merece a devida reprimenda pela Justiça Eleitoral”.

 

Propaganda

Ainda segundo a ação, os abusos na propaganda eleitoral se acumularam na campanha de Talysson de Valmir. Ele foi processado mais de vinte vezes, em ações nas quais o TRE/SE condenou o candidato pela reincidência de irregularidades na afixação de adesivos, de placas em vias públicas, uso de bandeiras, uso de carro de som, colocação de faixas e utilização de paredões de som em volume acima do máximo permitido.

Condenação

Talysson Barbosa Costa foi condenado à perda do mandato de deputado estadual e à inelegibilidade por oito anos. Já seu pai, Valmir dos Santos Costa, recebeu pena de inelegibilidade por oito anos. No julgamento, Romerito Oliveira da Trindade, Thierisson Santos Costa e Antonio Pereira da Silva Junior foram absolvidos. Da decisão, cabe recurso.

 

Outro lado

A defesa do deputado Talysson Barbosa já confirmou que vai recorrer da decisão. Fala-se já no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Para este colunista ainda cabem recursos no plano estadual, mais precisamente, embargos de declaração. É importante frisar que está apenas se iniciando uma batalha judicial que pode durar um ou dois anos. Até lá o deputado segue no exercício de seu mandato na Alese.

 

Convenção

O presidente estadual do PTB, o deputado estadual Rodrigo Valadares, esteve acompanhado do vice-presidente do diretório municipal de Aracaju, Valdélio Silva, e do presidente estadual da juventude, Genivaldo Campos, participando da Convenção Nacional da Juventude em Brasília-DF, onde na ocasião, foi eleita a nova diretoria executiva nacional da juventude, onde o presidente da juventude estadual foi eleito Secretário Geral.

 

Valdélio Silva

Acompanhando o presidente estadual do PTB, o deputado estadual Rodrigo Valadares, o vice-presidente do partido em Aracaju, Valdélio Silva, esteve cumprindo uma agenda em Brasília-DF, onde os mesmos foram recebidos pelo presidente Francisco Bello Galindo Filho e pelo diretor financeiro José Geraldo de Melo Oliveira, da Fundação Ivete Vargas, afim de trazer cursos com certificação para jovens e militantes políticos do nosso estado.

 

Com João Alves

Ainda em Brasília-DF, o vice-presidente do PTB em Aracaju, Valdélio Silva, esteve visitando o sergipano Breno Soares, diretor do DENASUS, órgão do Ministério da Saúde, que é filho do ex-deputado federal Dr. Djenal Gonçalves. Valdélio esteve também visitando o ex-governador João Alves, do qual foi um liderado durante os anos que fez parte do DEM, e o tem ainda como seu líder político, a convite da sua filha a jornalista Ana Alves.

 

Rodrigo e o PSL

O deputado estadual Rodrigo Valadares vai assumir o comando do PSL em Sergipe. Ainda não se sabe se o parlamentar vai mudar de partido ou se vai indicar uma representação. O deputado já tem adotado um discurso mais “à direita” na Assembleia Legislativa. Se tiver “juízo”, poderá fortalecer e muito a legenda no Estado. Pode ser uma importante “ponte” junto ao governo federal no aporte de recursos também.

 

Belivaldo & Rodrigo

É visível a insatisfação do governador Belivaldo Chagas com a forma do deputado Rodrigo Valadares se manifestar politicamente. Mas agora, com ele comandando o partido do presidente da República, é importante que, apesar de uma relação política difícil, ambos procurem “acalmar os ânimos” para focar no crescimento e desenvolvimento de Sergipe. A política de Simão Dias não deve ser maior que o Estado. É por aí...

 

TCE I

O Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE) decidiu no Pleno expedir medida cautelar determinando a suspensão do Processo Seletivo Simplificado Nº 001/2019, da Prefeitura de Capela, voltado à contratação de profissionais para atuar nas instituições da rede pública municipal de ensino. 

 

TCE II

A exemplo de julgamento similar ocorrido no Pleno da semana passada, alusivo ao município de Maruim, o colegiado entendeu que o certame capelense ofertou exíguo prazo para inscrições, de apenas dois dias e de forma presencial, o que pode ter comprometido a competitividade. Outro questionamento destacado na sessão diz respeito à necessária comprovação do excepcional interesse público. 

