SEX APPEAL

25/04/2019 as 15:01

Falando de Sexo: a prática oral pode gerar desconforto?

Colunistas Lúcia Pesca e Andréa Alves tiram dúvidas de leitores

<?php echo $paginatitulo ?>

Estamos casados há muitos anos. Porém, ultimamente, a minha esposa sente um certo desconforto depois do sexo oral. Temos todos os cuidados normais: escovação dos dentes após as refeições e enxágue bucal. Quais são as causas dessa reação (coceira e, às vezes, dor)?

A língua é, realmente, uma ferramenta poderosa, mas deve ser usada com sabedoria. Do contrário, sua parceira vai querer fugir dela. A dica é fazer sexo oral da mesma forma como você a beija. Um misto de delicadeza e ousadia.

Quando se trata de conversar no idioma do amor, o sexo oral deve ser a língua nativa de todo amante. A prática pode ser um método excelente para orgasmos múltiplos. Mas, se você não tem certeza do que deve fazer, simplesmente fique imóvel e pressione a vulva da parceira com a sua língua, deixando que a mulher seja a responsável pelos movimentos.

Preconceito

Falamos no prazer para que vocês possam avaliar se existe algum tipo de bloqueio com essa prática. Quando existe problema durante o sexo oral e não na penetração, é provável que ele seja mais uma questão de preconceito do que algo físico.

Para finalizar, sobre o desconforto que vocês sentem, sugerimos uma consulta ao ginecologista. Ele vai averiguar e descartar uma possível DST — doença sexualmente transmissível — ou algo causado pelo estresse, calor ou por medicações que baixam a imunidade.

Continuem conversando sobre as dificuldades e as possibilidades na busca de soluções. Esse é o melhor caminho para achar resultados positivos e aperfeiçoar a vida sexual e afetiva de um casal.

Com informações do NSC Total

 




Tópicos Recentes