SEX APPEAL

09/09/2018 as 09:10

Fazer sexo na frente do espelho é fetiche para apimentar relação dos casais

Segundo terapeuta, usar um espelho para assistir a si ou ao parceiro durante o sexo pode ser uma boa opção para não "cair na rotina"

Foto: (Shutterstock).<?php echo $paginatitulo ?>

Apostar em fetiches e fantasias para apimentar o relacionamento entre quatro paredes pode, sim, ser uma boa opção. Mulheres e homens têm preferências sexuais que os deixam mais excitados, e estas servem como um tipo de “caminho” para alcançar o prazer. Você já imaginou, por exemplo, fazer sexo na frente do espelho ? Acredite, muita gente gosta de observar a si mesma ou assistir ao parceiro durante o ato sexual.

Se você já foi a algum motel, deve ter reparado que dentro dos quartos há espelhos espalhados literalmente por todos os lados e ângulos, inclusive no teto. Essa "decoração especial" é exatamente para as pessoas que se sentem mais estimuladas dessa forma. Mas afinal, por que seria tão excitante fazer sexo na frente do espelho?

De acordo com a psicóloga, terapeuta de casais e cofundadora do Instituto do Casal, Marina Simas de Lima, usar um espelho para observar a si mesma ou ao parceiro durante a transa pode potencializar o desejo. "Para alguns funciona como um 'motor de arranque' durante o sexo, principalmente para aqueles que são extremamente focados na construção do corpo perfeito e gostam de performar", explica.

Dessa forma, o casal consegue atingir o ápice com estímulos visuais porque os dois estão conectando o prazer com a situação em si, e isso faz com que algumas pessoas tenham ainda mais vontade de fazer sexo e gozar.

Margareth dos Reis, psicóloga, terapeuta sexual e doutora em Ciências pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), complementa que para os dois sentirem prazer na prática é importante colocar algum significado por trás do ato, ou seja, não é apenas se olhar no espelho. "Aqueles que ficam excitados com esse estímulo estão erotizado a situação, e isso é o que provoca sensações mais elevadas de prazer", diz.

Quero fazer sexo na frente do espelho, e agora?

Se você quer experimentar fazer sexo na frente do espelho, essa é a hora. Segundo as especialistas, não existe regras quando os assuntos são os estímulos eróticos. "O que acontece é que cada casal ou até grupo de pessoas envolvidas no ato sexual vai se 'ajeitando' para tornar a relação mais prazerosa para eles e para os outros", explica Margareth.

Assim, é importante lembrar que não há julgamentos na cama. "Acho que quando se fala de fantasia ou fetiche há uma distorção de ideias, porque muitas vezes se espera que o 'normal' seja o 'convencional' e não é necessariamente assim. O que importa é que a prática não faça mal para nenhum dos envolvidos e que todos tenham prazer naquilo", complementa.

Para quem quer testar usar espelhos pela primeira vez, Marina recomenda acompanhar os movimentos nos reflexos que ficam no teto ou de frente da cama. "São os mais valorizados e mais fáceis na hora de se assistir ou ver o parceiro", diz. "Quando for experimentar, veja primeiro se isso te estimula e, se funcionar como um recurso para ampliar seu desejo, vai valer a pena. Também pode servir como mais uma fantasia no repertório do casal."

Além disso, pode ser uma ótima forma de deixar o relacionamento mais animado e deixar a chama acesa depois de alguns anos juntos. "Antes do casamento, quando o desejo está mais intenso, o casal costuma usar mais essas práticas e gosta de 'ousar'. Depois de casados, muitas vezes, a atividade sexual cai em uma rotina com poucos recursos e estímulos."

Para não "cair na rotina", fazer uma visita a algum motel que tenha esses recursos ou até colocar espelhos espalhados pelo quarto podem ser uma opção para o divertimento. "Qualquer recurso que estimula os órgãos dos sentidos e que for prazeroso para ambos na relação pode valer a pena para viver um bom sexo e sair do padrão".

Além disso, é importante estabelecer uma boa relação com o próprio corpo e, principalmente, com o ato de fazer sexo para que haja mais confiança em si e no parceiro. As mulheres, por sofrerem muito com a pressão estética para ter o "corpo perfeito", acabam enxergando mais defeitos em si e podem até mesmo perder o desejo ao se assistirem transando.

Enquanto isso, os homens são mais estimulados visualmente e conseguem sentir mais prazer ao verem a parceira curtindo o momento. "As mulheres costumam ser mais críticas com o corpo e, muitas vezes, o que é para estimular na verdade pode cortar o tesão porque elas não se soltam com facilidade. Os homens não têm esse crivo e são 'mais treinados' culturalmente a colocar o desejo para fora. Ainda assim, o estímulo visual funciona muito para os dois", diz Marina.

Segundo Margareth essa é uma fantasia que pode apimentar a relação como qualquer coisa desse tipo, servindo como um "tempero" para o relacionamento. Entretanto, não é recomendado depender apenas desse estímulo para ficar excitada ou viver o prazer.

"É legal sempre lembrar que essa é apenas uma das práticas que pode dar prazer durante o sexo e que é importante não cair na previsibilidade, porque isso pode diminuir o efeito excitante. Use a criatividade e renove o roteiro sexual para fazer a manutenção da satisfação", complementa.

Outra dica antes de testar qualquer coisa é sempre lembrar da importância do sexo consensual, ou seja, tanto você, quanto o seu parceiro precisam querer praticar o ato e, ainda mais, estarem confortáveis com a situação. "Essa é uma dica que vale para qualquer novidade: estejam de acordo com aquilo que pode motivar as partes envolvidas, que não seja apenas para agradar o outro, mas que também traga satisfação para todos", finaliza a terapeuta sexual.


 

 

 

 

Com informações de Larissa Bonfim, IG.




Tópicos Recentes