 

Eita Capela I

A matéria tem como relator o conselheiro Carlos Pinna, que tomou conhecimento da situação após o recebimento de denúncia. Procurador-geral do Ministério Público de Contas, João Augusto Bandeira de Mello observou que a suspensão do PSS permitirá que a Prefeitura possa prestar os devidos esclarecimentos acerca dos questionamentos levantados pela Corte de Contas. 

 

Eita Capela II

“É um caso bastante idêntico ao julgado na semana passada, onde há essa questão muito relevante de período exíguo para as inscrições e a inscrição sendo presencial mostra que pode ter havido prejuízo à competitividade e ao amplo ingresso que o processo seletivo deve ter”, destacou o procurador-geral.

 

PSS

Com salários mensais que variam de R$ 998 a R$ 2.500, o PSS realizado pela Prefeitura de Capela oferta vagas de professor nas áreas de Educação Física, Educação Infantil e Ensino Fundamental, bem como de Auxiliar de Docência, Auxiliar de Educação Infantil, Assistente Administrativo, Serviços gerais, Vigilante, Motorista, Cozinheiro e Nutricionista.

 

Sistema Prisional I

A Assembleia Legislativa promoveu uma palestra sobre o Sistema Prisional Feminino em Sergipe. O debate, proposto pela deputada estadual Kitty Lima (Cidadania), contou com exposição da diretora do Presídio Feminino, Andréa Fernanda Andrade, e a estudante de Direito e egressa do sistema prisional, Iza Jaqueline Barreto.

 

Sistema Prisional II

Ao fazer sua exposição, Iza Barreto agradeceu aos deputados pela oportunidade de falar sobre o assunto na Alese e, como mulher negra e ex-presidiária, comentou sobre as dificuldades de ressocialização para egressas do sistema prisional. “Como é difícil ser reinserida na sociedade. Infelizmente esse processo de ressocialização eu tive que aprender sozinha. Não tive muitos meios que me ajudaram a chegar até aqui”.

 

Sistema Prisional III

Em seguida, a estudante disse que também é militante do movimento Hip Hop, que busca mais mulheres para lutarem pela causa e que já teve que trancar o curso, por duas oportunidades, por falta de recursos, reclamando da falta de empregos para as mulheres negras e ex-presidiárias. “Como podemos reassocializar? Isso é importante para mim, para a minha família, mas também para a sociedade em geral”.

 

Projetos sociais

Para Iza não basta apenas “fiscalizar” o sistema prisional, mas também é importante desenvolver projetos sociais que garantam a ressocialização das internas. Segundo ela, outro problema que as mulheres esbarram é o machismo. “Dos 48 internos que estão trabalhando pelo Conselho da Comunidade de Execução, apenas cinco são mulheres. Às vezes a mulher falta porque é gestante, porque tem dias em que não acorda bem e precisa faltar, mas as empresas precisam ter lucros e muitas mães de família trabalhadoras ficam de lado”.

 

Projeto Rapunzel

Por fim, Iza destacou o “Projeto Rapunzel”, onde se trabalha com as internas a questão da beleza, dando estrutura e cursos de corte, manicure, design de sobrancelhas e mega hair. Por sua vez, ela reconhece algumas dificuldades. “A volta pra casa do presídio é difícil. A mãe interna já recebe um ‘fardo’ que suas famílias carregam enquanto elas estão presas.  Temos um projeto social no Orlando Dantas voltado para a comunidade, mas não temos estrutura e nem material, não temos apoio governamental. Nós acreditamos, fazemos tudo com o próprio punho, porque acreditamos que bandido bom é bandido ressocializado”.

 

Andréa Andrade I

Guarda de Segurança do Sistema Prisional há 15 anos e há dois anos como diretora do Presídio Feminino, Andréa Andrade agradeceu a todos pela oportunidade de poder falar sobre o sistema, em especial, a deputada Kitty Lima. Ela fez um relato de como a mulher chega ao sistema prisional passando por uma triagem (cartório, setor de saúde e Serviço Social).

 

Andréa Andrade II

“Depois de catalogadas todas as informações a respeito da interna, temos o cuidado de perguntar se ela tem filhos de 0 a 12 anos ou deficiente físico. Depois dessa acolhida, ofertamos exames e testes rápidos de sífilis e HIV e, no setor social, traçamos todo o perfil dessa mulher, para verificar o que ela está precisando, baseado na Lei de Execuções Penais”, colocou a diretora.

