SEX APPEAL

12/05/2019 as 10:05

10 coisas que você precisa saber sobre fazer sexo oral em uma mulher

Todas as dicas que você precisa para dar um orgasmo fantástico e prazer sexual máximo à sua parceira.

<?php echo $paginatitulo ?>

Caros homens héteros: vocês precisam melhorar no departamento do sexo oral. Fazer sexo oral em uma mulher não é complicado. Mas muitos homens, embora adorem receber sexo oral de suas companheiras, hesitam em fazer o mesmo com elas, deixando-as sofrer as tristes consequências – a falta de um orgasmo.

Pesquisas revelam que as mulheres heterossexuais têm estatisticamente menos orgasmos que qualquer outro setor da população, incluindo as lésbicas. Talvez seja porque seus parceiros não se esforçam o suficiente para lhes dar prazer, especialmente quando se trata de sexo oral (e ainda por cima há os como este daqui, para quem levar uma mulher ao gozo é algo que enfraquece a masculinidade. Se The Rock é capaz de fazer, você também é, DJ Khaled.)

Para ajudá-lo um pouquinho – e, quem sabe, reduzir aquela disparidade orgásmica ―, fomos buscar as orientações das especialistas: lésbicas e mulheres queer. Afinal, quem melhor para nos dar conselhos sobre fazer sexo oral numa mulher do que alguém dotado das necessárias partes íntimas femininas e que já tem experiência tanto em dar quanto receber?

Homens, por favor leiam e releiam estas dicas e depois as guardem em sua lista de favoritos. Obrigada! 

As respostas foram editadas para possibilitar maior clareza. Um sobrenome foi omitido por razões de privacidade.

1. Nunca vá direto ao clitóris.

“Quando você vai fazer sexo oral numa mulher, tome o tempo necessário. Não vá direto ao clitóris. É preciso ir criando um clima apropriado, deixar sua parceira excitada. As preliminares são essenciais. É preciso realmente ler a linguagem corporal da mulher.” ― Addicchun Sabra, que tem um canal sobre comportamento no YouTube.

2. Não use apenas sua língua.  

“Esqueça o que você vê em vídeos pornô que mostram homens agindo como beija-flores, pairando por cima do clitóris e dando lambidinhas com a língua tensa. Em vez disso, abra a boca, respire fundo e mergulhe de cabeça. Molhe o rosto, do nariz ao queixo. Use a pressão e os contornos de seu rosto para se apertar contra ela e deixe sua boca se derreter contra ela, como um beijo de boca aberta. Não pare até o momento que puder subir com um sorriso rasgado no rosto, enquanto ela está derretida e desfeita, depois de gozar. Outra coisa: aprenda a usar as mãos! Muitas mulheres reagem muito bem quando você usa 1 ou 2 dedos também durante o sexo oral, e se esses dedos forem hábeis e autoconfiantes, isso só vai ajudar.” ―Chris Maxwell Rose, educadora sexual e apresentadora de “Speaking of Sex with The Pleasure Mechanics”.

3. Assuma a posição. 

“Se sua parceira está deitada de costas, posicione seus braços debaixo das pernas dela para puxá-la para bem pertinho, inclua um pouco de autoestimulação ou masturbação, que é excitante para você e também pode aumentar a excitação de sua parceira, ou simplesmente use as mãos para mudar as sensações ou deixar certas áreas da vulva mais disponíveis à sua boca.”  ―Yana Tallon-Hicks, educadora sexual e terapeuta em Northampton, Massachusetts.

4. Deixe sua parceira saber que você também está curtindo.

“Pelo que eu já pude sentir, as mulheres muitas vezes ficam constrangidas e relutam (pelo menos inicialmente) em deixar você fazer sexo oral nelas. Por isso, mostre a ela que você não está fazendo um ‘favor’ a ela, mas que está curtindo tanto quanto ela está. Não há nada mais sensual do que perceber que sua parceira está absurdamente excitada com o que você está fazendo a ela.” — Kristen McKenzie, youTuber e vencedora do “Amazing Race Canada.

