SERGIPE

15/10/2019 as 17:46

Corpo de Bombeiros alerta para fraude na cobrança de taxa de incêndio

Quatro vítimas apresentaram o problema no Quartel do Comando Geral em Aracaju

SSP/SE
<?php echo $paginatitulo ?>

O Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBM/) prestou boletim de ocorrência nesta terça-feira (15) no cartório da Coordenadoria de Polícia da Capital (Copcal) para que a Polícia Civil inicie investigação sobre fraude envolvendo uma suposta taxa de incêndio. Pelo menos quatro pessoas foram até o quartel dizendo ter recebido e-mails referentes à cobrança em nome da corporação.

“A corporação não faz esse tipo de cobrança sobre taxa de incêndio e não enviamos boletos por e-mail e logo percebemos que se tratava de uma fraude”,  explicou o capitão CBM Luiz Eduardo. 

De acordo com ele, em alguns casos, o Corpo de Bombeiros cobra taxas, como em fiscalização, vistoria, análises de projetos ou processos simplificados de regularização de estabelecimentos comerciais. "Há também cobranças referentes à regularização de residências e residencial multifamiliar, que são previamentes agendados pelo site dat.cbm.se.gov.br. ou nos quartéis do Corpo de Bombeiros", disse.  

Ao ter acesso ao e-mail recebido por uma das vítimas, o CBM confirmou que se tratava de uma fraude. Segundo o oficial, na mensagem consta um boleto do Bradesco enviado pelo endereço do Outlook e não pelo email oficial da corporação. "No texto, as informações eram falsas, contendo leis que são usadas apenas no estado de Minas Gerais.” completou o capitão.

O CBM lembra que tem convênio apenas com o Banco do Estado de Sergipe (Banese) e não envia faturas de cobranças por e-mail. Todos os boletos devem ser solicitados pelo site oficial, onde o próprio contribuinte gera o boleto de pagamento. 

Segundo a Secretaria da Segurança Pública, até o momento quatro vítimas entraram em contato e prestaram queixa oficialmente à corporação. Aqueles que foram lesados ou receberam algum e-mail devem fazer um boletim de ocorrência levando os prints dos e-mails recebidos para comprovar a fraude. 

As vítimas que receberem qualquer e-mail com cobrança indevida podem entrar em contato com as unidades do Corpo de Bombeiros da capital e do interior ou através do telefone 193.

*Com informações da SSP/SE




Tópicos Recentes