SERGIPE

12/03/2020 as 08:42

Sedurbs notifica empresa que atua na obra da Catedral Metropolitana

A obra da Catedral Metropolitana de Aracaju segue sem previsão para conclusão e o atraso na finalização da segunda etapa da reforma culminou em uma notificação da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano

<?php echo $paginatitulo ?>

 E Sustentabilidade (Sedurbs) à empresa NGB, contratada para efetuar a colocação do piso, dentre outras especificações.

Segundo a Sedurbs, a empresa já havia sido notificada por diversas vezes ao longo de 2018 devido aos atrasos na execução dos serviços e tornou a ser alertada em 2019, com uma advertência formal, “A Sedurbs informa ainda que, caso a empresa não tome providências urgentes a fim de dar celeridade aos trabalhos, o contrato para a execução dos serviços será rescindido”, destacou a secretaria em nota.

A secretaria, por meio de sua assessoria de imprensa, indicou que a nova notificação ocorreu no último dia 27 de fevereiro de 2020 e que o alerta envolveu, dentre outras tarefas, a finalização do serviço de instalação do piso da catedral. A previsão é de que esta etapa seja concluída até o final do mês de março e, na sequência, a obra deve partir para a terceira e quarta etapa, as quais ainda estão em fase de elaboração por parte da Arquidiocese de Aracaju, após recomendações feitas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Procurada pelo Portal Infonet, a assessoria de imprensa da Arquidiocese detalhou que até os projetos devem ser finalizados até o dia 30 de março. Segundo o órgão, as próximas etapas estão orçadas em R$ 580 mil e R$ 1,7 milhão e englobam aspectos da reforma tais como o projeto de contenção de incêndio, a conclusão da melhoria das janelas e a restauração da parte interna, que envolve pintura, entre outros.

Reforma da catedral

Com investimentos avaliados em mais de R$ 6 milhões, as obras de restauração da Catedral Metropolitana de Aracaju são realizadas há pouco mais de seis anos pelo Governo do Estado, através da Sedurbs, em convênio firmado com o Ministério da Cultura e o Iphan em Sergipe.

Inicialmente, a expectativa era de que a sua conclusão ocorresse em abril de 2018, mas desde então, suscetivas justificativas têm sido apresentadas pelos órgãos envolvidos e a reforma permanece em andamento.




Tópicos Recentes