SEX APPEAL

06/11/2019 as 16:20

Por que dormir pouco pode diminuir a libido

Já quem dorme bem tem desejo sexual aumentado

<?php echo $paginatitulo ?>

Uma boa noite de sono é fundamental para o descanso. Dormir bem melhora a produtividade e o humor, além de ajudar a reduzir riscos de desenvolver problemas de saúde, como obesidade, hipertensão e doenças cardiovasculares. O que as pessoas costumam esquecer é que o sono também é fundamental para uma vida sexual satisfatória.

Quando há privação do sono, o corpo entra em estado de “reserva de energia” e prioriza as funções mais importantes – que geralmente não incluem o sexo. Dormir pouco também interfere na produção hormonal responsável por estimular o desejo sexual.

Segundo especialistas, sem o descanso adequado, a hipófise – órgão que regula glândulas que produzem hormônios – é menos estimulada, o que afeta a produção de testosterona – hormônio que desempenha importante papel na libido feminina e masculina. Ao mesmo tempo, outros hormônios menos “prazerosos” acabam sendo produzidos em excesso, como o cortisol, conhecido como hormônio do stress.

Portanto, dormir bem é o primeiro passo para melhorar a vida sexual.

Sexo e sono

Assim como o sono afeta o sexo, o sexo também afeta o sono. Pessoas com uma vida sexual ativa costumam enfrentar menos problemas para dormir. Isso porque após o orgasmo, o corpo libera hormônios como oxitocina e dopamina, substâncias envolvidas no prazer e no bem-estar, que proporcionam sensações que estimulam um sono melhor. Dormindo melhor aumenta a libido.

O horário do sexo

Muitos casais reservam o período da noite para ter relações sexuais. No entanto, para quem tem uma rotina corrida e atarefada, essa pode não ser uma boa ideia já que, no final do dia, a maioria das pessoas está exausta e sem disposição para fazer qualquer coisa que não seja dormir.

Portanto, sempre que possível, os casais devem reservar o horário da manhã para ter relações sexuais.




Tópicos Recentes