5. Pense na cunilíngua um pouco como se fosse felação. 

“Muitas pessoas que possuem vulva sentem prazer enorme quando você coloca seus lábios suavemente em volta da glande e do prepúcio do clítoris, cobrindo o máximo possível do prepúcio e dos lábios vulvares com sua boca e depois aproximando e afastando sua boca da vulva da maneira que geralmente é feita quando se faz sexo oral em um pênis. O movimento de dentro para fora, além de você estar cobrindo boa parte da vulva com seu rosto, cria uma sensação que estimula uma parte maior da estrutura do clitóris do que seria possível usando apenas sua língua. Dica de profissional: não encoste a língua na glande do clitóris enquanto estiver fazendo tudo isso.” ―Rae McDaniel, terapeuta sexual e de gênero em Chicago.

6. Não parta de ideias preconcebidas sobre o que sua parceira vai gostar (algumas mulheres nem sequer curtem sexo oral).  

“Para muitas mulheres, sentir prazer com sexo oral e sentir-se à vontade com alguém fazendo sexo oral nelas são duas coisas distintas. Pergunte à sua parceira o que você pode fazer para deixar a experiência mais cômoda para ela. — Anna.

7. Se você encontrou o ponto de prazer nela, não saia dali, pelo amor de Deus.

“Quando você encontrar o ponto perfeito ou o movimento perfeito, que está dando prazer à sua parceira, continue ali. Acho que muitas pessoas têm medo de que a repetição vai ficar entediante ou acham que precisam intensificar a ação ou fazer outra coisa para mostrar que são sexualmente hábeis. Mas não é verdade. Na dúvida, chupe!” — Skyler Ryan, tatuadora em Nova Jersey. 

8. Preste atenção para os pontos onde ela é mais sensível. E engula a saliva em excesso, fazendo o favor. 

“Descubra onde sua parceira é mais sensível, onde você deve focar mais atenção e os pontos onde deve aplicar mais ou talvez menos pressão. O ideal seria conversar com ela sobre isso – seria melhor do que ficar perdendo tempo, tentando descobrir sozinho. E não deixe de engolir saliva, para que ela não sinta a saliva escorrendo por seu bumbum. Isso a deixaria molhada e mais fria – o que é contraindicado. ― Frankie Bashan, coach de relacioanamentos para lésbicas e bissexuais. 

9. Não parta da premissa de que algo que funcionou bem com outras mulheres no passado vai funcionar com sua parceira atual. 

“Existem muitos caminhos diferentes para se chegar ao orgasmo. Duas coisas imprescindíveis para isso são a boa comunicação entre vocês dois e que sua parceira conheça o próprio corpo dela. Cada corpo é diferente. As mulheres não têm todas uma genitália idêntica e elas não reagem todas aos mesmos estímulos. Perguntar quais tipos de toques sua parceira prefere é fundamental para vocês terem sexo excitante e que dê prazer aos 2.” ―Amber Butts, redatora de Oakland, California.

10. Nunca imagine que você é um “deus do sexo” quando está fazendo sexo oral numa mulher. 

“Mesmo que você se ache um verdadeiro deus do sexo (o que pode até ser verdade!), não parta da premissa de que você sabe exatamente o que sua parceira deseja. É claro que sentir confiança no que você está fazendo deixa você mais desejável, mas ser rígido e não se dispor a dar ouvidos a dicas não é nada sensual! Cada mulher é diferente. Enquanto você está tirando a roupa dela e brincando um pouco para deixá-la mais excitada, pergunte o que ela gosta. Quando sua língua está sobre o clitóris dela e ela está ficando molhada, pergunte se ela quer quer você use os dedos ao mesmo tempo. As mulheres adoram responder a perguntas! Outra coisa, lembre que há várias posições em que é possível fazer sexo oral numa mulher.” ―Brittany Ashley, redatora em Los Angeles.

*Este texto foi originalmente publicado no Hu




Tópicos Recentes