 

Ressocialização

Ela destacou as parcerias com as Secretarias de Educação e de Inclusão. “Temos salas de aula e duas professoras. São duas turmas com 25 internas cada. É importante para essas mulheres serem ressocializadas. Temos ainda dois projetos: o Florescer e Odara. O primeiro é uma parceria com o Ministério Público Estadual, onde promovemos cursos para as internas. Depois dele, elas vão para o Odara onde nós produzimos a costura de tecidos doados pela Sefaz e confeccionamos bolsas e roupas que fazemos chegar em outras mulheres, para provar que as internas conseguem produzir sonhos, artes, que podem recomeçar”.

 

Kitty Lima I

A autora do requerimento, deputada Kitty Lima se mostrou contemplada com as exposições e os debates. “Muito do que foi dito aqui eu queria expor. O objetivo é externar mesmo, mostrar para as pessoas a realidade dessas internas. As pessoas vão entendendo a importância dos projetos e aquela mulher esquecida precisa ser empoderada”.

 

Kitty Lima II

Em seguida, Kitty Lima disse que é preciso promover e destacar o valor das internas. “Elas precisam voltar para a sociedade ressocializadas. Estão provando que podem fazer a diferença. Vamos valorizar essas mulheres. Eu acredito em vocês, nos projetos e nas meninas. Vamos acabar com esse preconceito que não tem mais necessidade de existir”, pontuou.

 

TTB de volta I

Após ter passado por uma ampla reforma, o Teatro Tobias Barreto (TTB) será reinaugurado e reaberto ao público na próxima sexta-feira (23). Antes disso, representantes do Governo do Estado realizaram uma visita técnica, na tarde desta quinta-feira (15), para conferir o resultado da obra e checar os últimos detalhes.

 

TTB de volta II

Participaram da visita a vice-governadora, Eliane Aquino, acompanhada da diretora-presidente da Fundação de Arte e Cultura Aperipê (Funcap), Conceição Vieira; do presidente das Centrais Elétricas de Sergipe (Celse), Pedro Litsek; de representantes do Corpo de Bombeiros e da equipe responsável pela obra.

 

Parceria

A reforma do teatro faz parte de uma parceria entre o Governo e a Celse, por meio de um Protocolo de Intenções, com vigência de cinco anos e orçado em 15 milhões, que também contemplou as reformas do Arquivo Público de Sergipe e da Biblioteca Pública Epifânio Dória, já entregues. A parceria firmada visa a restauração dos prédios públicos como forma de preservação cultural do patrimônio histórico e social do Estado. 

 

Celse

O presidente da Celse destacou a importância da parceria com o governo. “É a terceira obra que a gente está entregando como parte do nosso compromisso com o governo do estado, e essa aqui, sem dúvida, é a mais relevante do ponto de vista de valor e de uso do povo sergipano. Foram obras que foram voltadas para valores de Educação e Cultura, que são valores que a Celse preza muito, então a gente está super feliz de estar podendo oferecer para o povo sergipano, que nos recebeu aqui tão bem no estado, esse teatro reformado”, ressaltou Pedro Litsek.

 

Eliane Aquino

“Estamos aqui fazendo uma vistoria e é muito bom entrar aqui hoje e ver um teatro como esse, ver a qualidade que ficou essa reforma, tudo que nossa população merece. Para mim, esse teatro é um dos mais lindos do Nordeste, não tenho dúvidas em falar isso, principalmente com a qualidade de som, de cenário, de camarim, tudo reformado e que não é simplesmente um teatro, uma casa, aqui é uma alma. Na hora que a gente valoriza a cultura da nossa terra, que a gente abre espaço para culturas de outras regiões poderem vir e ter um espaço de qualidade para se apresentarem, temos espaço para formação da nossa juventude, para nossas crianças, então é um espaço vivo”, ressaltou.

 

Conceição Vieira

“Todas as vezes que um governo que tem o compromisso social, como tem o governador Belivaldo Chagas, pode entregar uma obra com utilidade tão grande à população, é um momento de felicidade para todos. Recebemos hoje o Corpo de Bombeiros, que tem uma grande responsabilidade na liberação desse espaço para a sociedade. Há um mês eles estão acompanhando a conclusão dos trabalhos, para que no dia 23, a gente possa, com festa, celebrar essa entrega oficial”, destacou a presidente da Funcap, Conceição Vieira.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 




Tópicos Recentes