SERGIPE

20/03/2020 as 14:00

Novo decreto da PMA fecha shoppings e reduz ônibus na capital

Em pronunciamento às 10h desta sexta-feira, 20, pelas redes sociais, o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, anunciou novas medidas de contingenciamento populacional para a capital

<?php echo $paginatitulo ?>

Foram seis novidades editadas no decreto, conforme na ordem abaixo:

1 – Shoppings fechados. A partir do próximo domingo, 22, os três shoppings da capital ficarão fechados, com exceção dos supermercados situados nesses locais. Restaurantes que trabalham com delivery também terão permissão para trabalhar, mas só com o serviço de entrega. A medida, segundo o prefeito, foi articulada com os gerentes dos shoppings, e visa retirar de circulação consumidores e funcionários do centro de compras.

2 – Redução da frota de ônibus em alguns horários. Em horários de pico, a frota funcionará em sua integralidade, mas fora desses horários, a redução será de 30% no quantitativo de ônibus. Aos finais de semana, a redução será de 50%, conforme anunciado pelo prefeito. “No último final de semana, muitas pessoas foram as praias. Queremos evitar isso”, justificou.

3 – Diminuição do horário de funcionamento dos mercados centrais e setoriais de Aracaju. A partir de agora, todos os mercados de gestão da prefeitura funcionarão somente das 6h às 14h. O comércio ambulante também deve seguir as mesmas regras.

4 – A Prefeitura de Aracaju vai formalizar pedido ao Governo do Estado para que o aeroporto e rodoviárias fechem totalmente. A expectativa da PMA é reduzir a possibilidade de contágio do vírus. As decisões, competem ao governador Belivaldo Chagas.

5 – Intensificação da fiscalização em bares. A medida estabelece uma força-tarefa entre a vigilância sanitária e Procon para garantir que bares cumpram o distanciamento ideal entre consumidores, hoje estabelecido em decreto em 2 metros, e medidas ideais de higienização.

6 – Quarentena de 7 dias para todas as pessoas que vierem de estados que já têm transmissão comunitária confirmada. Conforme anunciado pelo prefeito, mesmo que não haja sintomas, a pessoa deve ficar em isolamento residencial por período de 7 dias.




Tópicos Recentes